Total de visualizações de página

sexta-feira, 6 de abril de 2012

A Separacão - Vencedor do Oscar no Cine Estação



O Cine Estação das Docas exibe, a partir desta quinta-feira, 5 de abril, o grande vencedor do Oscar 2012 na categoria de melhor filme estrangeiro: ‘A Separação’, do diretor Asghar Farhadi, premiado pela Academia de Hollywood no dia 26 de fevereiro, durante a 84ª edição da cerimônia de entrega do Oscar, em Los Angeles.

Desde o ano passado, o filme era cotado como o grande candidato da categoria por seu conteúdo crítico às leis do Irã. Discípulo de Jafar Panahi, cineasta iraniano que foi preso em seu país, Farhadi não deixou passar em branco o grande momento no palco do Kodak Theatre para alfinetar a política islâmica. "Nosso povo já sofreu muito por questões políticas. Por isso, eu ofereço esse prêmio ao povo do meu país e a todos os povos e nações", disse o diretor de fala baixa e com visível dificuldade para se comunicar em língua inglesa.
‘A Separação’ conta a história de Simin e seu marido Nader, que estão se preparando para deixar o Irã, com a filha Termeh. Mas Nader, preocupado com seu pai, que sofre de Alzheimer, acaba desistindo da viagem. Decepcionada, Simin entra com pedido de divórcio e decide sair de casa. Nader é obrigado a contratar uma jovem para tomar conta de seu pai. Porém a diarista está grávida, e trabalhando sem o consentimento de seu marido, condições que junto a um terrível incidente, levará as duas famílias a um julgamento de cunho moral e religioso.
Justiça, política, religião, moral, tudo acaba sendo discutido pelo diretor Asghar Farhadi no roteiro que leva o espectador a refletir sob diversos pontos de vista. Orçado em US$ 300 mil e filmado em boa parte com a câmera na mão, o filme foi interrompido em 2010 por seu posicionamento político, mas levou mais de três milhões de iranianos ao cinema. Incomodado com o sucesso de público e crítica, o governo do Irã divulgou nota avisando para as pessoas terem discernimento na hora de analisar a obra, que segundo o Ministério das Relações Exteriores mostraria uma versão distorcida da República Islâmica.
Além do Oscar de melhor filme em língua não inglesa, o longa arrebatou o Urso de Ouro no Festival de Berlim, mais o Prêmio Ecumênico do Júri, e o Urso de Prata nas categorias ator (Peyman Moadi) e atriz (Leila Hatami).

Serviço: A Separação (Irã, 2010)
Direção e roteiro: Asghar Farhadi
12 anos. 123m. Drama

No Cine Estação das Docas
http://www.youtube.com/watch?v=Dlt6-aDWAVI&feature=player_embedded

Datas em  abril:
Estreia - 5 (quinta): 18h e 20h30
6 (sexta): 18h e 20h30
7 (sábado): 18h e 20h30
8 (domingo): 10h, 18h e 20h30
12 (quinta): 18h e 20h30
13 (sexta): 18h e 20h30
14 (sábado): 18h e 20h30
15 (domingo): 10h, 18h e 20h30

Ingressos: R$ 7,00 (com meia-entrada para estudantes).

Texto:
Jose Pacheco-Secult

terça-feira, 3 de abril de 2012

SEMANA CHEIA DE GRANDES NOTÍCIAS. CONFIRA...

IAP tem mesa de debates
e exibição de documentário
pelo Dia do Jornalista

Em comemoração ao Dia do Jornalista, hoje dia 7, o IAP apresenta o documentário "30 anos sem Vladimir Herzog", de Mônica Teixeira, na próxima segunda-feira, 9 de abril. O documentário produzido pela Fundação Padre Anchieta (SP) é um especial sobre o jornalista cuja morte se tornou um símbolo de luta pela retomada da democracia no Brasil. Conta a história da prisão, tortura e morte de Vlado em 25 de outubro de 1975, nas dependências do DOI-Codi, órgão de repressão do regime militar em São Paulo.
Mostra também um pouco da trajetória pessoal e profissional de Herzog (que na época da sua morte era diretor de jornalismo da TV Cultura) e também a mobilização da sociedade contra a versão oficial dos militares de que Vlado havia se suicidado. O especial tem apresentação do jornalista Fábbio Perez, que era um dos apresentadores do Hora da Notícia, telejornal noturno produzido pela TV Cultura. A ideia foi reproduzir o telejornal dos tempos de Vlado com as notícias censuradas na época pela ditadura militar. Logo após a exibição, haverá uma mesa de debates com o tema "O espaço da cultura dentro do jornalismo on line". Entrada franca.

Na festa de sua Paixão e Morte
Cristo coloca Fé na
Promessa do Povo
da Nação Jurunense









A comunidade religiosa da Nação Jurunense orou com Fé a Paixão e Morte de Jesus Cristo e prometeu: colocar em prática os ensinamentos deixados há 2012 anos atrás por Ele, para melhorar o convívio entre si a partir do seio da Família.
Oxalá isso realmente aconteça, pois estamos precisando de Paz e o mundo de prosseguir em sua evolução. Nas fotos, uma das procissões realizadas nesta sexta-feira santa, a procissão do Sr. Morto, com a comunidade católica da Paróquia de Santa Teresinha, no Jurunas. A procissão passava no momento, pela Rua dos Tupinambás.

Polícia conclui investigações
sobre assassinato de
casal em Icoaraci



A Polícia Civil, por meio da Divisão de Homicídios, anunciou nesta sexta-feira (06) a conclusão das investigações sobre as mortes de Diogo Aires de Souza e Tatiany Aparecida Dejard Nogueira. Os dois foram assassinados a tiros em 16 de janeiro deste ano, no carro Gol, placa NTA 0315, na Rua Padre Júlio Maria, entre a Travessa Cristóvão Colombo e Rua Pimenta Bueno, bairro do Cruzeiro, distrito de Icoaraci, em Belém.
Os autores do crime são Anderson Rodrigo Barros dos Santos, Hugo Renan Santana Campos e Paulo André Marques Braga, de apelido “Preá”. Todos já estão presos. O crime foi motivado por uma rixa entre a vítima e Hugo Renan. Anderson é apontado como mandante do crime, e Hugo e Paulo André os executores.
Diogo Aires era empresário e dono do restaurante "Banana Café", situado na orla de Icoaraci. De acordo com o delegado Eduardo Rollo, da Divisão de Homicídios, o primeiro a ser preso foi Hugo Renan, no último dia 7 de março, em Icoaraci. Renan é primo de Anderson Rodrigo Barros dos Santos, acusado de ser traficante de drogas e integrar uma quadrilha de assaltantes, que age em Icoaraci e no município de Castanhal, no nordeste do Estado, da qual faz parte Paulo André Marques Braga.
Em 23 de março, Paulo André foi preso, no bairro Ianetama, em Castanhal, durante operação da Polícia Civil. Ele foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e uso de documento falso.
Ao ser preso, ele portava uma pistola calibre .40, de uso restrito da polícia, e ainda tentou atirar contra os policiais civis. Além da pistola, com ele foi apreendida uma Carteira de Identidade em nome de Alberto Patresso Oeiras Pinto. Na época da prisão de Paulo André, os policiais civis de Castanhal pretendiam prender Anderson dos Santos, que conseguiu fugir em Castanhal, mas ao ver que seria procurado pela polícia por envolvimento no duplo homicídio, resolveu se entregar no Fórum da Comarca de Icoaraci, em 29 de março passado. 
Vingança - O duplo homicídio ocorreu em 16 de janeiro deste ano, por volta de 3h45, quando as vítimas foram surpreendidas por dois homens em uma moto preta, de onde foram feitos vários disparos contra o carro. Uma pessoa que estava no veículo sobreviveu ao atentado. Uma testemunha ouvida relatou à Divisão de Homicídios que o empresário Diogo tinha envolvimento com os criminosos, conhecidos pelos apelidos de “Uai” e “Fabinho”. Este último era visto como “braço direito” de Diogo Aires em crimes como roubos.
Tudo começou quando “Fabinho” vendeu para Hugo Renan um revólver calibre 38, que pertencia a Diogo e era usado nos crimes. A Diogo, “Fabinho” alegou que a arma de fogo havia sido apreendida pela polícia. Ele vendeu a Hugo o revólver por R$ 800,00, mas, segundo as investigações, Hugo não pagou todo o valor. “Fabinho” teria recebido apenas R$ 400,00. Outros relatos, no entanto, dão conta de que a dívida pela compra da arma seria de apenas R$ 100,00.
Assim, “Fabinho” passou a cobrar de Hugo Renan, inclusive com ameaças, o pagamento do restante da dívida pela venda da arma. Por causa das ameaças, Hugo Renan assassinou “Fabinho”. Diogo Aires, que era comparsa de “Fabinho”, quis se vingar de Hugo Renan.
Diogo convidou Anderson dos Santos com o objetivo de matá-lo para vingar a morte de “Fabinho”. No entanto, Anderson não aceitou o pedido, pois alegou a Diogo que não poderia assassinar o próprio primo (Hugo Renan).
Para agravar a situação, Anderson delatou a Hugo Renan o plano de Diogo. Assim, Hugo Renan chamou “Preá” com o objetivo de matar Diogo Aires. No dia do duplo homicídio, Diogo e a esposa participavam de uma festa no bar “Tio Velho”, situado na Rua Padre Júlio Maria, em Icoaraci. Hugo Renan também estava no local seguindo Diogo.
As vítimas se despediram de um casal de amigos que saíra de carro do local. Em seguida, Diogo e Tatiany deixaram o bar no carro dirigido pelo empresário. As vítimas foram seguidas por Hugo Renan e “Preá”, que estavam de moto.
“Uma testemunha relatou ter reconhecido Renan como o homem que saiu do local logo após a saída das vítimas”, apurou o delegado Eduardo Rollo. Mais adiante, o carro foi interceptado pelos acusados e alvejado com diversos tiros.
O outro casal, que saiu do bar momentos antes das vítimas, viu pelo retrovisor do carro o momento em que os acusados atiravam no carro de Diogo e Tatiany. Essas testemunhas foram ouvidas e reconheceram os acusados. Com base nas provas, todos os envolvidos tiveram as prisões decretadas pela Justiça e agora aguardarão para responder pelos crimes. O relatório final do inquérito já foi enviado à Comarca de Icoaraci.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil


Polícia identifica autor de
três roubos em Uruará



A prisão de Renato Santos Costa, 19 anos, levou a Polícia Civil a desvendar três roubos ocorridos esta semana em Uruará, município do oeste do Pará. O acusado foi preso no final da tarde de quinta-feira (5), pela equipe da Delegacia local. Ele é apontado como o autor do assalto a um comércio na Avenida Central, ocorrido no último dia 4, quando cometeu uma tentativa de latrocínio - roubo seguido de morte.
O proprietário do estabelecimento, José Marcos de Oliveira, contou aos policiais que estava com a esposa, Maria de Lourdes Soares, no comércio, por volta de 21h45, quando dois homens chegaram ao local numa moto, sacaram duas armas de calibre 38 e roubaram R$ 300,00 do caixa.
Antes da fuga, um dos homens, que seria Renato, apontou o revólver em direção ao empresário e atirou. Após o tiro, os dois criminosos fugiram a pé, abandonando a motocicleta no local.
O veículo foi destruído por pessoas que presenciaram o crime. José Marcos foi atingido pelo tiro, está hospitalizado, mas sem risco de morrer. Descrições feitas por testemunhas levaram a equipe da Polícia Civil até Renato Costa, reconhecido pela vítima como autor do assalto.
O acusado foi conduzido para a Delegacia, onde foi autuado em flagrante por tentativa de latrocínio. O outro envolvido no crime foi identificado como Antônio Pereira de Sousa, de apelido "Toinho", que está foragido.
Na Delegacia, Renato disse ser inocente, afirmando que estava em frente de sua casa com a namorada no momento do crime. Entretanto, ouvida em depoimento, a namorada do acusado não confirmou a versão.
Renato é suspeito ainda de ter assaltado um comércio no bairro Jardim Morumbi, zona oeste da cidade, e também um vendedor ambulante nos últimos 10 dias. Durante a investigação, a equipe da Polícia Civil prendeu o dono da moto utilizada no crime, Salomão Paulo da Silva, 28 anos. Ele alugava o veículo para Renato por R$ 50,00 ao dia. Salomão também foi autuado em flagrante como co-autor do crime. Mas por ser réu primário e ter residência fixa, ele poderá responder pelo crime em liberdade.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil


Baile das Debutantes da
Nação Jurunense






Conselho Comunitário do Bairro do Jurunas iniciou preparativos para a realização de mais um Baile das Debutantes que acontecerá no próximo mês de maio, na sede do Rancho, no Jurunas. As reuniões vem ocorrendo na própria sede da agremiação com as belas candidatas e seus respectivos responsáveis.


Projeto do Matapi Ecológico
é destaque em feira
científica na Espanha

O projeto “Matapi Ecológico” ganhou uma menção honrosa como o melhor projeto internacional na XIII Exporecerca Jove, realizada no Museu de Ciências Comos Caixa, em Barcelona (Espanha), de 29 a 31 de março. A inovação apresentada por uma estudante do Pará concorreu com pelo menos 100 projetos de 10 países, da Europa, América Latina e Ásia. O projeto foi credenciado para representar o Brasil na XIII Exporecerca Jove durante a Mostratec, que ocorreu em outubro do ano passado no Rio Grande do Sul, concorrendo com 322 projetos brasileiros e de mais 22 países.
A aluna Regiane Araújo Silva, autora do projeto, conta que foi uma das feiras mais marcantes de que já participou, por reunir pessoas de vários países. “Esses momentos que passamos em nossas vidas são inéditos e devemos dar valor. Só a oportunidade que eu tive de representar o Brasil, o Pará e também nossa cidade foi uma vitória, e eu agradeço a todos que ajudaram nesta conquista. É um incentivo para que alunos e professores desenvolvam seus projetos e possam transformar a educação em nosso Estado”, ressaltou.
Para o professor Gilberto Luís Silva, coordenador do projeto, mais uma vez foi comprovado que a educação pública no Pará vem melhorando e apresentando resultados. Segundo ele, isso só é possível quando o governo acredita na educação pública e  incentiva e fomenta a pesquisa.
“No município de Igarapé-Miri (região do Baixo Tocantins), outros alunos da rede pública vêm se destacando, pois estão sendo desenvolvidos projetos que vão gerar emprego e renda para o município. Isso é um avanço significativo na vida dos alunos, professores e do próprio município”, frisou.
Durante o evento, o projeto “Matapi Ecológico” também recebeu um convite do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) para ser um dos representantes do Brasil na Rio+20 - Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável -, que vai ocorrer de 13 a 22 de junho deste ano,  no Rio de Janeiro (RJ).
Preservação - A vontade de encontrar uma solução para a captura do camarão no rio Tauerá de Beja, em Abaetetuba, município do nordeste do Pará, fez o professor Gilberto e a aluna Regiane, da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Cristo Trabalhador, produzirem o projeto científico “Matapi Ecológico: uma solução para a captura e a comercialização do camarão”, que tem como principal objetivo evitar a extinção dessa espécie.
Segundo Gilberto Silva, é grande a preocupação com a extinção dos animais no leito do rio, já que boa parte da população esta concentrada na região das ilhas e depende da captura do camarão para complementar a renda familiar. “Em função da pouca instrução que os ribeirinhos têm e da falta de apoio para sua atividade, eles tendem a capturar os camarões inadequadamente. Por isso surgem muitos problemas. Vimos a solução contida no próprio instrumento utilizado na pesca do camarão, o matapi”, explicou.
A estudante informou que o matapi é feito, geralmente, com pequenas frestas de talas de palmeira, capturando camarões de menor tamanho, o que afeta a reprodução. Outro impacto é na renda dos ribeirinhos, que também é diretamente afetada com a ausência ou diminuição do tamanho dos camarões.
Durante a pesquisa, foi realizada uma pequena, mas decisiva mudança no matapi. O espaçamento das frestas, que era de meio centímetro, passou a ter o dobro. Com isso, são capturados apenas camarões adultos, respeitando o ciclo de reprodução. “O Matapi Ecológico é uma solução simples e eficiente”, afirmou a autora do projeto.
Em seis dos 12 meses de pesquisa, foram pesados e medidos camarões capturados com os dois tipos de matapi - o tradicional, utilizado pelos pescadores, e o ecológico. O resultado logo demonstrou a importância da pesquisa.
Os 40 matapis tradicionais capturaram, em média, cada um, 5 quilos de camarão, com comprimento médio entre 5 e 6 centímetros, gerando um lucro diário de R$ 5,00. Já os 40 matapis ecológicos capturaram de 2 a 2,5 quilos do crustáceo, com tamanho médio de 6 a 7 centímetros, gerando renda diária de R$ 20,00. “Esperamos que os pescadores passem a valorizar o Matapi Ecológico”, concluiu o professor Gilberto Silva.

Texto:
Danielly Gomes-Seduc


Condenado pela Justiça em
Rondônia está preso
em Santarém

Operação coordenada por policiais civis do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI), da Região do Baixo e Médio Amazonas, e da 16ª Seccional Urbana de Santarém, resultou na prisão de Daniel Martins da Silva, 33 anos, apelidado de "Polaco", natural de Ji-Paraná, Estado de Rondônia. Ele teve a prisão preventiva decretada pela Justiça Pública da Comarca de Machadinho do Oeste (RO), onde foi condenado a 14 anos de prisão pela prática de homicídio.
Daniel foi preso na época em que praticou o crime e, após condenado, fugiu do presídio. Atualmente, ele vivia em Santarém, no Pará, onde utilizava identidade falsa, com o nome de Robson de Assis Pereira. Ele mantinha há cerca de um ano e meio união estável com uma advogada.
Ao ser capturado, Daniel informou seu nome verdadeiro e contou ter sido preso por três vezes em Rondônia. A primeira foi na cidade de Cacoal, onde responde por roubo. Em outra ocasião, ele foi preso em Costa Marques por tráfico de drogas. A terceira prisão ocorreu na cidade de Machadinho do Oeste, por acusação de homicídio.
No primeiro caso, Daniel da Silva foi condenado e já pagou a pena. Do segundo crime acabou absolvido. Já no terceiro processo, ele foi pronunciado e submetido ao Tribunal do Júri, onde acabou condenado a 14 anos de prisão em regime fechado.
Ele conseguiu fugir do presídio da cidade de Machadinho do Oeste e foi morar em Santarém. Ele contou que, durante a fuga, passou pela cidade de Manaus, no Amazonas, onde comprou por R$ 500,00 a Carteira de Identidade falsa, além de um CPF e um título eleitoral. Todos os documentos estão em nome de Robson de Assis Pereira.
Ao chegar a Santarém, com os documentos, o condenado abriu conta no Banco do Brasil e passou a usar cartões de crédito e cheques, sem levantar quaisquer suspeitas. Com os documentos, Daniel Silva também se sindicalizou no Sindicato dos Taxistas de Santarém e ganhou a carteira de taxista, que foi apreendida.
A carteira de taxista, conforme os policiais civis, apresenta irregularidades. Conforme o investigador Marcos Rebouças, do NAI do Oeste do Pará, a data de filiação de Daniel na instituição sindical é retroativa a 11 de abril de 2007, o que lhe deu direito a crédito nas instituições bancárias da cidade.
Em Santarém, Daniel chegou a ser preso sob suspeita de estupro. Indiciado com o nome de Robson de Assis Pereira, ele ficou durante quatro meses no presídio de Santarém, mas acabou inocentado da acusação de estupro.
Quanto ao homicídio, pelo qual foi preso, ele nega a autoria, alegando que foi envolvido no caso. Agora, Daniel será enviado para Rondônia, onde continuará cumprindo a pena por homicídio.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil


Operação em Itaituba
resulta em prisões e
remoção de veículos

A 19ª Seccional Urbana do município de Itaituba, no sudoeste do Pará, divulgou nesta sexta-feira (06) os resultados finais da "Operação Alerta Geral", realizada nos últimos dias, com o objetivo de reprimir a criminalidade. Com equipes da Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Departamento de Trânsito do Estado (Detran), Coordenadoria Municipal de Trânsito, Secretaria de Meio Ambiente Municipal e Conselho Tutelar, a ação resultou em três prisões em flagrante por direção sob efeito de álcool, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.
Durante a operação foram abordados 232 veículos, dos quais 48 foram notificados e 15 removidos. Duas Carteiras de Habilitação foram recolhidas por irregularidades e um condutor foi autuado por estar bêbado.
As equipes atuaram também contra os crimes de exploração sexual de adolescentes, crimes de trânsito, tráfico de drogas, poluição sonora e assaltos em via pública. O diretor da 19ª Seccional, delegado Alexandro Napoleão, esteve à frente da operação junto com os delegados José Bezerra, Antonio Carlos e Eliete Cristina Alves, e o major Furtado, da Polícia Militar de Itaituba.
Além dos três flagrantes, um inquérito policial foi aberto para apurar crime de lesão corporal. Oito pessoas foram enquadradas em TCOs (Termos Circunstanciados de Ocorrências) - duas por porte e uso de entorpecente, cinco por poluição sonora e uma por prática de contravenção penal de jogo de azar (máquina caça níquel). Um adolescente foi flagrado na direção de um automóvel.
As equipes policiais apreenderam, durante o combate à poluição sonora nas ruas da cidade, cinco caixas de som automotivas; duas caixas com cornetas e quatro potências de som. Um revólver calibre 38 sem porte foi apreendido, além de uma máquina caça níquel. Uma pessoa, presa por tráfico de drogas, estava com 6,5 gramas de pedras de crack e maconha.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil


Acusado de abuso sexual
 é preso em Tucuruí


Ostevaldo Almeida da Silva, conhecido como "Curupira", foi preso nesta sexta-feira (06), em Tucuruí, município do sudeste do Pará, em cumprimento a mandado de prisão preventiva. Ele é acusado de abusar sexualmente de uma criança durante quatro anos. O fato foi denunciado por familiares da menina à Polícia Civil, que passou a apurar o crime, após encaminhar a vítima para perícia.
Segundo o delegado Jivago Ferreira, responsável pela prisão, Ostevaldo aproveitou-se da relação de confiança que mantinha com a família da vítima e passou a violentá-la. Os abusos teriam começado quando a criança tinha 10 anos. Atualmente, ela está com 14 anos.
Para impedir que fosse denunciado, o acusado dava dinheiro e telefones celulares à menina, e a ameaçava.
Mas após quatro anos o crime foi revelado pela garota à família, que levou o caso ao conhecimento da Seccional Urbana de Tucuruí. "Assim que levantamos as provas do crime pedimos a prisão preventiva do acusado, que foi decretada pela Comarca Judiciária", informou Jivago Ferreira.
Ostevaldo foi conduzido para a unidade policial, onde está recolhido à disposição da Justiça de Tucuruí. Ele foi enquadrado no artigo 217-A, do Código Penal Brasileiro, por crimes contra a dignidade sexual.
Segundo o superintendente da Polícia Civil na Região do Lago de Tucuruí, delegado Herbert Renan Souza, a apuração de todos os casos de violência sexual na região tem prioridade. "Investigações de crimes como esse serão ainda mais intensificadas", garantiu o policial civil.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil


Caravana realiza desejo que
casal de Anajás
mantinha há quase 18 anos

Aldenor e Rosalina da Silva, moradores de Anajás, no Arquipélago do Marajó, alimentaram um desejo por quase 18 anos, idade da filha Roseane, a mais velha dos oito filhos do casal. Antes de completar um ano de vida, Roseane foi vítima de uma doença, que atrofiou seus membros inferiores e prejudicou a coordenação motora e a fala.
As limitações físicas obrigam a jovem a passar a maior parte do tempo dentro de casa. O desejo dos pais, no entanto, foi concretizado pela Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva na quinta-feira (5), quando o casal ganhou a cadeira de rodas tão esperada, que vai melhorar a qualidade de vida de Roseane.
“Nós esperamos muito por essa cadeira e, agora que ela chegou, não sei nem o que dizer. Só sei que estou muito feliz. Tantas vezes nos fizeram essa promessa, que nunca foi cumprida, mas nós não perdemos as esperanças. Quando me disseram que vinham cadeiras de rodas nesse barco eu nem acreditei. Para nossa surpresa, nos entregaram uma novinha, sem nenhuma burocracia, sem nos cobrar nada”, declarou Rosalina.
A entrega da cadeira de rodas faz parte das atividades da Ação Social do Palácio do Governo (Asipag) na caravana. Desde fevereiro, quando a caravana chegou ao Marajó, já foram entregues 140 cadeiras de rodas, mas esse número deverá chegar a 380 até o final das ações.
Cadastro - “Por causa do espaço, nós trouxemos apenas 162 cadeiras de rodas para adultos dentro do barco, que estão sendo distribuídas para os casos mais críticos. Os outros casos estão sendo cadastrados, e as cadeiras serão entregues diretamente nos municípios”, explicou Antônio Braga, coordenador da Asipag na caravana.
O coordenador disse que encontrou pessoas que esperavam por uma cadeira de rodas há 30 anos, e ressaltou que casos como esses mostram que, apesar das dificuldades da viagem, a Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva é boa tanto para quem está sendo atendido, quanto para quem trabalha na ação. “É gratificante. A gente esquece o cansaço, as limitações no barco, até a saudade da família quando recebe um abraço carinhoso de quem é atendido. Esse trabalho do governo do Estado, de levar saúde, educação e cidadania aos lugares mais distantes, é uma experiência que nunca vou esquecer”, afirmou.
Para Aldenor, a passagem da caravana por Anajás ficará marcada para sempre. “Eu não tenho como agradecer. Com essa cadeira, minha filha poderá frequentar a escola e aprender as letras. Dá para ver a alegria no rosto dela desde a hora em que ela sentou nessa cadeira de rodas. Parece um sonho, mas é real. Nunca vou esquecer esse dia”, garantiu.
A caravana deixa Anajás na tarde desta sexta-feira (06), em direção ao município de Gurupá.

Texto:
Dani Filgueiras-Secom


Policiais civis e militares
flagram tráfico de drogas
em São Félix do Xingu


Uma operação integrada das Polícias Militar e Civil em São Félix do Xingu, município do sul do Pará, flagrou um esquema de tráfico de drogas, às proximidades da Avenida Rio Xingu, na sede municipal. Os policiais abordaram um homem em atitude suspeita, em uma motocicleta sem placas, e ao  revistá-lo encontraram 17 "petecas de crack" e R$ 115,00 em espécie. O preso é Marivaldo Silva do Vale, 53 anos, mais conhecido como "Mauro". A delegada Claudilene Maia, titular da Delegacia local, informou nesta sexta-feira (06), que há meses ele era investigado pela Polícia Civil sob suspeita de envolvimento em tráfico de drogas.
Conduzido à Delegacia, o acusado confessou o crime. Usando o princípio da delação premiada, em que pode ser beneficiado pela Justiça caso contribua com as investigações, ele identificou outras pessoas envolvidas no tráfico de drogas em São Félix do Xingu. De acordo com a delegada, a atuação de Marivaldo Vale será investigada minuciosamente. Também foram apreendidos um telefone celular, relógios, a motocicleta e cordões que estavam com o acusado.
A delegada destacou que as operações de combate ao tráfico de drogas continuarão na região. "Várias famílias vêm sendo arruinadas pelo uso de drogas. Nós, da Polícia Cidadã, temos o dever de defender a sociedade", enfatizou. O preso está recolhido à disposição da Justiça de São Félix do Xingu.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Divisão de Homicídios
divulga como aconteceu
latrocínio em São Braz

A Polícia Civil divulgou nesta sexta-feira (06) as circunstâncias da morte do agente de portaria Milton de Assis Santos Barbosa, 45 anos. Ele foi encontrado morto em 15 de fevereiro do ano passado, por volta de 16h, no interior de sua casa, na Passagem Deodoro de Mendonça, bairro de São Braz, em Belém. Milton foi morto por estrangulamento com uso de uma corda de náilon, na noite anterior.
A vítima mantinha um envolvimento amoroso com o acusado, que na época tinha 17 anos. Hoje, com mais de 18 anos, o autor do crime se apresentou à Divisão de Homicídios na quinta-feira da semana passada e confessou o crime. Por ter sido premeditado, o acusado responderá por latrocínio.
Como era adolescente na época do assassinato, ele vai responder na Vara da Criança e do Adolescente, por enquanto, em liberdade. De acordo com o delegado Eduardo Rollo, da Divisão de Homicídios, duas testemunhas reconheceram o acusado e o televisor roubado da casa da vítima.
O aparelho, que ainda apresentava diversos adesivos colados por Milton, foi encontrado na casa do acusado, que contou à polícia ter premeditado o crime 15 dias antes. Após estrangular Milton, o acusado roubou dois televisores, um aparelho de DVD, dinheiro e uma mochila com roupas.
Ele alegou ter agido sozinho, apesar de testemunhas afirmarem ter visto dois homens saindo da casa de Milton, na noite do crime, com os objetos. “Se alguém souber de mais alguma informação que ajude a esclarecer o caso, ainda pode nos informar por meio do Fone 181, o Disque Denúncia”, disse o delegado Eduardo Rollo.
O crime - Milton trabalhava em um condomínio de luxo, no bairro do Coqueiro, em Ananindeua (na Região Metropolitana de Belém). Ele conheceu o autor do crime no próprio residencial, onde o acusado trabalhava como pedreiro em uma das residências.
Segundo as investigações, o acusado ficou aborrecido em saber que Milton contara a outras pessoas que ambos mantinham um relacionamento amoroso.
Na noite do crime, já na casa de Milton, o acusado aproveitou um momento de distração da vítima e a estrangulou. Em seguida, levou vários objetos da casa. Em depoimento, o acusado confessou o crime e disse que, na época, vendeu um dos televisores e o aparelho de DVD, e ficou com o outro televisor, encontrado pela polícia em sua casa.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Oficina oferece educação
ambiental para mais de
200 professores em Anajás

Mais de 200 professores da rede pública de ensino de Anajás, município do Arquipélago do Marajó, foram capacitados pela oficina de educação ambiental e reciclagem de lixo promovida pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), na quinta-feira (5). A ação faz parte da Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva, que está no município desde o dia 4 de abril.
A oficina aconteceu durante todo o dia e começou com uma dinâmica de grupo, seguida de palestras sobre poluição do meio ambiente causada pelo lixo e as alternativas para diminuir os impactos ambientais, por meio de iniciativas individuais. Mas a maior parte do tempo foi dedicada à produção de artesanato com materiais recicláveis, desde a produção de objetos que podem ser utilizados em sala de aula até produtos utilitários, como bolsas e pufes.
O professor de Artes e História, Raimundo de Vasconcelos, que trabalha na comunidade Santa Rita do Baixo Anajás, enfrentou oito horas de barco só para participar da oficina. Para ele, a reciclagem de materiais oferece novas possibilidades para melhorar as aulas. “A gente só tem a ganhar com essa oficina. O que estou aprendendo, vou poder repassar aos meus alunos e incentivá-los a usar esses materiais nos trabalhos, tanto para diversificar as aulas quanto para conscientizá-los sobre o lixo”, ressaltou.
Geração de renda - Despertar a consciência para o problema da destinação do lixo e dar alternativas para novos instrumentos de ensino são as metas iniciais que a Sema pretende alcançar com a oficina, mas a geração de renda é um dos focos principais do projeto.
A técnica em Gestão Ambiental da Sema, Maria Graciete Santana, explicou que a oficina desenvolvida na caravana já alcançou resultados que ultrapassaram a expectativa dos organizadores, como aconteceu no município de Portel, onde os participantes  montaram uma associação de artesãos logo após a realização da oficina.
“A gente espera que esse trabalho não seja desenvolvido apenas na sala de aula, mas que seja levado aos pais e familiares dos alunos, incentivando a geração de renda com a venda dos produtos feitos com materiais recicláveis. Esse é o principal benefício que podemos deixar nos municípios onde realizamos a oficina”, reiterou Graciete Santana.
Para a professora de Ciências Fátima Palheta, a ação da Sema na caravana é um incentivo ao desenvolvimento do conhecimento, uma semente que pode gerar muitos frutos, inclusive na auto estima da população.
“O povo de Anajás é muito carente de tudo. A chegada da caravana ao nosso município é uma prova de que o governo não se esqueceu da gente, apesar da distância geográfica, e isso nos deixa muito alegres. Como professora, fico feliz em ver que a caravana se preocupou em trazer projetos educativos, como essa oficina, e não apenas saúde e retirada de documentos, que são muito necessários para nós, mas a educação que é o que muda a sociedade”, afirmou Fátima Palheta.

Texto:
Dani Filgueiras-Secom

A ABECAS



Deseja a todos seus associados capelães uma abençoada Páscoa em Cristo.
Que Deus os abençoe.

Pr. Cpl Janildo Monteiro
Presidente ABECAS

JESUS SORRINDO!




O artista deste quadro mora na Florida, ele pinta quadros enormes (do tamanho de uma porta) em 30-45 minutos. O artista prefere permanecer anônimo e diz que quer que as obras falem por si mesmas. Observe com cuidado e veja que as obras foram assinadas 'Jesus Painter' (Jesus Pintor)...


Cristo rindo! Um conceito que eu nunca vi antes.
Lindas obras feitas a lápis...
Que bom ver Jesus de um modo diferente, que não aquela imagem sofrível que sempre vemos, principalmente nos templos religiosos, Ele pendurado numa cruz.
JESUS  ESTÁ  ENTRE  NÓS  E  NÃO  MAIS  CRUCIFICADO.
                Não guarde esta mensagem para você, passe adiante...

Banda Cogumelo Azul é
atração no Palco Deslizante
da Estação das Docas

Samba, rock, reggae e outros gêneros estão no repertório da Banda Cogumelo Azul, que será mostrado no Palco Deslizante da Estação das Docas durante os sábados do mês de abril. Em sua segunda apresentação na Estação, a Banda quer conquistar toda a plateia. “No nosso repertório buscamos tocar músicas de bandas populares, mas não necessariamente as mais famosas. É um trabalho diferente, em que tocamos todos os estilos que o ambiente pede”, declarou Raphael Ishak, vocalista e guitarrista do Cogumelo Azul.
Na programação montada pela Organização Social Pará 2000, que gerencia a Estação das Docas, a Banda composta por Raphael Ishak, Add Farinha (no baixo) e Charles Mattos (na bateria), se apresentará nos dias 7, 14, 21 e 28 de abril, a partir das 22h15, no palco do Armazém 02.
“É maravilhoso se apresentar na Estação. Nós tocamos bastante em bares, e tocar no Palco Deslizante é uma sensação diferente, muito bacana. É nosso objetivo tocar o que agrade ao público, com qualidade”, ressaltou Raphael Ishak.
Programação de abril dos Palcos Deslizantes dos Armazéns 01 e 02, da Estação das Docas:
Boulevard das Artes – Armazém 1
Segunda-feira: 18h30 – Bruno Benitez / 21h15 – Henrique Sena
Terça-feira: 18h30 – Junior Gonçalves / 21h15 – André Andrade
Quarta-feira: 18h30 – Eder Silva / 21h15 – Naldo Junyor
Quinta-feira: 20h – Raydol Saldanha / 22h – Elvis Cover
Sexta-feira: 20h30 – Adriano Aires / 22h45 – Trio Play List
Sábado: 13h – Marquinhos Melodia/ 20h30 – Carmen Piani / 22h45 – Felipe Martins
Domingo: 13h – Davi Amorim / 20h – Débora Vasconcelos
Boulevard da Gastronomia – Armazém 2
Segunda-feira: 21h – Adilson Alcântara
Terça-feira: 21h – Alvaro Drago
Quarta-feira: 20h – Davi Amorim
Quinta-feira: 20h – Felipe Martins / 22h15 – Fernanda Barreto
Sexta-feira: 20h – Beto Galvão / 22h15 – Charles Andi
Sábado: 12h30 – Beto Meireles / 20h – Camila Tavares / 22h15 – Banda Cogumelo Azul
Domingo: 12h30 – Ivan Cardoso / 20h – Beto Meireles

Texto:
Isa Arnour -Pará 2000

Operação Eirene fecha 15
estabelecimentos em Parauapebas

Policiais militares do 23º Batalhão e da 20ª Seccional Urbana, integrantes do Conselho Tutelar, Departamento de Trânsito (Detran), Departamento Municipal de Trânsito e Transporte, Departamento de Arrecadação Municipal, Secretarias Municipais de Urbanismo e de Meio Ambiente, Polícia Rodoviária Estadual, Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros Militar participaram da segunda Operação Eirene no município de Parauapebas, no sudeste do Pará.
Foram montadas barreiras na Rodovia PA-275 e na estrada que leva à ferrovia Carajás, e feitas vistorias e abordagens nos bairros da Paz e Rio Verde, e na área comercial, incluindo bares e casas noturnas.
Na operação foram fiscalizados 308 veículos, entre particulares e de aluguel, e quase duas mil abordagens de pessoas, além do fechamento de 15 estabelecimentos por irregularidades, apreensão de oito adolescentes e prisão de oito pessoas (quatro por cumprimento de ordem judicial). Foram apreendidos ainda três armas e cerca de 700 produtos irregulares.

Texto:
Leno Carmo-Polícia Militar

Acusados de tráfico de
drogas são presos na
Operação Gremlins

Policiais da 17ª Zona de Policiamento continuam o combate ao tráfico de drogas nos municípios de Santa Izabel do Pará (Região Metropolitana) e Santo Antônio do Tauá (nordeste do Estado), com a Operação Gremlins.
Em Santa Izabel foi preso em flagrante, acusado de tráfico de entorpecentes, um homem portando 55 petecas de pasta base de cocaína. Mais dois homens foram presos com 20 papelotes de maconha, na Rua da Mata, bairro do Miraí. Eles foram autuados por tráfico de entorpecentes e já estão à disposição da Justiça.
Em Santo Antonio do Tauá, a guarnição apreendeu 139 papelotes de pasta base de cocaína, em uma residência. O homem que seria proprietário do imóvel fugiu antes da chegada dos policiais.

Texto:
Leno Carmo-Polícia Militar



Para os homens que gostam
de bater em mulher, um recado:
cuidado que a Lei Maria da
Penha pode mudar antes de
seres preso, para
Maria da Peia. Confira o
vídeo


video


Operação Alerta Geral combate
a criminalidade em seis municípios

As apreensões de 24 motocicletas e de nove armas de fabricação caseira estão entre os resultados da Operação Alerta Geral, realizada pela Polícia Militar em seis municípios do nordeste paraense. O 19º Batalhão da PM, sediado em Paragominas, contou com a parceria da Companhia de Polícia Rodoviária Estadual, do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran), da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Polícia Civil, Centro de Perícias Científicas Renato Chaves e Polícia Rodoviária Federal.
A operação teve o objetivo de coibir a criminalidade nos municípios de Paragominas, Aurora do Pará, Mãe do Rio, Ipixuna do Pará, Ulianopólis e Dom Eliseu.
As ações, realizadas nos dias 30 e 31 de março, também tiveram a participação da 1ª Companhia Orgânica, da 2ª Companhia de Ipixuna do Pará, da 3ª Companhia de Ulianópolis e da 4ª Companhia de Dom Eliseu, além dos destacamentos da PM de Aurora do Pará e Mãe do Rio.
Durante a operação foram fiscalizados 127 veículos particulares, 35 veículos de aluguel (sendo 19 táxis), 35 caminhões, seis microônibus e ônibus intermunicipais, vistoriados 47 bares e abordadas 51 pessoas.
Também foram fiscalizadas 204 motos, das quais 24 acabaram apreendidas e levadas ao pátio do Demutran, devido a irregularidades, junto com um carro e um trator. Entre o armamento encontrado estavam as armas de fabricação caseira, uma espingarda, 20 espoletas e cerca de 150 gramas de pólvora, material encaminhado à 13ª Seccional de Paragominas.

Texto:
Leno Carmo-Polícia Militar

Tucupix incentiva crescimento
acadêmico e profissional
de alunos da rede pública

As criações de uma rede social, um portal e um evento voltados para ampliar a inclusão digital de alunos da rede pública estadual de ensino são os objetivos do Tucupix, projeto apresentado na quarta-feira (4), no auditório da Empresa de Processamento de Dados do Pará (Prodepa).
Durante a apresentação, o secretário de Estado de Comunicação, Ney Messias Jr., anunciou a criação do Prêmio Tucupix de Comunicação Digital, que vai contemplar os melhores trabalhos produzidos pelos participantes.
Utilizando as ferramentas do programa Navegapará, o Tucupix inova ao “criar uma plataforma rica de possibilidades para o crescimento pessoal, acadêmico e profissional”, destacou Gabriel Gentil, assessor da Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), um dos órgãos responsáveis pelo projeto.
Com o Tucupix, o governo do Estado pretende aproximar ainda mais os estudantes do universo digital e promover três importantes espaços propícios ao diálogo, às novas experiências, à criação e propagação de conhecimentos pela internet.
O governo do Estado já oferece internet gratuita e capacitação básica em informática, por meio do Navegapará, em mais de 180 centros públicos (os infocentros), em diversas cidades.
Para Theo Pires, presidente da Prodepa, “só disponibilizar o acesso digital não muda a vida da população. É preciso criar a forma para que isso atue de forma social”. O objetivo é potencializar o uso dos infocentros, ampliar o relacionamento entre os jovens e a web, e fazer de cada aluno do Estado um emissor de conteúdos e agente na troca de conhecimentos.
Oficinas - Com a finalidade de construir um canal de comunicação e compartilhamento, a rede social Tucupix quer estimular os estudantes a produzir textos, fotos, áudios e vídeos, e a trocar materiais didáticos, jogos educativos e conteúdo multimídia. “A rede já está sendo trabalhada há um ano. Por meio das oficinas do projeto Biizu já qualificamos mais de 4 mil alunos”, informou Ney Messias.
Nas escolas em que chegaram o Navegapará e a banda larga do Ministério da Educação, os alunos já estão produzindo blogs e outras linguagens virtuais.
Em novembro, um grande evento será realizado no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, com um espaço reservado para os órgãos envolvidos no projeto - Secom, Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e Prodepa -, além da rede de parceiros, que vão poder promover eventos paralelos.
Para Antonio Neto, diretor de Comunicação Institucional da Secom, "além de divulgar o evento, as parcerias também agregam valores à iniciativa".

Texto:
Natia Ney-Prodepa

Dia da Polícia Civil será
comemorado com
entrega de honrarias

A Polícia Civil vai homenagear 31 personalidades, entre servidores da instituição, representantes dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, empresários e integrantes das Forças Armadas, na próxima terça-feira (10), a partir das 8h30, em alusão ao Dia da Polícia Civil.
O evento será realizado no auditório principal da Delegacia Geral, na Avenida Magalhães Barata, bairro de Nazaré, em Belém.
Durante a solenidade serão entregues aos homenageados a “Medalha do Mérito Policial Civil”, a “Medalha Evanovich de Investigação Policial” e o “Diploma de Amigo da Polícia”. As honrarias são destinadas a personalidades que prestaram contribuições relevantes para a Polícia Civil no ano anterior.
A “Medalha Evanovich de Investigação Policial" é entregue a policiais civis que desvendaram crimes de investigação complexa e ampla repercussão. A “Medalha do Mérito Policial Civil” é concedida a personalidades que desenvolveram trabalhos importantes em prol da instituição e que se destacaram pelo valor pessoal e profissional, contribuindo para aperfeiçoar e projetar a instituição policial.
Já o “Diploma de Amigo da Polícia” é destinado aos cidadãos que prestaram contribuições importantes à Polícia Civil, por meio de atos ou deferências. Este ano, pela primeira vez, a solenidade será realizada no dia 10 de abril, Dia da Polícia Civil do Pará. A seguir, as honrarias e personalidades agraciadas em 2012.
- Medalha do Mérito Policial Civil
Vice-governador do Estado, Helenilson Cunha Pontes
Juiz de Direito da Comarca de Rondon do Pará, Gabriel Costa Ribeiro
Comandante geral da Polícia Militar do Pará, coronel Daniel Mendes Borges
Delegada de Polícia Civil, Maria do Perpétuo Socorro do Amaral Maciel
Comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar do Pará, coronel Hegésipo Donato Teixeira Júnior
Diretor geral do Departamento de Trânsito do Pará, Álvaro Ayres de Oliveira Júnior
Superintendente do Sistema Penitenciário do Pará, tenente coronel André de Almeida e Cunha
Comandante do 4º Distrito Naval, Vice-almirante Ademir Sobrinho
Comandante da 8ª Região Militar e 8ª Divisão do Estado, General de Divisão Carlos Roberto de Sousa Peixoto
Comandante do I Comando Aéreo Regional, Major Brigadeiro do Ar Odil Martuchelli Ferreira
- Medalha Evanovich de Investigação Policial
Delegado de Polícia Civil Luiz Guilherme Navarro Xavier
Escrivão de Polícia Civil Amarildo Leite dos Santos
Investigador de Polícia Civil Herlon Wiveens Pereira Gomes
Investigador de Polícia Civil Domingos Gonzaga Costa
Investigador de Polícia Civil Antônio Carlos da Silva Monteiro
Delegado de Polícia Civil José Humberto de Melo Júnior
Delegado de Polícia Civil Álvaro Luís Beltrão Ikeda
Escrivão de Polícia Civil Marco Antônio de Melo Barroso
Investigador de Polícia Civil Lucey Lima Costa Barros
Investigador de Polícia Civil Roberto Carlos Pimenta de Sousa
Investigador de Polícia Civil Marcelo Araújo Malato
- Diploma Amigo da Polícia
Desembargador do Tribunal de Justiça do Pará, Roberto Gonçalves de Moura
Juíza Titular da Vara do Juizado Especial Criminal do Meio Ambiente, Maria Vitória Torres do Carmo
Deputado Estadual José Megale Filho
Diretor do Instituto de Ensino de Segurança do Pará, tenente coronel Carlos Emílio de Sousa Ferreira
Juiz de Direito da Comarca de Maracanã, Francisco Roberto Macedo de Souza
Juiz de Direito da Vara Distrital de Mosqueiro, José Torquato Araújo de Alencar
Secretário Adjunto de Gestão Administrativa da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Cláudio Jorge da Costa Lima
Secretário Adjunto de Inteligência e Análise Criminal da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Antônio Cláudio Fernandes Farias
Proprietário do Centro Recreativo e Esportivo “Campo do Kasa”, Satoshi Sato
Empresária do Município de Cachoeira do Piriá, Maria Bernadete do Nascimento

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Polícia Militar apreende
armas, drogas e objetos
roubados no interior

Objetos de informática foram apreendidos na Vila de Itupanema, no município de Barcarena (região do Baixo Tocantins), durante a operação "Fechando o Cerco", realizada na sexta-feira (30) pela Polícia Militar, com o apoio do Conselho Tutelar da Vila dos Cabanos.
Os policiais abordaram pessoas e vistoriaram veículos e estabelecimentos, conseguindo encontrar dois notebooks, quatro celulares, uma arma de fabricação caseira, um HD externo, unidades de pen drive, entre outros objetos. Várias pessoas foram presas em flagrante.
Já no município de Capitão Poço, no nordeste paraense, durante a Operação “Saturação”, realizada pela Polícia Militar nos bairros Coutilândia e Flor de Lis, foram recuperadas várias motocicletas roubadas. Todos os condutores foram presos.
Em Nova Esperançado Piriá, também no nordeste, a PM apreendeu 16 espingardas, de vários calibres, durante a Operação Saturação. As armas estavam com dois homens, presos e autuados em flagrante. Com eles a polícia encontrou ainda 26 armas de fabricação caseira.
Em Paragominas, município da mesma região, foi preso em flagrante um traficante de drogas, que atuava em via pública. A prisão foi motivada por denúncias anônimas. Com o homem foram encontradas 10 petecas de entorpecente.
A guarnição da PM prendeu ainda outro homem, também em flagrante, portando 18 petecas de cocaína e quase 100 gramas de maconha prensada. A prisão aconteceu na Rua Alvorada, bairro Nagibão, às margens da BR-010 (Belém-Brasília).

Texto:
Leno Carmo-Polícia Militar

Santarém sedia curso
sobre local de crime

A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), em parceira com o Instituto de Ensino de Segurança do Pará (Iesp) e o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, realizou o curso de Isolamento e Preservação de Local de Crime, no período de 26 a 30 de março, em Santarém, município do oeste do Estado. As aulas aconteceram nas dependências do 3º Batalhão de Polícia Militar, reunindo 40 alunos, entre PMs, policiais civis, bombeiros e ouvintes do Centro de Perícias. Santarém foi o primeiro município a receber o curso. Os próximos beneficiados serão Marabá, Tucuruí, Altamira, Capanema, Abaetetuba, Marajó, Itaituba e Redenção.

Diretor do Banco Mundial
afirma que taxa mineral
é tendência entre os países

Futuras parcerias entre o governo do Pará e o Banco Mundial, visando a criação de cursos e programas de formação, investimentos no setor mineral e de produção de energia, além da iniciativa da taxa da mineração instituída pelo Executivo, que já entrou em vigor, foram assuntos abordados na reunião entre o governador do Estado em exercício, Helenilson Pontes, e Paulo de Sá, diretor de Petróleo, Gás e Minérios do Banco Mundial, na manhã desta quinta-feira (5), no Centro Integrado de Governo (CIG).
Paulo de Sá está em Belém, acompanhado de sua equipe, para estudar o potencial econômico do Estado. Sobre a iniciativa do Executivo em taxar a extração do minério, Paulo de Sá afirmou que está é uma tendência mundial. “Há um movimento mundial para aumentar a carga fiscal do sistema mineral, porque a maior parte dos regimes fiscais não estava preparada para captar esses lucros extraordinários que foram gerados pelo grande aumento dos preços das commodities. Este movimento é generalizado em todos os grandes países, para ter uma maior partilha das receitas fiscais entre a Federação e os Estados”, frisou.
Sobre as possíveis parcerias entre o governo do Estado e o Banco Mundial em projetos e programas de formação, Paulo de Sá afirmou que o Pará é um dos focos de estudo da instituição internacional, devido ao grande potencial mineral.
“O Pará é uma grande potência mineral, sem dúvida. O desafio é fazer com que a população se beneficie deste desenvolvimento mineral”, afirmou o diretor, destacando ainda que “temos apoio em quase 50 países do mundo, e será um grande prazer também estabelecer uma parceria duradoura com o Estado do Pará”.
Formação - Para Helenilson Pontes, o Pará está no caminho certo para futuros investimentos e parcerias com o Banco Mundial. “Estamos interessados numa parceria com o Banco para desenvolver e reforçar políticas públicas que possam beneficiar a sociedade local. Nesta audiência, fizemos um convite ao Banco para, em parceria com o governo, elaborar um programa de formação para discussão da mineração e energia no Estado”, informou o governador em exercício.
Também participaram da audiência os secretários Especial de Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção,Sidney Rosa; de Estado de Indústria, Comércio e Mineração, Davi Leal; a secretária adjunta de Indústria, Comércio e Mineração, Maria Amélia Enríquez; o reitor da Universidade Federal do Pará, Carlos Maneschy, e Gonzalo Enriquez, assessor da Secretaria Especial de Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção (Sedip).

Texto:
Cintya Simões-Vice-Governadoria

População de Anajás começa
a receber os serviços da caravana

Anajás é o décimo município do Arquipélago do Marajó a receber a Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva, que ficará na cidade até esta sexta-feira (06), com ações nas áreas de saúde, arte, educação e cidadania. A balsa que transporta os consultórios móveis teve um problema na saída da cidade de Breves, não chegando a tempo para começar o atendimento na terça-feira (3), como estava planejado. Para não afetar o projeto, a organização da caravana remanejou as ações para escolas públicas, centros sociais, prédios municipais e o Hospital de Anajás.
“O importante é atender a população. Nós viemos aqui para isso. Apesar dos contratempos, fizemos o possível para não atrasar os atendimentos. Infelizmente não conseguimos atender a demanda de consultas odontológicas e oftalmológicas, com a fabricação de óculos, porque dependemos diretamente dos consultórios, mas todas as outras ações funcionaram normalmente”, explicou Selma Ferreira, coordenadora do “Presença Viva”.
Criado em outubro de 1938, o município recebeu esse nome por causa dos índios Anajás, que viviam na região oeste do Marajó, antes do período colonial. Com o desenvolvimento da região marajoara, o município cresceu e atualmente possui 26 mil habitantes.
Cerca de 10 mil pessoas vivem no interior do município, como Analídia Silva Síria, que mora na região do Alto Anajás, distante sete horas de barco da sede municipal.
Documentos - Mãe de cinco crianças, com idade entre 1 e 9 anos, a agricultora aproveitou a caravana para registrar os dois últimos filhos e alterar os registros dos outros três, que continham informações erradas. Se fosse pagar pelo serviço, Analídia teria que dispor de R$ 350,00 para cobrir os custos de cinco certidões de nascimento.
“É muito importante pra gente esse tipo de ação. Sem a certidão as crianças não podem ter nenhum outro documento. Nós moramos longe daqui, mas valeu a pena ter vindo garantir isso, porque nós não tínhamos como pagar e o Pro Paz deu tudo de graça. Estou feliz por ter conseguido”, disse ela.
Para a coordenadora da Defensoria Pública na Caravana Pro Paz, Nazaré Gonçalves dos Santos, mais do que oferecer o registro de nascimento, a ação governamental oferece cidadania.
“O trabalho feito na caravana é de garantia da cidadania, porque aqui a pessoa pode retirar todos os documentos que são importantes para se ter acesso a programas sociais. A gente fica muito feliz em participar desse projeto, apesar do tempo que ficamos fora de casa. É muito gratificante ver a alegria no rosto das pessoas que atendemos”, ressaltou a defensora pública.
No primeiro dia da Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva em Anajás foram realizados 1.576 procedimentos para a retirada de Carteira de Identidade, CPF, Carteira de Trabalho, reconhecimento espontâneo de paternidade, consulta jurídica e retificações e retirada de primeira e segunda via de Certidões de Nascimento.

Texto:
Dani Filgueiras-Secom

Consumidor aprova e Feira
do Peixe Pra Valer
supera expectativa

Centenas de pessoas aproveitaram a véspera do feriado da Semana Santa para comprar pescado a preços reduzidos na Feira do Peixe Pra Valer, promovida pelo governo do Estado até as 17h desta quinta-feira (5). “As malas já estão no carro, mas antes dei uma parada aqui para aproveitar essa oportunidade. Vou levar bastante peixe e camarão para o almoço da Sexta-Feira Santa”, disse o professor Manoel Miranda, que foi ao campus da Universidade do Estado do Pará (Uepa), um dos pontos onde a feira foi montada.
Peixe inteiro, sem cabeça, congelado ou vivo, camarão e ostras foram disponibilizados em vários pontos da capital. “Nos dois dias de feira nós oferecemos cerca de 100 toneladas de pescado, somente para a Região Metropolitana, e já vendemos quase tudo. A nossa expectativa foi superada. As pessoas atenderam ao chamado e vieram garantir o peixe mais em conta”, informou o secretário de Estado de Pesca e Aquicultura, Henrique Sawaki.
Os produtos mais procurados pelos consumidores foram os filés de pescada branca, pescada amarela e dourada, vendidos a R$ 10,00, R$ 18,00 e R$ 13,00 o quilo, respectivamente.
Na quarta-feira (4), primeiro dia da feira, mais de 5 mil caranguejos foram vendidos. No Centur (Centro Turístico e Cultural), a procura pelo pescado foi intensa durante toda a manhã. “Os preços estão muito bons. Consegui comprar muito mais do que compraria se fosse ao supermercado. A Páscoa deste ano vai ser farta”, afirmou o funcionário público Vivaldo Moraes.
Ostras - Uma novidade na feira que também agradou o público foi a venda de ostras da Amazônia. A dúzia do produto, comercializada a R$ 8,00, despertou o interesse e a curiosidade de muita gente. “O nosso objetivo é poder mostrar que a ostra pode ser uma boa alternativa na mesa dos paraenses”, ressaltou Sawaki.
A iguaria pode ser usada em pratos diversificados, disse o produtor Juvenal Ferreira Silva, 57 anos, que comercializa o produto há 20 anos. “Tem muita gente que olha para a ostra com certo receio, achando que o gosto não é bom. Dá para preparar pratos maravilhosos com a ostra”, contou o produtor, que ainda orientou os consumidores sobre o preparo.
Além da Região Metropolitana de Belém, outros 28 municípios também realizaram feiras para a venda de peixe, entre eles Santarém, Conceição do Araguaia, São Félix do Xingu, Altamira e Breves. Os moradores dessas regiões tiveram acesso a peixes de criação e de captura, comercializados, em média, a R$ 8,50 o quilo.
Problemas – Dos 20 pontos onde as feiras foram montadas na capital, apenas três apresentaram problemas. No Estádio do Mangueirão, na Rodovia Augusto Montenegro; na Rua 8 de Maio, no Distrito de Icoaraci, e na sede da Grande Família, na Rua Curuçá, bairro do Telégrafo.
Nestes locais, os fornecedores do pescado não compareceram com os caminhões, conforme haviam acordado com o governo. “A Sepaq montou uma estrutura pensando sempre em atender a população. O problema foi que alguns parceiros não cumpriram com o compromisso, falhando com a gente e com os consumidores. Infelizmente, é uma situação lamentável”, informou o titular da Sepaq.
Ainda segundo o secretário, os parceiros que não cumpriram com o acordo não voltarão a fechar contratos com a Sepaq nas próximas edições da Feira do Peixe.

Texto:
Bruna Campos-Secom

Convênio vai garantir
titulação de terras
em quatro municípios

Um convênio entre o Instituto de Terras do Pará (Iterpa) e os municípios de São Miguel do Guamá, Mãe do Rio, Irituia e Aurora do Pará (todos da região nordeste) foi firmado nesta quarta-feira (4), com o objetivo de fazer um levantamento fundiário para identificação das áreas de jurisdição do Estado. O convênio foi assinado durante reunião dos quatro prefeitos com o secretário Especial de Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção, Sidney Rosa, e o presidente do Iterpa, Carlos Lamarão.
Com o levantamento será possível fazer a titulação e regularização das terras, entregando aos proprietários o título definitivo de posse, para que tenham acesso a linhas de crédito e outros benefícios.
Na próxima quarta-feira (11), às 10h, os quatro prefeitos estarão no Iterpa, onde participarão de um treinamento, junto com técnicos das Prefeituras, para fazer o levantamento nas comunidades e colônias de produtores rurais.
A meta é que em pouco tempo o governo tenha o número total de lotes que poderão ter a titulação definitiva, possibilitando a participação dos produtores no projeto de plantação de palma de óleo nesses municípios.
Um programa para plantação de palma de óleo foi apresentado pelo secretário especial no último dia 28 de março, quando esteve em São Miguel do Guamá e Irituia, a fim de estabelecer dois novos polos de plantio na região de abrangência da Rodovia Belém-Brasília (BR-010).
O segundo polo foi apresentado no mesmo dia em Mãe do Rio a produtores rurais e agricultores deste município e de Aurora do Pará. Em ambos os polos haverá uma indústria extratora de óleo, o que “será muito importante para a geração de emprego e renda na região”, ressaltou Sidney Rosa.

Texto:
Andréa Amazonas-SEDIP

Ciclo de formação de
professores das Escolas
de Tempo Integral

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) dá prosseguimento ao ciclo de formação de professores que vão atuar nas Escolas de Tempo Integral. A instituição já promoveu formações para os diretores das escolas, gestores da Unidades “Seduc na Escola” (USE) e para as merendeiras responsáveis pela manipulação dos alimentos das escolas que passarão a funcionar em tempo integral na Região Metropolitana de Belém.
A próxima formação acontece, a partir de segunda-feira, dia 09, na Escola de Ensino Fundamental e Médio “Augusto Meira”. A abertura da programação será às 08 horas, com a palestra do professor José Roberto Alves, diretor de Ensino Médio e Educação Profissional da Seduc, com o tema “Escola de Tempo Integral; Implantação no Estado do Pará”.
Às 8h30, o professor Jayme Ramos, da Secretaria Adjunta de Ensino – SAEN, abordará o tema “Novas Diretrizes Curriculares para o Ensino Médio Aprovadas em janeiro de 2012”. Durante toda a programação o evento apresentará painéis com temas pedagógicos ministrados por servidores da Seduc.
A Formação prossegue nos dias 10 e 11 nas escolas “Raimundo Vera Cruz e Temístocles de Araújo”.
Ascom Seduc

Homens são indiciados por
maus tratos a idosa
na Sacramenta

A Delegacia Especializada no Atendimento ao Idoso, da Polícia Civil, instaurou nesta quarta-feira (4) inquérito policial para apurar denúncias de maus-tratos e desvio de proventos financeiros de uma idosa de 92 anos no bairro da Sacramenta, em Belém. O caso foi denunciado à unidade policial, vinculada à Divisão de Investigações e Operações Especiais (Dioe), que enviou equipe policial e assistentes sociais à casa da mulher para investigar a denúncia.
No endereço, situado na rua Doutor Marcelo, 130, entre avenida Júlio César e Passagem das Garças, os agentes se depararam com a idosa Josefa Gomes da Silva sozinha no interior de um imóvel de madeira em condições insalubres e sob risco de acidente doméstico. Segundo a delegada Soranda Nascimento, titular da delegacia do idosos, denúncias anônimas levaram a equipe policial ao local para apurar os fatos.
Na casa moram, além da idosa, o filho dela, o lavador de carro José Luiz Caccebe, de 53 anos, e o filho dele, Tiago Luiz Caccebe de Ataíde, 24 anos. A equipe chegou ao local por volta de 11h50. Cerca de dez minutos depois, Tiago chegou a casa. José Luiz apareceu por volta de 13 horas. Eles foram ouvidos no local pela delegada e equipe de assistentes sociais, que ficará responsável pela elaboração de um relatório de visita social.
Familiares da idosa que moram em outra casa, nos fundos, relataram que a idosa seria agredida pelo neto, Tiago Luiz. Segundo os relatos, o rapaz seria viciado em drogas e apresentaria um temperamento agressivo com a avó, que estaria com um dos braços fraturado sob suspeita de agressão física. No entanto, em conversa com a idosa, ela contou que a sequela teria ocorrido quando tentava atravessar uma ponte na rua, já há algum tempo.
A delegada apurou também que a anciã recebe proventos no valor líquido de R$ 700 referentes à pensão e à aposentadoria, mas o dinheiro estaria sendo usado de forma indevida pelo filho. “Ele chegou a fazer dois empréstimos em nome da mãe”, ressaltou. Diante disso, a policial determinou a instauração de inquérito policial e indiciou José Luiz com base no artigo 102, do Estatuto do Idoso, por se apropriar ou desviar bens, proventos, pensão ou qualquer outro rendimento da idosa, dando-lhes aplicação diferente de sua finalidade.
Tiago Luiz, por sua vez, vai responder em dois artigos da mesma lei. Um deles é o de número 99, pelo crime de expor a perigo a integridade e a saúde, física ou psíquica, da idosa, submetendo-a a condições desumanas ou degradantes ou privando-a de alimentos e cuidados indispensáveis, quando obrigado a fazê-lo. O outro artigo é o 96, parágrafo 1º, por desdenhar, humilhar, menosprezar ou discriminar pessoa idosa por qualquer motivo.
Segundo a delegada, os familiares da idosa receberão acompanhamento social de assistentes sociais. Quanto à idosa, a delegada vai preparar um relatório sobre o caso em que irá requerer medidas de proteção para a anciã e solicitar o afastamento do neto. Por enquanto, a idosa permanecerá na casa junto aos familiares até posterior determinação.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Sespa realiza ação de combate
à hepatite em aldeias
de Cumaru do Norte

Com o objetivo de reforçar a assistência à saúde indígena no Estado, as coordenações estaduais de Hepatites Virais e de Saúde Indígena e Populações Tradicionais, vinculadas à Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), realizaram de 27 a 31 de março, no município de Cumaru do Norte (no sudeste paraense), ações de prevenção às hepatites B, C e D. O trabalho, que beneficiou moradores das aldeias Gorotire-Kayapó e Ladeira, teve a parceria do Hospital Regional Público do Araguaia, por meio do projeto Hepatoproteção.
A ação envolveu as coordenadoras estaduais de Hepatites Virais, Cisalpina Cantão, e de Saúde Indígena, Tamar Monteiro, os técnicos do Instituto Evandro Chagas, Max Alves e Ivanilda Silva, e a médica da Sespa, Márcia Iasi.
Os indígenas assistiram a palestras educativas, receberam orientações básicas sobre saúde e fizeram a coleta sorológica para diagnóstico de hepatites B, C e D. Segundo Cisalpina Cantão, a finalidade é fortalecer as ações de combate à doença nas comunidades indígenas, dar condições de prevenção e contribuir para o planejamento de outras ações. “Nosso objetivo é informá-los sobre a importância do exame sorológico, e assim evitar a evolução da doença para cirrose ou até mesmo câncer de fígado”, informou.
Foram feitos 279 pesquisas sorológicas para hepatites B, C e D, sendo 239 na aldeia Gorotire-Kayapó e 40 na aldeia Ladeira. Os resultados serão enviados após 20 dias ao Hospital Regional do Araguaia. Os exames oferecidos são de triagem, com apenas uma gota de sangue. O paciente que apresentar resultado positivo para hepatite será encaminhado para tratamento.
Cisalpina Cantão informou ainda que em junho as ações continuarão, com o apoio de técnicos do Ministério da Saúde. Ela acrescentou que a meta é ampliar o trabalho para as demais tribos da região ainda este ano, e depois para todo o Estado.
De acordo com a coordenadora, o diagnóstico precoce para hepatites é de suma importância, pois a doença geralmente é silenciosa. Na maioria dos casos os sintomas só aparecem na fase crônica. Os sintomas mais comuns são cansaço, febre, mal estar, tontura, enjoo, vômito, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

Texto:
Edna Sidou-Sespa

Governo e prefeitura
finalizam ajustes para
implantação do BRT

Foi concluída, em reunião ocorrida na tarde desta quarta-feira, 4, no Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM), a minuta do termo de compromisso que será assinado entre governo do Estado e Prefeitura de Belém para selar o acordo de ajustes dos projetos do sistema integrado de BRT (Bus Rapid Transit). O encontro faz parte de um ciclo de reuniões entre equipes do Estado e município para tratar dos ajustes técnicos que permitirão uma implantação integrada do sistema na Região Metropolitana de Belém, envolvendo 40 quilômetros de vias.
O termo de compromisso contém os seguintes pontos: extensão dos percursos até o centro de Belém e até a orla de Icoaraci, com faixas preferenciais, conforme itinerário definido no projeto Ação Metrópole; Terminal Intermodal em Icoaraci; revisão das estações de integração da rodovia Augusto Montenegro; e observância dos pontos de parada de acordo com os polos geradores de tráfego.
Fazem parte do termo ainda os seguintes itens: soluções geométricas de ultrapassagem nos pontos de parada, dos corredores sem comprometimento da capacidade da via (pista e faixas de tráfego) para tráfego geral; soluções de embarque e desembarque de passageiros em nível nos pontos de parada, com pagamento antecipado da tarifa, incluindo os trechos do centro de Belém e de Icoaraci; padronização dos ônibus com as mesmas especificações técnicas, previstas no Ação Metrópole. O NGTM propõe o uso de veículos articulados e não biarticulados.
Também no compromisso estão a supressão dos terminais de integração previstos para o Entroncamento e São Braz; a manutenção da ciclovia no canteiro central da avenida Almirante Barroso; e decisão de que a gestão do planejamento da operação do sistema BRT fica a cargo do governo do Estado. A prefeitura, por sua vez, participará do consórcio metropolitano que fará a gestão do sistema.
Discussões –O termo de compromisso deverá ser assinado pelo governador Simão Jatene e pelo prefeito de Belém, Duciomar Costa. Em seguida, será encaminhado, juntamente com os projetos e as cartas-consulta, para o Ministério das Cidades, o que deve ocorrer até quarta-feira (11), para apreciação do governo federal e possível inclusão dos projetos de BRT do Pará no PAC Mobilidade.
A diretora executiva do NGTM, Marilena Mácola, informou que o sistema de Bus Rapid Transit tem características e princípios específicos, necessários para ser considerado um sistema BRT, daí a importância de reuniões para esses ajustes de projetos. “Por isso já agendamos mais duas reuniões, e as próximas já estão marcadas para segunda-feira (9) e para o dia 25, para tratar do consórcio. São reuniões técnicas”, reforçou.
O sistema BRT precisa ter: um projeto de infraestrutura que contempla canaletas, faixas preferenciais, pontos de paradas no mesmo nível do embarque nos ônibus, permissão de ultrapassagem entre ônibus nas canaletas, localização de estações de integração nas canaletas e pagamento da tarifa fora dos ônibus, entre outros.
No acordo firmado entre Estado e prefeitura, ficou definido que o governo será responsável pela construção da infraestrutura para o BRT, no trecho do Entroncamento até o município de Marituba, incluindo o prolongamento da avenida João Paulo II. Sob responsabilidade do município ficam as obras do corredor da rodovia Augusto Montenegro até o distrito de Icoaraci, estendendo os serviços até a orla com a construção de um terminal intermodal, e do corredor da avenida Almirante Barroso até o Ver- o Peso.

Texto:
Manuela Viana-Ação Metrópole

Caranguejo bate recorde
de venda na Feira
do Peixe Pra Valer

O caranguejo foi a grande pedida de quem procurou nesta quarta feira (4) a Feira do Peixe Pra Valer, promovida pelo governo do Estado. Foram vendidas, até as 14 horas, cinco mil unidades da espécie, o total do estoque programado para os dois dias de evento. Nesta quinta feira (5) a ação continua em 20 pontos da cidade, mas não haverá reposição da quantidade.
O crustáceo foi ofertado em três pontos da cidade, ao preço de R$ 1: no Centur, no Entroncamento e no Ginásio do Abacatão (Coqueiro). Outra espécie bastante procurada foi a ostra. Somente no Centur foram vendidas 70 das 80 dúzias programadas. As ostras também estavam sendo vendidas no Entroncamento e no Ginásio do Abacatão, ao preço de R$ 8 a caixa. Os estoques da espécie serão repostos nesta quinta-feira.
Quem procurar pelo pescado nesta quinta, terá disponíveis 20 pontos de venda de peixe, 19 destinados ao peixe popular e cinco ao peixe vivo. Os peixes mais populares são a piramutaba, xaréu, gurijuba, pescada branca, dourada e o bagre, com preços que variam entre R$ 4 e 10. Na feira do peixe vivo o consumidor poderá comprar o tambaqui, o tambacu e a tambatinga por R$ 8,50 o quilo.
No Centur e no campus da Universidade do Estado do Pará (Uepa) da avenida Almirante Barroso, também são ofertados produtos nobres congelados, a exemplo do filé de dourada, filé de pescada amarela, bacalhau e camarão. Na capital serão mais de doze toneladas de pescado para comercialização.
Além de Belém e Região Metropolitana, outros 28 municípios do interior também têm feiras para a venda de peixe, entre eles Santarém, Conceição do Araguaia, São Félix do Xingu, Altamira e Breves. Em todos os pontos, o horário de funcionamento das feiras será de 8 às 17 horas, mas o posto de venda da Ceasa, na capital, funciona desde a madrugada, ofertando peixe vivo.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom

UIPP garante policiamento
24 horas na Terra
Firme durante o feriado

A Unidade Integrada do Pro Paz (UIPP), no bairro da Terra Firme, funcionará normalmente, nas 24 horas, durante o feriado da Semana Santa. A UIPP Terra Firme foi inaugurada em dezembro passado e, pela primeira vez, atenderá a população em regime de plantão. Foram destacados 140 policiais militares para o policiamento ostensivo nas ruas do bairro. Apenas o expediente administrativo não funcionará nos quatro dias do feriado prolongado.
O atendimento especial começará nesta quarta-feira (4), às 18h, e prossegue até o meio dia de segunda-feira (09). A escala de 06 horas mobilizará 35 policiais militares e 10 policiais civis. Oito viaturas e 10 motocicletas darão apoio ao policiamento, que contará ainda com 10 homens do Corpo de Bombeiros.
Segundo o major Sandro Queiroz, do 20º Batalhão de Polícia Militar, as principais ocorrências registradas durante feriados são furtos e roubos. Ele recomenda às pessoas que vão viajar durante a Semana Santa que tomem cuidado com a segurança das casas, deixando, por exemplo, algumas lâmpadas acesas. “É importante não deixar o imóvel com indícios de que não há ninguém”, ressalta o major.
Modelo de gestão - A UIPP Terra Firme foi inaugurada em 09 de dezembro do ano passado, com um novo modelo de gestão em segurança, que prioriza principalmente o trabalho preventivo nas comunidades. A Unidade desenvolve políticas sociais, como o Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas). Desenvolvido pela Polícia Militar, o programa repassa orientações que auxiliam alunos e pais a desenvolverem mecanismos de enfrentamento às drogas e à violência.
Outro exemplo de prevenção direta com a comunidade é o Projeto Escola Vida, mantido pelo Corpo de Bombeiros. Meninos e meninas participam do projeto, que funciona como uma segunda sala de aula,  com atividades inseridas nos contraturnos escolares, pela manhã e à tarde, duas vezes por semana.
As temáticas são socioeducativas, abordadas em aulas teóricas e práticas, realizadas semanalmente. Drogas, educação religiosa, educação sexual, preservação do meio ambiente e assuntos relacionados à cultura, ciências políticas, Estatuto da Criança e Adolescente, acidentes domésticos, salvamento e informática são temas expostos aos alunos, que também recebem noções de técnicas utilizadas pelos Bombeiros. Todas as aulas são ministradas por profissionais voluntários de diversas formações, como pedagogos, assistentes sociais e professores de Educação Física.
A UIPP Terra Firme funciona em tempo integral, com rondas especializadas e monitoramento por imagem, com câmeras instaladas em pontos estratégicos do bairro, visando o combate principalmente ao tráfico de drogas.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom

Empresas fazem visita
técnica ao local das
obras na João Paulo II

Representantes das oito empresas que devem participar da licitação das obras de prolongamento da avenida João Paulo II fizeram uma visita técnica ao local na manhã desta quarta-feira (4). Eles foram acompanhados por uma equipe de técnicos do Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM), ligado à Secretaria Especial de Infraestrutura e Logística para o Desenvolvimento Sustentável (Seinfra).
“A visita técnica é de praxe em toda obra de grande proporção, apesar do edital conter todos os itens. Nesse momento, as empresas que desejam participar do projeto podem tirar dúvidas e conhecer melhor o trecho que será trabalhado”, explicou o diretor de Obras do NGTM, Cláudio Conde.
A visita durou cerca de três horas e passou pelos locais onde será implementado o prolongamento da João Paulo II, no trecho compreendido entre a passagem Mariano e a rodovia Mário Covas, uma obra com cerca de 3,8 quilômetros. Entre as empresas participantes, três são de Belém, duas, de Recife, duas, de São Paulo e uma do Rio Grande do Sul.
A nova João Paulo II terá duas pistas, com três faixas por sentido, ciclovia e calçadas em ambos os lados e a implantação de duas pontes, uma a 60 metros da passagem Mariano, transpondo a ponta do lago Bolonha, e outra a 200 metros da rua da Pedreirinha, transpondo a ponta do lago Água Preta. A interligação da avenida com a rodovia BR-316 se dará com a construção da quarta pétala do elevado Mário Covas, uma obra de 200 metros.
A licitação será aberta dia 23 deste mês. Após esta data, o NGTM vai analisar as propostas das empresas para divulgar a vencedora. O início das obras está previsto para o mês de outubro e conclusão, para o início de 2014. Os investimentos chegarão a R$ 180 milhões.
O diretor geral do NGTM, César Meira, destaca que, com o prolongamento da João Paulo II, a população terá uma segunda via de entrada e saída da cidade, desafogando o único canal de acesso atual, que é a BR-316. Outro importante benefício será a preservação do Parque do Utinga, pois a obra também funcionará como uma barreira física e sanitária de proteção à Área de Preservação Ambiental (APA) de Belém.

Texto:
Manuela Viana-Ação Metrópole

Grupo gestor do programa
ABC se reúne na Sagri

O grupo gestor para a implantação, no Pará, do Programa ABC, do Ministério da Agricultura, se reuniu nesta quarta-feira (4), na Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri), para discutir os próximos passos que deverão ser dados para a criação de um plano estadual de agropecuária de baixo carbono. A reunião teve a participação do coordenador de Manejo Sustentável do Sistema Produtivo do ministério, Elvison Nunes Ramos.
O plano de incentivo à agropecuária de baixa emissão de carbono e à economia sustentável, que o governo federal vai apresentar na Rio +20 – conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre desenvolvimento sustentável –, em junho, na capital carioca, preconiza ações de capacitação, crédito e transferência de tecnologia, além de assistência técnica e extensão rural, pesquisas, regularização fundiária e ambiental para a promoção da agricultura de baixo carbono.
Elvison Ramos disse que a partir de agora o grupo gestor está criado e deverá promover todas as medidas necessária para a criação do Plano ABC Estadual, em sintonia com as políticas do governo federal. Ainda deverá acontecer um seminário de sensibilização “que é para tentar arrebanhar as últimas instituições que porventura não estiverem ainda sensíveis a essa questão de agricultura de baixo carbono para o Pará”, afirmou.
Segundo ele, caber agora ao grupo gestor “a agilização de procedimentos” para o início das ações efetivas no Estado, como uma oficina para a elaboração do plano, “mas o nosso objetivo inicial é acompanhar esse processo para que ele ande e dê resultados o mais rapidamente possível”. A secretária adjunta da Sagri, Eliana Zacca, disse que o Plano ABC vem reforçar uma política agrícola do Estado que a Sagri está encabeçando e formulando e que é totalmente compatível com o a política do governo federal.
“Trata-se de mudar o paradigma de produção agropecuária, introduzindo tecnologias sustentáveis rentáveis economicamente, includentes socialmente e conservacionistas do ponto de vista ambiental”, definiu. O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa), Carlos Xavier, disse que a ideia do programa ABC nasceu no Pará, em 2008, e depois foi desenvolvida pelo governo federal, em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).
O programa tem como objetivo a redução das emissões de gás carbônico na atmosfera, do efeito estufa e do desmatamento ilegal zero. Para isso, procura fomentar a recuperação das áreas de pastagem degradadas e incentivar o aumento da produtividade no campo. Além disso, o ABC também fomenta culturas sustentáveis, como é o caso dos sistemas agroflorestais, e o plantio de florestas e outras tecnologias do Sistema Nacional de Agropecuária da Embrapa.
O ABC é um instrumento de difusão dessa tecnologia e de oportunidade de negócios, de criação e geração de emprego. O grupo gestor do Programa ABC no Pará é constituído pela Sagri, que o coordena, Faepa, Senar, Basa, Banco do Brasil, Sebrae, Adepará, Iterpa, Ufra, Emater, Embrapa, Ministério da Agricultura e Fetagri.

Texto:
Raimundo Sena-Sagri

Classe hospitalar do
Metropolitano
festeja a Páscoa

Crianças internadas na Pediatria e no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ), do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), participaram nesta quarta-feira (4) de uma programação comemorativa à Páscoa, com a apresentação do Coral Encantos Metropolitano, leitura do Evangelho e exibição de vídeo. Todas as crianças atendidas na classe hospitalar do Metropolitano receberam ovos de chocolate.

Seduc inscreve para curso
de informática básica

No período de 9 a 20 deste mês, no horário de 8 às 16 horas, estarão abertas as inscrições para o curso de informática básica para os alunos atendidos pelos programas e projetos do Núcleo de Esporte e Lazer (NEL) da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). O público-alvo são alunos e professores da rede estadual de ensino e comunidade em geral. É necessário ter pelo menos 12 anos de idade.
O curso tem duração de dois meses, com certificado. As aulas acontecerão duas vezes por semana, com uma hora de duração cada. Não há taxa de matrícula e mensalidade. As turmas funcionarão de segunda a quinta-feira. Para inscrição são necessárias as cópias dos seguites documentos: identidade ou certidão de nascimento e comprovante de residência. Os interessados devem procurar os monitores do infocentro. Mais informações:3201-5919, 3201-5945 e 3201-5940.

Texto:
Danielly Gomes-Seduc

Secretário mostra na Alepa
os investimentos na
área de saúde em 2011

O secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco, apresentou à Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) o relatório de prestação de contas dos recursos aplicados na saúde em 2011, em audiência realizada na tarde desta terça-feira (3). A plenária contou com a presença de deputados estaduais, de representantes do Conselho Estadual de Saúde e das coordenações e diretorias da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).
Foram expostas as destinações das verbas estaduais e federais, além de gastos, pagamentos e investimento feitos nesse período. Helio Franco ressaltou o compromisso do Estado com a transparência, com base na Lei 12.438, sancionada em 06 de julho de 2011, que determina aos gestores do Sistema Único de Saúde (SUS), das esferas municipal, estadual e federal, apresentarem trimestralmente aos Conselhos de Saúde, Câmaras de Vereadores e Assembleias Legislativas relatório de atuação.
“O Estado, enquanto governo, tem a obrigação de fornecer esclarecimentos à população. Nós assumimos este compromisso. A prestação de contas é um dos princípios fundamentais, pois uma gestão pública eficiente e honesta tem que ter transparência”, destacou Helio Franco.
Em 2011 foram aplicados em saúde no Pará R$ 2.648.533.896,00. Desse total, 1.511.741.896,00 foram repassados pela União, e R$ 1.137.792.000,00 saíram do Tesouro Estadual, para manter hospitais, investimentos e pagamento de funcionários. Do montante repassado pelo governo federal, apenas 28% são utilizados em ações executadas pelo governo estadual.
Helio Franco ressaltou que o Pará é o que possui menor repasse per capita para serviços de média e alta complexidade do país, ficando no máximo em R$ 100,00 por habitante ao ano. De acordo com o secretário, os recursos repassados pelo Ministério da Saúde não atendem às necessidades da região, pois o Ministério precisa considerar as dificuldades regionais na divisão da verba para a saúde pública na Amazônia.
Política estadual - O titular da Sespa ainda apresentou o relatório de implantação da política estadual para as populações tradicionais e o Plano Estadual de Fortalecimento e Valorização da Atenção Primária em Saúde, enfatizando o trabalho das unidades móveis do Programa “Presença Viva”. Nessas unidades são oferecidos serviços com médicos especialistas e exames nos 143 municípios paraenses, incluindo as ações da Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva, que está no Arquipélago do Marajó desde fevereiro.
Helio Franco também expôs a situação da rede ambulatorial especializada, das  unidades de referência estadual, da Rede Cegonha, das ações de média e alta complexidade e da implantação dos 40 pontos da Telemedicina em Emergência Cardiológica no Estado, que já atenderam cerca de 2.140 pacientes.
Em 2011, disse ele, o Estado se tornou líder em transplantes na Região Norte, com a realização de 55 transplantes de rins e 160 de córneas, além de 15 captações de fígados. Sobre as endemias, também foram abordadas as ações realizadas pela Sespa no combate à malária, dengue, Leishmaniose, doença de Chagas, entre outras.
Quanto à evolução das ações de saúde o secretário informou sobre a ampliação da rede hospitalar, enfatizando a inauguração do Hospital Jean Bitar, que dispõe de 80 leitos de internação para a cirurgia geral, além de atendimento em clínica médica e UTI Pediátrica e Neonatal. O novo hospital reduziu as demandas no Hospital Ophir Loyola e na Santa Casa de Misericórdia do Pará.
Ainda em 2011 foram contratados os serviços hospitalares em traumatologia e ortopedia; inaugurados o Hospital Geral de Tailândia (no sudeste do Estado) com 40 leitos, o Centro de Nefrologia Pediátrico da Santa Casa e a Unidade de Diagnóstico em Meningite no Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB), e reativada a Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) do Hospital Universitário João de Barros Barreto, que começará a funcionar a partir da segunda quinzena de abril. Ainda em 2011 foram reiniciadas as obras do Hospital do Câncer Infantil do Ophir Loyola e do novo prédio da Santa Casa de Misericórdia.
Quanto à hemodiálise também aconteceram mudanças significativas logo no início do ano, quando o governo adquiriu 100 novas máquinas, inaugurou o Centro de Hemodiálise Dr. Monteiro Leite, ampliou o serviço em Belém, Altamira, Santarém, Redenção e instalou o serviço de hemodiálise em Bragança.

Texto:
Edna Sidou-Sespa

Cadastro Ambiental Rural
é tema de reunião no CIG

Representantes de órgãos do governo e de entidades não-governamentais se reuniram dias 2 e 3 deste mês para debater sobre o Cadastro Ambiental Rural (CAR), uma das mais importantes ferramnetas de gestão ambiental do Pará. O encontro aconteceu no Centro Integrado de Governo (CIG) foi coordenado pelo programa Municípios Verdes, do governo do Estado, e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).
As metodologias usadas para cadastrar as propriedades rurais no Estado ainda não são as mesmas. Par tentar solucionar o problema, foram definidas durante a reunião metas de colaboração entre a Sema, Pará Rural, Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), The Nature Conservancy, Instituto Homem e Meio Ambiente da Amazôna (Imazon) e Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam).
Também durante a reunião foram definidas seguintes metas, que já estão sendo encaminhadas e serão publicadas em portaria: definição da área cadastrável a ser inserida no CAR; padronização do termo de elaboração da base cartográfica para que outros órgãos possam ter a mesma base de georeferenciamento; facilitação do acesso de informações; cadastro e envio do CAR para a Sema; divulgação mensal dos números de cadastrados; e criação de uma cartilha para instruir técnicos, produtores e proprietários sobre como deve ser feito o CAR.
O cadastro ambiental já é considerada uma documentação básica para qualquer produtor que deseja escoar seus produtos com a garantia de que foram feitos em uma área legalizada, com registro oficial e sem danos causados por desmatamento. O CAR monitora o tamanho da propriedade e as áreas produtivas, sejam elas de gado, grãos ou outro artigo do gênero, e monitora as desmatadas para que haja um controle ambiental adequado.
O secretário extraordinário de Estado para o programa Municípios Verdes, Justiniano Netto, ressalta que o Pará está avançado no cadastro ambiental. “O Pará é o Estado que mais avança na questão do cadastro ambiental. Já temos mais de 20 milhões de hectares inscritos, mais que a soma de todos os outros Estados que já estão trabalhando com a ferramenta. Isto é uma vantagem, porque o novo Código Florestal elege o CAR como um grande instrumento de gestão ambiental para todo o território brasileiro”, afirma.
O CAR traz benefícios ao produtor, que terá o selo de qualidade na sua propriedade, ajuda no controle e monitoramente do desmatamento, facilidade de comercialização da produção no mercado e atração de linhas de crédito. Ainda gera ao governo uma base de informações precisa para gerenciar estas propriedades com políticas públicas mais adequadas.

Texto:
Juliana Marruás-SECMP

Santa Casa faz alerta sobre
a importância do pré-natal

Gravidez não é doença, mas merece cuidados especiais. É assim que a Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará faz um alerta para o Dia Mundial da Saúde, comemorado sábado (7). Mesmo que aparentemente a futura mãe pareça uma pessoa saudável, o pré-natal é muito importante durante a gestação. O ginecologista obstetra Bruno Sequeira, da Santa Casa, reforça que o tratamento é indispensável para evitar problemas futuros à criança e à mãe.
Ano passado nasceram na Santa Casa cerca de seis mil crianças, 45% delas com baixo peso (menos de 2,5 quilos). Além disso, 50% das mulheres que procuram a maternidade são do interior do Estado e a maioria dessas futuras mães (80%) apresenta complicações na hora do parto porque não fizeram um pré-natal correto.
Nos meses de preparo para o nascimento do bebê, é importante garantir visitas regulares aos profissionais de saúde para que eles acompanhem as mudanças e adaptações do organismo da mãe e do desenvolvimento do bebê durante a gravidez. “O pré-natal funciona como um orientador de assuntos diversos, como higiene, vestuário, consumo de álcool e cigarro, nutrição e sexualidade durante o período gestacional, dentre outros. É um monitoramento da saúde da mãe e do bebê que abrange vários aspectos biológicos e sociais”, explica Bruno Sequeira.
As futuras mães devem estabelecer uma boa relação com o médico, ressalta o especialista, principalmente para que dúvidas sejam esclarecidas. A mãe deve ter uma dieta balanceada, fazer atividade física orientada por um preparador, ter assiduidade nas consultas de pré-natal e, principalmente, responsabilidade em seguir as orientações médicas para aproveitar a fase bem disposta e segura.
“Nos casos de gestação de alto risco o monitoramento deve ser repetido com maior frequência. É por meio dele que são feitos os exames necessários para que o bebê possa se desenvolver em plenas condições de saúde e para que a mulher se mantenha bem e segura até a hora do parto” conclui Bruno Sequeira.
Dicas para a futura mãe
Depois de confirmada a gestação, a mulher deve fazer exames de sangue, para que se observe o desenvolvimento da criança. Esses testes podem detectar diversas doenças, entre elas:
• Anti-HIV, para identificar se há infecção pelo vírus da Aids. Isso é importante porque existem medicamentos que, se usados de maneira correta e no momento certo, podem reduzir bastante o risco de transmissão do vírus para o bebê;
• Exame de sífilis, doença causada por uma bactéria e que pode ser transmitida ao bebê, podendo causar máformação;
• Exame de toxoplasmose, doença causada por um protozoário, que pode ser transmitida ao feto;
• Exame de rubéola, doença viral, que pode levar ao aborto e problemas de formação do feto;
• Exame de urina e urocultura, já que a possível ocorrência de infecção urinária, durante a gestação, pode aumentar o risco de parto prematuro e de infecções;
• Exame de hepatite B, porque, se a mãe for portadora do vírus, existem procedimentos que devem ser colocados em prática para reduzir a transmissão para o bebê;
• Ultrasonografia, de preferência, três vezes durante a gravidez, para avaliar a idade gestacional e o desenvolvimento do bebê.

Texto:
Alessandro Borges-Santa Casa

Governo garante segurança
a turistas alemães que
chegam ao Estado

A Companhia Paraense de Turismo (Paratur) e a Companhia Independente de Policiamento Turístico (Ciptur) garantem a estrutura e segurança para o receptivo de dois navios que ancoraram na manhã desta quarta-feira (4), no Cais do Porto e Estação das docas, em Belém, trazendo mais de 1,4 mil turistas oriundos da Alemanha.
O comandante de Policiamento Turístico, Henrique Pereira, garante a segurança dos turistas alemães dos navios Aída e Bremen Nassau, que já estão em terras paraenses. Segundo o major Pereira, além do policiamento feito diariamente pela Ciptur e pelo Comando de Policiamento da Capital, 6° Zpol e 2° Batalhão da Polícia Militar, pontos estratégicos da feira do Ver-o-Peso recebem reforço de mais de 20 homens do Comando Especializado, cavalarianos da polícia.
Um conjunto de policiamento de cães e de policiais descaracterizados do serviço de inteligência da PM vai trabalhar para identificar possíveis infratores e prevenção de ações criminosas. O major Pereira e a delegada responsável pelo Setor de Segurança Turística da Paratur, Soraia Ferreira, estiveram no Ver-o-Peso para acompanhar a ação.
Em dezembro do ano passado, o governador Simão Jatene entregou 20 novas viaturas para o policiamento turístico. Na ocasião, ele lembrou a importância do turismo para o desenvolvimento do Estado, destacando a estratégia da segurança pública para garantir ao turista uma experiência cada vez melhor ao visitar o Pará. Das 20 viaturas, dez foram destinadas ao interior.
A polícia turística já tem mais de 15 anos, foi implementada em 1996 e tem a finalidade dar um diferencial no atendimento e na hospitalidade do turista nos principais locais de visitação do Estado.
Roteiro – Segundo o diretor da Amazon Incoming Service, João Ribeiro, o roteiro de visitação desses turistas em Belém inclui os principais atrativos da cidade, como o complexo Ver-o-Peso, Forte do Presépio, Basílica de Nazaré e Museu Paraense Emílio Goeldi.
O Aída é um dos 25 navios da temporada de cruzeiros no Pará, que começou em outubro do ano passado e prossegue até maio deste ano, com uma estimativa de receber 20 mil turistas, oriundos de diversos países. Segundo João Ribeiro, o Pará recebeu em janeiro quatro navios, somando 3,8 mil turistas. Em fevereiro foram seis navios, com 5,5 mil turistas, e em março quatro navios trouxeram ao Estado 4,1 mil visitantes.
Este mês, dois navios trarão 2,6 mil turistas, e em maio, um navio chega ao Pará, com 200 turistas. A estimativa é que o número de cruzeiros destinado ao Estado tenha crescido 50%.
A primeira passagem do navio Aída no Estado foi dias 11 e 12 de janeiro, com centenas de turistas que visitaram Belém em plena programação de 396 anos da cidade. Em janeiro também passou por Belém o navio Amsterdã, com 1,6 mil turistas de procedência inglesa. Os principais pontos desses desembarques são Icoaraci, Belém e Santarém (Alter-do-Chão).

Texto:
Benigna Soares-Paratur


UIPP da Terra Firme sediará
curso de Brigada de
Incêndio para a comunidade

A Assessoria de Relações Interinstitucionais (Arin), da Polícia Civil do Pará, iniciará, no próximo dia 09, o curso de Brigada de Incêndio, realizado em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar do Estado. As aulas acontecerão na sede da Unidade Integrada Pro Paz (UIPP), na Avenida Celso Malcher, bairro da Terra Firme, em Belém.
Cerca de 30 moradores dos bairros da Terra Firme e Guamá participarão do curso, que visa levar gratuitamente à comunidade conhecimentos na prevenção de acidentes domésticos e noções sobre primeiros socorros. A meta é beneficiar mais de 200 pessoas até o final do ano, com cursos gratuitos na Região Metropolitana de Belém. A primeira área beneficiada foi Icoaraci, no mês passado, com o curso de primeiros socorros.
De acordo com Waldenize Braga, titular da Arin, o objetivo do curso é deixar pessoas aptas a prestar primeiros socorros em casos de desmaios e acidentes domésticos. Já o curso de Brigada de Incêndios oferece conhecimentos sobre prevenção e combate a incêndios em ambiente doméstico. Assim, as pessoas agir rápido em situações como princípios de incêndio e vazamentos de gás de cozinha. Durante este curso, as pessoas aprenderão a manusear extintores de incêndio. No mês de maio, o bairro do Jurunas receberá o curso de primeiros socorros.
O mesmo curso será ministrado em junho, no bairro do Tapanã, no distrito de Icoaraci; em setembro, no bairro da Condor; em outubro, na Pratinha e em novembro no Benguí. Já o curso de Brigada de Incêndios será realizado em agosto, no distrito de Outeiro, em Belém.
A parceria conta com apoio do tenente coronel Heliel Monteiro, diretor de Ensino e Instrução do Corpo de Bombeiros Militar do Pará. A Assessoria de Relações Interinstitucionais atua em ações em prol do relacionamento e integração da Polícia Civil com outras instituições, órgãos públicos e privados, e a comunidade em geral; promove palestras e campanhas de esclarecimento das atividades desenvolvidas pela instituição e mantém cadastro de comunidades organizadas. A Assessoria também planeja, coordena e executa programas e projetos de ações voltadas ao exercício da cidadania.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Mostra de Ciência e Cultura
abrirá dia 10 com homenagem
a Camillo Vianna

Ele nasceu em 14 de abril de 1926. É médico por formação e ambientalista por paixão. Durante décadas atuou em diversas questões ambientais em defesa da Amazônia e respeito aos povos da região. Este ano, a Mostra de Ciência e Cultura, promovida pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), homenageia o paraense Camillo Vianna. A homenagem acontecerá no dia 10 de abril, às 18h, durante a abertura do evento, no Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG).
A Mostra percorre escolas de ensino fundamental e médio da rede pública estadual de Belém e do interior, e todo ano ganha o nome de uma personalidade da área científica ou educacional, com atuação de destaque no Pará. “É importante que as crianças e jovens de todo o Pará, e não só da capital, tenham contato com a produção de Ciência e Tecnologia das nossas instituições de ensino e pesquisa. Esperamos com isso estimular a valorização do saber e despertar o interesse em futuros profissionais da ciência”, ressalta Tatiana Ferreira, coordenadora de Difusão e Popularização de C&T da Secti.
Durante a solenidade de abertura será apresentado um vídeo, mostrando como o pensamento de Camillo Vianna continua atual. “Ele não trata os problemas ecológicos de forma desvinculada das questões sociais. Muito pelo contrário. Deixa claro que as soluções para a crise ambiental, em nível regional, precisam incorporar o homem que vive na Amazônia e sua cultura”, destaca Tatiana.
A sobrinha de Camillo, Noemi Vianna, falará sobre a vida e a obra do ambientalista e, posteriormente, o próprio homenageado fará seu pronunciamento. A programação de abertura será encerrada com a apresentação do grupo de choro Clave da Lua, da Fundação Carlos Gomes.
Desde sua concepção, a Mostra de Ciência e Cultura vem integrando ações voltadas à popularização da ciência e da tecnologia. Como parte integrante da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, cujo tema é "Economia verde, sustentabilidade e erradicação da pobreza", em 2012, a Mostra local pretende, também, chamar a atenção para a importância da preservação ambiental.
Dentre as atividades com temática ambiental promovidas pelos parceiros da Mostra estão o Programa Natureza, uma espécie de programa de auditório interativo sobre assuntos ligados à preservação do meio ambiente, oficinas sobre reciclagem e construção de uma horta suspensa caseira, além de palestras na área de educação ambiental.
Calendário - Em abril, a Mostra Camillo Vianna chegará ao município de Soure, no Arquipélago do Marajó, nos dias 12 e 13, e ao município de Terra Alta, no nordeste paraense, em 26 e 27 de abril. Em maio, serão contemplados os municípios de Capanema, nos dias 10 e 11, e Paragominas, em 14 e 15. A programação do primeiro semestre será encerrada em junho, quando a Mostra será realizada nos municípios de Moju, nos dias 14 e 15, e Abaetetuba, em 28 e 29.
As mostras são viabilizadas com o apoio de instituições de pesquisa, além de organizações governamentais e não governamentais, como a Universidade do Estado do Pará (Uepa), Universidade Federal do Pará (UFPA), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Escola de Educação Tecnológica do Estado do Pará (Etepa/Salvaterra), Parque de Ciências, Associação Agroecológica IARA, Fundação Carlos Gomes (FCG), Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG), Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp), Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa-Amazônia Oriental).
Serviço: Abertura da Mostra Camillo Vianna de Ciência e Cultura. Dia 10 de abril, às 18h, no auditório Alexandre Rodrigues Ferreira – Parque Zoobotânico do Museu Goeldi (entrada pela Avenida Magalhães Barata).

Texto:
Raphael Freire-Secti

Exposição no Detran
alerta para riscos de acidentes

A equipe da Biblioteca Irmãos Guimarães, do Detran/PA, montou uma exposição que reúne imagens extraídas em acidentes de trânsito e estatísticas produzidas pela Unidade Central de Planejamento (UCP), e que pode ser visitada no salão de atendimento do órgão-sede, na avenida Augusto Montenegro. O objetivo é mostrar aos condutores os riscos da imprudência, principal causa de acidentes de trânsito.
As imagens foram cedidas à Biblioteca Irmãos Guimarães pela Polícia Rodoviária Federal e estão expostas desde o início da semana. O alerta aos motoristas é mais uma iniciativa voluntária que integra as ações da Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito (2011-2020), com ênfase nas ações educativas. O projeto também contempla as práticas sustentáveis dentro do órgão de trânsito, já que aproveita material educativo já em desuso, que dessa forma foi reciclado para o uso em uma nova ação.


Cohab vai realizar
audiência pública na Pratinha

A Cohab estará realizando mais uma audiência pública em área de atuação dos projetos do PAC. A ação visa dar transparência às ações de retomada das obras do PAC na área da habitação, paralisadas desde 2010, e garantir um canal de comunicação com essas comunidades. Na segunda-feira, 9, o encontro será no bairro da Pratinha. O local da audiência será a Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, rua John Engelhard, quadra 31, casa 6, entre as ruas 11 de Fevereiro e São Clemente, a partir das 19 horas. Diretores e técnicos da Cohab estarão presentes para tirar as dúvidas da comunidade com relação a retomada dos serviços.

Emater orienta produtores de
 hortaliças para o uso
de insumo orgânico

O uso de agrotóxicos na lavoura no estado do Pará, a partir de agora, só poderá ser feito com um receituário agronômico emitido por um engenheiro agrônomo. Segundo o decreto federal 4074/02, artigo 66, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), não cabe ao agricultor decidir quando e qual agrotóxico aplicar. No Pará, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado (Emater) treinará os profissionais da área para utilização do produto.
Agricultores familiares também estão recebendo orientação através de palestras e cursos para o uso de produtos alternativos orgânicos, a fim de reduzir ou acabar com o uso de agrotóxicos na produção de hortaliças. O projeto, que está sendo desenvolvido pela Emater e parceiros, é direcionado especificamente para a Região Metropolitana de Belém. Segundo o técnico em agropecuária da Emater, Carlos Eduardo Costa, as alternativas oferecidas estão ao alcance e na maioria das vezes cultivadas pelo próprio agricultor.
Responsável pela maior produção de hortaliças folhosas e hortaliças fruto, a agrovila de Iracema, no município de Castanhal, tem produção estimada em 8,5 milhões de maços anualmente, e vai receber um posto avançado da Emater para o atendimento específico dos agricultores.
Consumir hortaliças com quantidade excessiva de agrotóxicos causa danos irreversíveis à saúde, além de intoxicar a pessoa que está aplicando o produto. Existem casos registrados no Pará, de impotência e câncer nos pulmões por causa do uso de agrotóxicos.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater

Alunos da rede pública
farão a rede Tucupix

Os alunos da rede pública de ensino do Pará farão parte do Tucupix, o projeto do Governo do Estado que visa melhorar a qualidade do ensino, a produção e a troca de conhecimento na internet. Uma reunião nesta quarta-feira, 4, na Empresa de Processamento de Dados do Pará (Prodepa), apresentou para os órgãos parceiros as etapas de implantação do projeto nas escolas.
O diretor de Comunicação Institucional da Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), órgão que coordena o Tucupix, Antonio Neto, afirmou que o projeto pretende dar continuidade ao processo de inclusão digital iniciado pelo Governo do Estado com o Navegapará. “O Tucupix dará essa continuidade por meio da criação de uma rede social, de um portal e de um evento voltados para os alunos, pais e professores da rede pública de ensino”.
Segundo Neto, o objetivo do Governo é aproximar ainda mais os estudantes do universo digital e promover três importantes espaços propícios ao diálogo, às novas experiências, à criação e propagação de conhecimento pela internet. “Ao disponibilizar internet gratuita, o Estado implantou mais de 180 centros gratuitos de acesso em várias cidades, além de oferecer capacitação básica em informática. A ideia agora é potencializar o uso destes infocentros, ampliando o relacionamento entre jovens e a web e fazer de cada aluno um emissor de conteúdos”, explicou.
Entre os parceiros da Secom na criação do Tucupix estão as secretarias de Estado de Educação (Seduc), e de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), além da Prodepa. Nos próximos meses será feito edital para a criação da rede social Tucupix, da qual, primeiramente, de modo experimental, participarão duas escolas – uma da capital e outra do interior. Paralelo à rede social será criado o portal. Em novembro, no Hangar, durante evento que buscará relacionar todos os usuários da rede, será realizado o lançamento oficial do projeto, que então será aplicado a toda rede estadual de ensino.

Texto:
Thiago Melo-Secom

Operação encerra com
prisões e apreensões
em Parauapebas

A Polícia Civil divulgou nesta quarta-feira, 4, o balanço da Operação "Eirene" realizada em Parauapebas, nos últimos dias, destinada a reprimir ações criminosas naquela região. O trabalho contou com a participação de homens da Polícia Militar, Polícia Civil, Conselho Tutelar, Detran, Departamento Municipal de Trânsito, Secretarias Municipais de Urbanismo e Meio Ambiente, Departamento de Arrecadação, Corpo de Bombeiros e outros órgãos. A operação foi constituída de várias ações, como abordagens, incursões, barreiras de fiscalização no trânsito e cumprimentos de mandados judiciais. Ao todo, 306 veículos foram abordados em vias públicas e, destes, 11 foram apreendidos por irregularidades. Sete condutores foram notificados pelos órgãos de trânsito. Das 1.833 pessoas revistadas, quatro foram detidas para averiguação na Polícia Civil. Os policiais apreenderam ainda 635 "mídias piratas" em via pública e uma arma de fogo.
Prisões - De acordo com o delegado Antônio Miranda Neto, titular da Seccional Urbana de Parauapebas, durante a operação 30 mandados judiciais foram cumpridos no município, dos quais 15 de prisão temporária e outros 15 de busca e apreensão. Quatro homens foram presos. As ordens judiciais são referentes ao crime de tráfico de drogas. A operação fez parte de um conjunto de ações deslanchadas pelos orgãos de Segurança Pública na região sudeste do Pará. Foram presos Jhone Sousa Silva, Márcio Luiz Ataide Quaresma, José Carlos Cardoso do Monte e João Ambrósio da Silva. A ação policial em Parauapebas prossegue em outras datas.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Hospital Ophir Loyola faz
programação especial de Páscoa

A tradicional comemoração de Páscoa é realizada há 10 anos no Hospital Ophir Loyola como um momento de confraternização entre os funcionários, pacientes e acompanhantes, organizada pela Divisão de Eventos Socioculturais. Este ano, a programação teve um culto ecumênico, com a participação do diácono Lacyr Milhomem e do pastor Vladimir Maia, apresentações do Programa Prosseguir e do coral “Voz e Vida” do HOL. Cerca de 300 caixas de bombons foram distribuídas pelas dependências do hospital por dois servidores trajados de coelhinhos.
“A Páscoa é uma festa muito bonita. As famílias se reúnem e sempre esperam coisas boas”, disse Ellen Cristina, de apenas 11 anos. Já Lucenilda Santos, 22, moradora de Macapá, comemorou a Páscoa pela primeira vez com a filha Grabiele, de 4 anos. “Não temos o hábito de comemorar em casa, mas agora compreendo o real sentido de tudo isso, renovar a energia, ressuscitar a esperança perdida e acreditar que dias melhores virão”, disse. Na ocasião, alunos do Prosseguir expuseram os símbolos da festa cristã e encantaram a todos ao entoarem uma canção sobre o tema. O coral do Hospital também fez uma apresentação especial para os presentes.

Seccional de Marabá vai
premiar os policiais mais
atuantes do município

A atual direção da 21ª Seccional Urbana da Polícia Civil, sediada em Marabá, sudeste do Estado, vai premiar, na próxima semana, a equipe mais eficiente e produtiva do mês de março no município. A meta é motivar as equipes policiais para cada vez mais alcançar as metas na repressão à criminalidade na região.
O projeto foi uma iniciativa do delegado Francisco Bismarck Borges Filho, diretor da Seccional Urbana de Marabá, logo ao assumir a unidade policial em 16 de fevereiro deste ano. O objetivo é atribuir pontos aos procedimentos policiais possibilitando a confecção de um ranking. Em março, a mais produtiva foi a equipe coordenada pela delegada Adriana Sacramento, titular da Delegacia da Mulher e da Delegacia de Atendimento ao Adolescente, que alcançou 91 pontos.
O delegado Francisco Bismarck explica que, para classificar as equipes, foram estabelecidas pontuações de 1 a 3 pontos, de acordo com o tipo de procedimento lavrado. Antes de botar o projeto em prática, ele reuniu-se com as equipes policiais de Marabá para socializar a ideia, que foi bem recebida por todos. Para realizar o projeto, explica, foram feitas parcerias com instituições particulares. A equipe vencedora no mês de março poderá optar por receber um curso completo na empresa Scap Táticas Defensivas ou uma bolsa integral de estudos de idiomas em Marabá. "A valoração dos procedimentos foi pensada de forma a incentivar a investigação policial, por meio de inquéritos, e motivar os policiais por meio da premiação das equipes mais eficientes", explica, ao avaliar positivamente o primeiro mês do projeto.
"Os objetivos do projeto foram alcançados", ressaltou o diretor da Seccional. O número de procedimentos na Seccional Urbana de Marabá, em março, chegou a 159, 29 a mais do que em março de 2011, e 39 a mais do que no mês anterior. Ao todo, 236 procedimentos policiais foram lavrados em Marabá no mês passado. A segunda equipe mais produtiva foi a do delegado Timóteo Oliveira Soares, da Seccional Urbana de Marabá, responsável pela maior quantidade de procedimentos em números absolutos.
O procedimento que vale maior pontuação (3) é o Inquérito por Portaria. A pontuação dos demais procedimentos é a seguinte: Inquérito por flagrante: 2 pontos; Auto de apreensão: 2 pontos; Auto de Investigação: 2 pontos; Cautelares incidentais: 2 pontos extras; Termos Circunstanciados de Ocorrências: 1 ponto; Boletim de Ocorrência Circunstaciado: 1 ponto; Planejamentos de Operações: 2 pontos; Cumprimento de mandados judiciais: 1 ponto e Elogios: 1 ponto. Se houver reclamações quanto às atividades desempenhadas, a equipe perde um ponto.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Emater promove intercambio
técnico em bioenegia

Nos próximos dias 10, 11 e 12 de abril, acontece no município de Moju, um intercâmbio técnico entre produtores rurais atendidos pela Empresa de Assistência Técnica de Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) e técnicos de quatro regionais da empresa. A estimativa é que se reúnam 60 participantes em uma troca de experiências em bioenergia focando na ambientação na prática do dendê.
O objetivo maior desta atividade será a socialização da informação entre os técnicos do regional do Tocantins, que promovem o evento, e os técnicos dos regionais de Castanhal, São Miguel do Guamá, Capanema, além de especialistas do escritório central da Emater. Segundo a engenheira agrônoma e bióloga Lidiane Silva, coordenadora do projeto atividade de bioenergia, o intercâmbio técnico vai oportunizar que técnicos de outros escritórios possam aplicar as técnicas no plantio do dendê em outras regiões do estado.
Na programação, que inicia no dia 10, está prevista para às 16 horas a apresentação do histórico do plantio de dendê na região, em Abaetetuba. Já no dia 11, em Moju, haverá atividades de campo no assentamento Calmaria II, na PA 150 km 50, e na Comunidade do Arauaí, além de visita ao projeto piloto da Agropalma – empresa pioneira no trabalho com o dendê na região. Mas será no dia 12 a sociabilização das perspectivas do projeto de bioenergia na Emater.
No município de Moju, desde 2002, é aplicado o “Projeto Arauaí”, o primeiro voltado para agricultura familiar no Brasil. Segundo Karine Sarraf, chefe do escritório local de Moju, atualmente 184 famílias fazem parte deste projeto no Alto Moju, sendo que a proposta é aumentar o atendimento para 500 famílias. A Emater está trabalhando junto com esses produtores como a captadora de crédito rural, e deve também, identificar o agricultor que possui o perfil para a cultura do dendê, além de oferecer a qualificação necessária para a produção.


Matrículas para aprovados
na especialização em
Matemática abrem dia 9

O resultado da seleção para o curso de Especialização em Didática da Matemática já foi divulgado pelo Instituto de Educação Matemática e Científica da Universidade Federal do Pará (UFPA). Os aprovados devem comparecer no período de 9 a 11 de abril, na secretaria do Instituto, para efetuar a matrícula. O atendimento é feito das 9 às 12h e das 15 às 18h. O início das aulas está marcado para o dia 14 de abril.
Foram selecionados 30 professores de Matemática de escolas públicas. A formação visa qualificar especialistas, em nível de Pós-Graduação, que possam pesquisar, elaborar e propor sequências didáticas para o ensino da disciplina. A seleção analisou projetos com temáticas ligadas ao desenvolvimento curricular em Matemática, aprendizagem e formação de professores da disciplina, considerando o uso de novas tecnologias e outros materiais, além de seus aspectos históricos e sociológicos.
A seleção dos candidatos também analisou o preenchimento dos requisitos de inscrição conforme o edital de abertura do certame, sendo a classificação final realizada por meio da análise de currículo. O processo de chamada para matrícula obedece a ordem de classificação estabelecida pela nota dessa última análise (curricular).
Serviço: Mais informações pelo fone (91) 3201-8070.

Texto:
Mari Chiba-Seduc

Policiais recuperam veículo
furtado no município
de Rurópolis

A Polícia Civil divulgou nesta quarta-feira, 4, a recuperação de uma caminhonete furtada e a prisão em flagrante do receptador do veículo no município de Rurópolis, sudoeste do Estado. O carro modelo Silverado, cor branca, placa JUX 3930, estava em poder do operador de máquinas Antônio Paulo de Sousa Nogueira, 22 anos, que foi apresentado ao delegado Ariosnaldo Vital Filho, na Delegacia do município, por uma guarnição da Polícia Militar.
Nogueira foi autuado em flagrante por receptação dolosa. O furto do veículo foi registrado por volta de 5h30 da manhã de ontem, dia 3. O carro foi levado da frente de uma casa localizada na avenida Irurá, bairro Caranazal, em Santarém, oeste do Pará. De acordo com o delegado, já por volta de 9 horas da manhã desta quarta-feira, policiais do Núcleo de Inteligência da Polícia Civil informaram a Delegacia de Rurópolis que o veículo estava prestes a ser negociado no município.
O investigador Hércules dos Santos Araújo comunicou a guarnição de policiais militares para efetuar buscas no município com objetivo de encontrar o veículo. Assim, a guarnição, sob comando do cabo José Dias Santos passou a fazer rondas na cidade até visualizar o carro em poder de Antônio Nogueira. O acusado alegou, em depoimento, que teria comprado o veículo de dois homens desconhecidos que teriam lhe oferecido a caminhonete na rodoviária do município pelo valor de R$ 20 mil.
Nogueira contou que negociou com os homens o valor sob alegação de que somente poderia pagar R$ 15 mil, o que foi aceito pelos desconhecidos. Para assegurar a compra, o operador de máquinas afirma ter pago como entrada R$ 800. Após o pagamento, segundo versão do preso, os dois homens disseram que iriam até o hotel em que estavam hospedados para apanhar a documentação do veículo. Contudo, alegou o acusado, os dois não mais retornaram à rodoviária.
Antônio Paulo de Sousa Nougueira foi enquadrado com base no artigo 180 do Código Penal Brasileiro, cuja pena é de reclusão de um a quatro anos e multa. As peças do auto de prisão em flagrante serão encaminhadas ao fórum local para a devida apreciação judicial e providências pertinentes ao caso. "Temos informações de que a Polícia Civil de Santarém já está de posse das características dos outros criminosos e já trabalha para desbaratar a possível quadrilha de ladrões de carro", detalha Ariosnaldo Filho. O delegado registrou agradecimentos à guarnição militar do cabo José Dias Santos e à equipe da Polícia Civil formada pelo escrivão Ronivaldo Colares e investigador Hércules Araújo pela condução do caso.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Concerto didático garante
entretenimento e cultura
para alunos de escola pública

Quando as luzes da sala de espetáculos do Theatro da Paz se apagaram na manhã desta quarta-feira (4), os 600 alunos de escolas públicas do Estado, sentados nas cadeiras da plateia, varanda e camarotes, aguardavam ansiosos a apresentação da Banda Sinfônica da Fundação Carlos Gomes (FCG). A maioria estava lá pela primeira vez, convidada pelo projeto Concerto Didático, realizado pela FCG em parceira com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Secretaria de Estado de Cultura (Secult) e Theatro da Paz.
O FCG realiza desde março deste ano dois espetáculos por mês, às 10 e 16h, sempre em uma quarta-feira. O projeto vai até setembro, exceto em julho, quando ocorrem as férias escolares. A expectativa é receber até o final do projeto 7.200 jovens. Os concertos são diferentes, além da apresentação musical, as crianças e adolescentes aprendem sobre instrumentos, repertório e como se comportar no ambiente de teatro.
Ana Maria Adade, professora da FCG e coordenadora do projeto, se emociona a cada apresentação. “Este é um projeto educativo e musical lindo. Nosso objetivo é a formação de plateia e a inclusão social. O conhecimento que os alunos recebem aqui pode servir de inspiração, eles podem se tornar músicos no futuro. Tudo o que é novo é interessante e entrar em contato com este ambiente é fundamental para ampliar os horizontes”.
Elisangela dos Santos, 10 anos, estudante, e Pedro Neto, 18 anos, trompista da Banda Sinfônica, têm uma coisa em comum. Ela estuda na Escola Estadual de Ensino Fundamental Almirante Renato Guillobel, onde ele estudou quando criança. Pedro se interessou em tocar a trompa aos 12 anos, em um concerto que assistiu no Theatro da Paz. Ele acredita que esta é uma grande oportunidade para os alunos na plateia. “O gosto pela música depende muito de conhecermos ela. Pode existir entre estas crianças algum futuro músico, nós só saberemos se dermos oportunidades a eles de conhecerem este universo”. Elisangela estava feliz: “eu estou eufórica. É a primeira vez que venho aqui no Thearo da Paz, é tudo muito bonito”.
A Banda Sinfônica é formada por 45 integrantes do curso básico e técnico da FCG. O regente Amilcar Pimenta afirma que a maioria dos músicos estudou em escola pública. “Essa parceria da FCG com as secretarias é fundamental para preencher uma lacuna na vida destes jovens, que têm o direito de conhecer o Theatro da Paz, de conhecer a música erudita, de adquirir novos conhecimentos e estar em contato com novas possibilidades. A apresentação de hoje é bastante eclética e o objetivo é dar um pequeno panorama da música”.
Professores, coordenadores e alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental Pietro Gerosa, do Curuçambá, nunca haviam entrado no Theatro da Paz. Alex Sandro, 15 anos, já tinha visto o Theatro da Paz, só que pela televisão: “Eu nunca tinha vindo nem na Praça da República, ninguém da minha família já veio aqui. Tô achando um espetáculo”.
Suene Mafra, coordenadora da escola, falou sobre a importância deste projeto. “É uma experiência inédita para todos nós, provavelmente os pais dos meus alunos nunca estiveram aqui. Esta ação nos dá uma abrangência cultural enorme. Permitir a eles esta experiência é fundamental, eles precisam saber que este espaço também é deles e que podem frequentá-lo”.
A experiência para os alunos é completa, funcionários do teatro acompanham os grupos até seus assentos, as campainhas soam avisando que a apresentação está prestes a começar. Uma voz explica que celulares devem permanecer desligados e as últimas palavras desta gravação, que informa as normas de conduta aos espectadores durante o espetáculo, dizem: “Zele por esta casa, ela é sua”. Ao som de aplausos as luzes apagam lentamente, vai começar o espetáculo.

Texto:
Julia Garcia-Secom

Sema faz mapeamento para
a criação do Conselho
Gestor do Charapucu

Está em fase de finalização, na Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), o mapeamento para a criação do Conselho Gestor do Parque Estadual Charapucu e o levantamento de dados para o diagnóstico socioeconômico da Unidade de Conservação (UC).  Técnicos das coordenadorias de Unidades de Conservação (CUC) e de Ecossistemas (CEC), da Diretoria de Áreas Protegidas (Diap), realizaram até fim de março uma viagem ao Parque Estadual Charapucu para esse trabalho.
O mapeamento institucional foi realizado nas comunidades do interior e do entorno do Parque e coletou sugestões de entidade públicas e da organização civil que deverão compor o conselho Gestor. Neste período foram realizadas duas reuniões para o mapeamento institucional. Um total de nove reuniões foi realizado desde outubro de 2011 com a participação de mais de mil pessoas, pertencentes a dezenas de comunidades de toda região do Charapucu.
Os dados obtidos durante essas nove oficinas serão analisados e uma proposta de formação do Conselho será colocada pela Sema em uma Assembleia Geral, que deverá indicar a composição final. Todo o processo foi realizado nos moldes da gestão participativa, que deverá criar, através do Conselho Gestor do Parque Charapucu, o maior fórum de debate das questões ligadas ao desenvolvimento de toda aquela área do Marajó, com a participação paritária de instituições públicas e entidades da organização civil garantidas.
A outra atividade realizada nesse período foi a finalização do levantamento de dados para o diagnóstico socioeconômico do Parque Estadual, que deverá contribuir com uma série de ações da Gerência da UC, como o cadastro de moradores, regularização fundiária, celebração de termo de compromisso e Plano de Manejo, além de subsidiar as futuras atividades de gestão da Sema na área.
O próximo passo da Gerência do Charapucu agora é a celebração do Termo de Compromisso com os moradores do interior do Parque, para que até o momento do reassentamento dessas pessoas, a Sema viabilize as mesmas oportunidades de exploração florestal através do extrativismo que as populações que vivem fora dos limites de UC possuem.

Texto:
Káthia Oliveira-Sema

Adepará programa barreiras
volantes para o
controle do pescado

A Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) iniciou a fiscalização da venda de pescado nos municípios do Pará citados no decreto do Governo do Estado que proíbe a comercialização de peixe durante a Semana Santa. A intensificação ocorre todo ano para manter um controle na venda do peixe, que deve ser comercializado em condições para o consumo dos paraenses. As ações ficam sob a jurisdição de todos os escritórios responsáveis pelo seu município. A vistoria deve continuar até o final deste feriado, segundo a gerência de Trânsito Agropecuária, setor responsável pela ação.

Detran terá 320 agentes e
40 viaturas na Operação
Semana Santa

O Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran/PA) terá todo o seu efetivo - 320 agentes de trânsito, com o apoio de 40 viaturas - envolvido na Operação Semana Santa, que começou nesta quarta-feira, 4, e se estende até o dia 9 deste mês, nas principais vias de acesso a balneários e outras localidades no interior do Estado que são mais procuradas para o descanso e o lazer do paraense durante feriados prolongados, como é o caso da Páscoa.
A Operação Semana Santa integra as polícias Militar e Civil, Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Rodoviária Federal, Companhia de Transportes de Belém (CTBel) e Guarda Municipal para a fiscalização em pontos estratégicos - como a rodovia PA-391, que leva ao distrito de Mosqueiro, e a rodovia PA-124, que leva ao município de Salinópolis. Os agentes do Detran terão o reforço do equipamento chamado OCR, que fotografa as placas dos veículos a distância e verifica, imediatamente, as pendências existentes. As informações são repassadas à barreira mais próxima, onde os agentes farão a abordagem dos veículos que estão irregulares.
O coordenador de Operações do Detran/PA, Rodolfo Ferreira, lembra os condutores que é fundamental estar em dia em todos os aspectos legais relacionados ao veículo, desde o pagamento de taxas, até a presença de itens de segurança e das condições mecânicas, como estado dos pneus, freios, combustível, etc. Motoristas e passageiros devem usar cinto de segurança e as crianças pequenas só podem ser transportadas no equipamento adequado. O Detran também fará uso de etilômetros para verificar o estado de embriaguez em motoristas que estejam dirigindo de maneira arriscada e imprudente.
Como a principal causa de acidentes ainda é a imprudência, o coordenador alerta para o perigo de falar ao celular enquanto se dirige. Outra dica do Detran diz respeito ao transporte de bagagens, que devem ser colocadas apenas na área destinada a elas em cada veículos. Da mesma forma, o órgão alerta os condutores para que evitem transportar passageiros em bagageiras e carrocerias, já que a segurança dessas pessoas fica comprometida. Situações desse tipo serão fescalizadas e coibidas pelos agentes de trânsito na Operação Semana Santa.
Os principais municípios alvo da Operação Semana Santa são Belém (Mosqueiro), Santa Bárbara, Salinópolis, Bragança, Cametá, Barcarena, Abaetetuba, Marapanim (Marudá), Castanhal, Conceição do Araguaia, Redenção, Tucuruí e Breu Branco. Mas o Detran alerta que todas as suas unidades espalhadas pelo interior do Estado estarão mobilizadas nas ações de fiscalização e orientação do trânsito durante o feriado de Páscoa.

Texto:
Orlando Cardoso-Detran

Cohab inicia audiências
públicas em comunidades
beneficiadas pelo PAC

A Cohab  deu início, nesta segunda-feira (2), na comunidade Fé em Deus, localizada na área da rodovia Augusto Montenegro, às proximidades de Icoaraci, uma série de audiências públicas nas comunidades beneficiadas com os projetos de habitação do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A medida visa dar transparência às ações de retomada das obras, paralisadas desde 2010, e garantir um canal de comunicação com essas comunidades. Na próxima segunda-feira, 9, a Audiência Pública acontece no bairro da Pratinha, na capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, localizada na rua John Engelhard, quadra 31, casa 6, entre as ruas 11 de Fevereiro e São Clemente, a partir das 19 horas.
A previsão da Companhia de Habitação é de que os serviços na comunidade Fé em Deus sejam retomados em maio. Mas a Secretaria de Obras Públicas (Seop) já deu início à pavimentação das principais vias de acesso à comunidade. “Na audiência desta segunda-feira ficou pra mim a clareza da necessidade de mantermos um canal de diálogo permanente com a comunidade que é beneficiária dos nossos contratos. Sei que é apenas o início da retomada das discussões e espero que tenhamos outros momentos de troca como esse”, declarou a presidente da Cohab, Noêmia Jacob, explicando ainda que um levantamento será feito pela equipe técnica para definir quais são os serviços prioritários e mais urgentes.
Durante o encontro foi exposta por diversos moradores a necessidade da retomada da atuação da Comissão de Fiscalização (Cofis), que deverá passar por um novo processo de eleição, já que com a parada das obras, a comissão acabou sendo desmobilizada. “O Trabalho Técnico Social também será retomado pela área social da Cohab, assim como um cadastro detalhado das famílias beneficiadas com as obras”, garantiu também a titular do órgão. “Estamos nos comprometendo em retomar as obras em maio e concluí-las em dezembro. Vamos ter essas equipes trabalhando na área: a Seop com a pavimentação das vias e as demais obras com a construtora contratada pela Cohab”, complementou Noêmia Jacob.
Para o projeto da Comunidade Fé em Deus está prevista a construção de 200 unidades habitacionais, das quais 110 já entregues, incluindo seis unidades adaptadas para pessoas com deficiência e 132 melhorias, beneficiando ao todo, 1.689 famílias. O projeto garante ainda a obras da Estação de Tratamento de Esgoto, espaço comunitário, quadras esportivas e praças públicas. Da audiência pública participaram o deputado federal  Zenaldo Coutinho e o deputado estadual Edmilson Rodrigues, além de técnicos da Secretaria de Obras Públicas (Seop) e representantes do Fórum de Moradores e Entidades das Áreas do PAC (Femapac).

Texto:
Rosa Borges-Cohab

Ceasa inaugura espaço
permanente para venda
de pescado e mariscos

Conhecida por ofertar normalmente produtos de hortifrutigranjeiros a preço baixo, este ano a Central de Abastecimento do Pará (Ceasa) apresentou ao público uma novidade que vai continuar mesmo depois da realização da Feira do Peixe pra Valer, promovida pela Secretaria de Pesca e Aquicultura do Estado do Pará (Sepaq). A central passa a oferecer em seu espaço a venda de pescados, mariscos, produtos para sushi, sashimi, além de carnes importadas e produtos exóticos.
A inauguração na Semana Santa, na qual tradicionalmente o peixe é uma das principais opções na mesa dos paraenses, obteve sucesso nas vendas do novo atacadista. A novidade chamou a atenção de quem visitou a Ceasa por conta da Feira do Peixe Vivo. “É uma segunda opção para quem veio atrás de pescado mais barato. O produto é novo aqui dentro e de qualidade. O objetivo da Ceasa é agregar o máximo de serviços possíveis para oferecer à população” afirma o diretor operacional da Ceasa, Marco Normando.
“Vim aqui atrás do peixe vivo, mas adorei a novidade do peixe fresco” contou Auxiliadora do Carmo, frequentadora assídua do mercado da Ceasa. “É possível garantir o cardápio completo da Semana Santa, o peixe, a pimenta, o cheiro verde, o limão, enfim, todos os ingredientes para preparar o almoço” ressalta.
A venda é feita normalmente no atacado, mas também pode-se adquirir produtos a preço de varejo, como por exemplo: a Dourada, com preços entre R$ 12 a R$ 16 o quilo; Pescada Amarela a R$17; Salmão, que custa de R$ 18 a R$ 20, o quilo. Além de outros mariscos, como o camarão regional por R$ 15 (Kg), o camarão rosa sem cabeça e com casca por R$ 22 (Kg), e o descacado, por R$ 28.
No restante do mercado o consumidor também encontra o bacalhau, muito procurado neste período, com o preço de atacado por R$ 35 (do Porto), R$ 25 (Saith) ou R$ 20 (desfiado) o quilo. Já os produtos de hortifruti estão com os preços de costume: couve a R$ 3 o maço; chicória (maço) a R$ 1; jambu a R$ 1 (maço); salsa a R$ 2,50; chuchu a R$ 1,50; pimentão R$ 3 (Kg); pimenta de cheiro (litro) a R$ 1; tomate rasteiro a R$ 2 (Kg); batata inglesa escovada a R$ 1,30, o quilo; cebola a R$ 2; cenoura a R$ 2; abacaxi a R$ 2,50 a unidade; acerola a R$ 2 o litro; maçã fugi (kg) R$ 3; mamão Havai (Kg) R$ 1,80; manga Tommy (Kg) R$ 2; maracujá (Kg) R$ 2, e o litro do Tucupi a R$ 1.
Serviço: A Ceasa abre os portões a partir das 22h e as vendas seguem até às 14h. Excepcionalmente por conta deste feriado, a Ceasa não abrirá na madrugada de quinta-feira (5) pra sexta-feira (6) e nem na de sexta-feira (6) para sábado (7). A Ceasa fica localizada na Estrada do Murucutum, KM 4, s/nº, avenida Ceasa. O horário de funcionamento é de 22h até às 14h.

Texto:
Izabelle de Mesquita-Ceasa

Agricultores de Peixe-Boi
serão beneficiados com
recursos do Amazônia Florescer

Cento e vive famílias de Peixe-Boi, no nordeste do Pará, receberão até maio a primeira parcela do microcrédito Amazônia Florescer, uma linha especial concedida pelo governo federal e coordenada pelo Banco da Amazônia, voltada a pequenos empreendedores da região. O recursos gerais somam quase R$ 1 milhão. Os projetos de financiamento foram elaborados pelo escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater). Cada produtor rural será beneficiado, ao todo, com R$ 7,5 mil, valor que será liberado em três parcelas e deverá ser aplicado no aperfeiçoamento de sistemas de cultivo e beneficiamento de mandioca e milho, criação de porcos e piscicultura.

Esse será o primeiro lote de contratos do Amazônia Florescer no município. O crédito tem correspondência com o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). De acordo com o assistente administrativo da Emater, Ossias Silva, os recursos serão investidos na melhoria de infraestrutura das propriedades e dos modelos produtivos, com a instalação de espaços adequados para a criação de pequenos animais e compra de insumos, por exemplo. As famílias em questão têm perfil socioeconômico abaixo do padrão do agricultor familiar de Peixe-Boi, com ganhos mensais que, em média, não alcançam um salário mínimo. “A proposta é apoiar a profissionalização de propriedades que, por ora, ainda se limitam à subsistência ou de produtores com dificuldade para gerar renda”, diz Ossias.

Texto:
Aline Miranda-Emater

Grupamento Fluvial realiza
Operação “Furo da Laura”
em quatro municípios

O Grupamento Fluvial Integrado de Segurança Pública, unidade da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) que reúne tropas das polícias Civil e Militar, realizou a Operação “Furo da Laura”, no período de 31 de março a 3 de abril.
As equipes executaram o patrulhamento ostensivo fluvial na área do “Furo da Laura”, localizado às proximidades do município de Vigia, e nos municípios de Santo Antônio do Tauá, Colares, Vigia e Soure (localidades de Urubuquara e Camará).
As comunidades que residem nestes locais procuraram a polícia para reclamar e denunciar a ação dos chamados “ratos dágua” em ocorrências relacionadas à pirata fluvial. Durante a operação, os policiais realizaram revistas, vistorias e abordagens nas embarcações que trafegam pelas hidrovias da região.
Eles também conversaram com os moradores ribeirinhos das comunidades que ficam às margens dos rios e receberam importantes informações para subsidiar o planejamento das próximas ações ostensivas, preventivas e repressivas do Grupamento Fluvial. A operação foi coordenada pelo delegado de Polícia Civil Dilermando Júnior e pelo tenente Eduardo de Carvalho.

Texto:
Lene Alves-SEGUP


Fundação Curro Velho abre
oficina voltada para
instrutores e educadores

A Fundação Curro Velho abriu inscrições para a oficina “Fundamentos de Arte e História da Arte”, voltada para a qualificação profissional de instrutores de artes visuais. Esta é a segunda vez que é realizada uma oficina voltada para um campo específico de artes visuais. A primeira abordou assuntos como o planejamento de uma oficina e neste segundo momento vai tratar outros aspectos relevantes à prática. Estudantes de arte, educadores e artistas são aguardados nesta oficina.
O ministrante será o professor de artes Ednaldo Britto. Ele já foi instrutor de diversas oficinas de desenho na instituição e esteve à frente da primeira oficina direcionada a educadores de artes visuais. Para o professor, essa atividade vem complementar a educação do instrutor. “É parte de um programa de qualificação dos profissionais da Fundação Curro Velho e de outras Instituições”, ressaltou Ednaldo Britto.
A oficina "Fundamentos de Arte e História da Arte" vai apresentar subsídios teóricos para o planejamento de oficinas, abordando também conceitos de arte e história da arte no Ocidente. Ednaldo Britto pretende ressaltar os aspectos sociológicos da produção artística, com ênfase na arte brasileira. Todo o conteúdo estudado poderá ser tratado como fundamento teórico para oficinas de Artes Visuais.
Ednaldo Britto explicou que a Fundação Curro Velho já praticou outras atividades do gênero, visando sempre a qualificação não apenas de seus instrutores, mas abrindo espaço para educadores de outras instituições. A preocupação da Fundação Curro Velho é garantir aos oficineiros a possibilidade de transmitir o conhecimento que possuem de maneira prática e fácil para seus alunos.
As inscrições são gratuitas e estão abertas na sede da Fundação Curro Velho, situada na rua Professor Nelson Ribeiro, nº287. As atividades desta oficina vão de 16 a 20 de abril, de 9h às 12h, com carga horária de 15h.

Texto:
Andreza Gomes-FCV

Uepa altera expediente
durante Semana Santa

Em virtude do feriado da Semana Santa, a Pró-Reitoria de Gestão e Planejamento (Progesp) da Universidade do Estado do Pará (Uepa) informa que as atividades acadêmicas e administrativas da instituição serão realizadas até esta quarta (4). O expediente retorna ao normal na próxima segunda-feira (9).

Susipe divulga balanço da
Operação Sentinela do Norte IV

Representantes da Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe) e do Comando de Missões Especiais da Policia Militar estiveram reunidos nesta terça-feira, 3, na sede do Comando Geral da Policia Militar, para divulgar o balanço das apreensões da Operação Sentinela do Norte IV. No total, cerca de 1.300 itens - entre celulares, carregadores, chips,  estoques, armas brancas e drogas - foram recolhidos nas 26 Unidades prisionais revistadas. Cerca de 400 agentes penitenciários e 820 policiais, civis e militares - do Comando de Missões Especiais (CME), da Ronda Tática Metropolitana (ROTAM) e Batalhão Penitenciário (BPOP) - participaram da operação.
A operação foi desencadeada pelo Sistema de Segurança Pública do Pará (Segup), dando prosseguimento às revistas nas penitenciárias do Estado, com a finalidade detectar a presença de objetos proibidos por lei. O coordenador geral Penitenciário, Tenente Coronel Jean Marcel, explica que a quantidade de material apreendido confirma a necessidade de se redefinir padrões de procedimento para a revista de pessoas e materiais que entram nas penitenciárias, o que já foi iniciado pela Susipe. O próximo passo, segundo ele, é  capacitar e conscientizar os servidores com base nesses novos padrões. "Além de garantir a adoção desses procedimentos como rotina, a operação também é importante sob o ponto de vista da segurança, já que ajuda a prevenir tensões, fugas, agitações e motins comuns a épocas como a Páscoa ou o Natal, datas em que os internos querem estar com as famílias".
A Operação “Sentinela IV” iniciou na semana passada com revistas nas Centrais de Triagem da Cremação, Cidade Nova, Centro de Recuperação Anastácio das Neves, localizado no Polo Penitenciário de Santa Izabel; e nas unidades do Interior – Centro de Recuperação de Santarém, Cametá, Redenção, Altamira, Itaiutuba e Salinas. Nesta sexta-feira, 3, as revistas foram realizadas simultaneamente em seis unidades prisionais da Região Metropolitana de Belém – Centro de Recuperação Feminino e Centro de Recuperação do Coqueiro, em Ananindeua; Presídio Estadual Metropolitano I, em Marituba; Centro de Recuperação Penitenciário do Pará I, II e III, localizados no Polo Penitenciário de Santa Izabel; e as unidades de Paragominas e Tomé-Açu.
O comandante de Missões Especiais, Coronel Saraiva, explicou a diferença entre esta e as edições passadas da Operação Sentinela. “A Sentinela IV teve a duração de seis dias, em razão do efetivo da Polícia Militar estar envolvido em outras operações, como a de prevenção de roubos a bancos na capital e no interior do estado”. No total, foram apreendidos 199 celulares, 504 entorpecentes, 296 estoques, 26 carregadores de celular, 72 chips, 61 baterias de celular e 23 armas brancas.

Texto:
Nara Pessoa-Susipe

Madrigal da Uepa faz dois
concertos pascais neste mês

Bach, Schütz, Haydn, Brossard e outros grandes nomes da música clássica estarão presentes no repertório dos dois concertos pascais que o Madrigal da Universidade do Estado do Pará (Uepa) apresenta nesta quarta-feira, 4, e no próximo dia 13 de abril, na Igreja de Santo Alexandre e no Museu Histórico do Estado do Pará (MHEP), respectivamente. Na igreja, a apresentação está marcada para começar às 20h, e no Museu, às 17h. Em ambas as programações, a entrada do público será gratuita.
De acordo Milton Monte, regente dos 24 cantores e do pianista que compõem o Madrigal, para as duas apresentações, os ensaios começaram no dia 9 de janeiro. Para ele, existe toda uma simbologia relacionada a essa época do ano, que é muito festejada pelos cristãos, o que dá um cunho especial às apresentações. "Do ponto de vista litúrgico, este talvez seja o mais importante período do culto cristão e, por esse motivo, existe um imenso repertório sacro dedicado à liturgia, tanto da Igreja Católica quanto da Protestante", justifica.
"Bach, Schutz, Buxtehude, Haydn e José Maurício Nunes Garcia estão entre os principais compositores religiosos de todos os tempos. De certo modo, o Madrigal, apesar de não ser um coro religioso, mantém uma tradição das mais antigas no Brasil: cantar durante a Semana Santa", analisa.
Nos dois concertos, o Madrigal da Uepa apresenta o seguinte repertório: In monte Olivetti, Judas Mercator pessimus (J. M. Nunes Garcia); Da Jesus an dem Kreuze stund (H. Schütz); O! Quam tristis et aflicta e Quis est homo (S. de Brossard); Vater, in deine Hände empfehle ich (J. Haydn); Herr, unser Herscher, Von den Stricken e Mein teurer Heiland (Bach); Crux Fidelis (Anônimo brasileiro séc. XIX); Cum me jubes emigrare e Amen; Ad Faciem – 7ª parte (D. Buxtehude); e Es war ein wunderlicher Krieg (J.S Bach).
Histórico
O Madrigal da Uepa tem 10 anos de criação e nasceu de um projeto de extensão da instituição. Nessa primeira década de existência, o grupo já se apresentou nas mais importantes salas de concerto e igrejas históricas da cidade de Belém: Theatro da Paz, Igreja de Santo Alexandre, Teatro Maria Sylvia Nunes, Catedral Metropolitana, Igreja do Carmo, Museu Histórico do Estado do Pará, Igreja das Mercês, Igreja do Rosário da Campina e também nos municípios de Castanhal, Benevides e Juiz de Fora, em Minas Gerais.
Também já participou do 37º Encontro Nacional de Arte (Enarte) promovido pela Escola de Música da Universidade Federal do Pará (UFPA), onde se juntou à Camerata da Escola de Música da UFPA, a Emufpa, e ao Coro Carlos Gomes; do XXIII Festival Internacional de Música do Pará, concerto realizado no MHEP, em junho de 2010, e gravou participação especial no programa Timbres da TV e Rádio Cultura.

Texto:
Ize Sena-Uepa

Oficina "Cantar
Pra Ser Feliz" no IAP

O Instituto de Artes do Pará será palco da oficina "Cantar Pra Ser Feliz", do cantor, ator, diretor e psicólogo paulista Tato Fischer. Tato pretende utilizar a metodologia da oficina como forma de expressão dos sentimentos através do canto. Isso será possível a partir do desbloqueio psicoemocional realizado durante as aulas com os alunos. Trabalhos de colocação de voz para palestrantes, professores e pessoas que utilizam a voz no dia a dia, como atores e cantores, acontecerão durante a semana de oficina em Belém.
Além de um vasto currículo como fomentador da cultura no Brasil, Tato Fischer também tem experiência com um dos mestres da Música Popular Brasileira, Ney Matogrosso, no conjunto “Secos & Molhados”, onde foi fundador e primeiro pianista. O público paraense terá a oportunidade de participar das oficinas através da parceria com o Instituto de Artes do Pará a partir do dia 9 até o dia 13, de 14h às 18h, na sala de dança do instituto. As inscrições são gratuitas na Gerência Geral de Artes Cênicas e Musicais de 9h às 16h.

Conferência sobre infância
e adolescência inicia com
grande participação

Mobilizar a sociedade, implementar novas ideias e monitorar as ações direcionadas à infância e adolescência no Pará. Este é o objetivo da VIII Conferencia Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, que teve início nesta terça, 3, no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém. Nesta quarta-feira, 4, segundo dia do evento, a programação será dedicada a debates e palestras sobre os cinco eixos norteadores do encontro.
O primeiro dia dedicou a maior parte da programação à Conferência Livre dos Adolescentes, com atividades direcionadas aos eixos temáticos de promoção, proteção, protagonismo, controle social e gestão da política nacional. A cerimônia de abertura ocorreu no final da tarde, com a presença de representantes do Governo, Organizações não-governamentais, entidades de classe, crianças e adolescentes.
O evento já reúne aproximadamente 600 pessoas de 105 municípios do Estado, mas a todo momento chegam grupos vindos de diferentes cidades do Pará. A secretária Especial de Proteção e Desenvolvimento Social do Estado, Tereza Cativo, representou o governador Simão Jatene e falou que a conferência é fundamental por que a sociedade deve fazer política em conjunto e consultar meninos e meninas neste momento é muito importante.
“O governador Simão Jatene lembra sempre a todos de sua equipe, do olhar diferenciado que devemos ter na promoção e proteção dos direitos dos cidadãos, que são as crianças e os adolescentes. Porque não adianta discutir os problemas e incorporar como política pública, se não ouvirmos aqueles que muitas vezes não têm acesso aos seus direitos”, defende a secretária.
O representante do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescentes (Conanda), André Franzine, espera que a Conferência do Estado do Pará defina ações que lutem pelas questões e problemáticas regionais. “Que o Pará dê início a um novo processo, a partir da diferença regional, sendo pauta de verdade do investimento público. Porque acredito que os estados da região Norte precisam de um investimento privilegiado, e por isso devem sair desta etapa Estadual propostas regionalizadas de políticas para a infância e adolescência”, defende.
Justiça e sociedade civil pela infância
O artigo 4ª do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) garante que é dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar com prioridade todos os direitos e deveres de meninos e meninas. E justamente a atuação em conjunto dos diferentes atores que trabalham pela infância foi destaque na cerimônia de abertura. A presidente do Fórum Paraense dos Direitos da Criança e do Adolescente, Maria de Nazaré Sá de Oliveira, destaca que todos devem se dedicar a uma integração mais eficaz em nome de políticas concretas pela infância.
“São três os grandes desafios desta conferência: apontar soluções para a melhor integração entre os agentes do sistema da garantia de direitos, o registro de dados de atendimentos e uma aproximação maior do poder legislativo nas problemáticas da infância”, defendeu a presidente do Fórum DCA do Pará.
A coordenadora do Centro Operacional das Promotorias da Infância e Juventude do Ministério Público do Estado, Leane Fiúza de Melo, disse que apesar dos problemas, ela vê muitos avanços que saíram inclusive das conferências estaduais no Pará. “Nesses 20 anos trabalhando no Ministério Público Estadual, principalmente na área de defesa dos direitos de crianças e adolescentes, e tendo participado de conferências anteriores, vejo que nós avançamos bastante. Mas ainda temos muito que caminhar e cada um de nós é responsável por este avanço”, acredita a promotora.
Entre no hotsite do evento e confira a programação completa: www.seas.pa.gov.br/conferenciadca ou siga-nos no twitter pelo @CEDCAPA  e acompanhe a produção de jovens adolescentes que estão fazendo a cobertura do evento.

Texto:
Luciana Kellen-Fasepa

HOL e a Semana da Saúde

O Hospital Ophir Loyola, em alusão ao Dia Mundial da Saúde, realiza no período de 09 à 13 de abril, das 9h às 14h, em frente ao HOL, a  Semana da Saúde. Com o tema “Aprender a Cuidar para a Saúde não Faltar”, o evento contará com os serviços de ergonomia, fisioterapia respiratória, informações sobre alimentos saudáveis, prevenção de doenças através da alimentação, teste de glicemia com orientações, prevenção do câncer de boca e laringe,visando o bem estar e a qualidade de vida de todos os usuários do HOL.


Atenciosamente,
Lívia Soares

Prêmio do Ministério
da Saúde contempla
projetos da Sespa

Dois projetos elaborados pela equipe técnica da Gerência de Formação e Desenvolvimento, subordinada à Diretoria de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), foram classificados com o prêmio “InovaSUS”, do Ministério da Saúde. A iniciativa tem como objetivo identificar, reconhecer e valorizar práticas inovadoras na gestão pública do setor.
Foram inscritos 262 projetos de todos os Estados brasileiros e classificados 190.  O conteúdo aborda experiências criativas de gestores e trabalhadores de saúde que buscam alternativas de gestão do trabalho, comprometidas com a qualidade do atendimento e fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS).
Os trabalhos intitulados “Mapear para educar: descobrindo e valorizando talentos” e “Itinerante” têm como autoras a enfermeira Ana Denise Monteiro, as psicólogas Kelly Lopes Cardoso e Sônia Akemi Kabuki e as assistentes sociais Marilda Martins Campos e Maria Rosete Cardoso.
O projeto “Itinerante” trata de uma experiência integrada de gestão do trabalho com ações de educação em saúde, que propõem valorizar e investir na formação continuada e integrada dos trabalhadores da saúde pública, para contribuir na melhoria da qualidade dos serviços prestados à população. É voltado a todos os servidores da secretaria, incluindo gestores, técnicos, agentes administrativos e equipes de apoio com atuação nos municípios que integram as macrorregiões do Estado.
Implantado em 2009, o “Itinerante” iniciou as atividades em unidades de saúde da capital, vinculadas à Sespa, com características peculiares, considerando o perfil dos trabalhadores e a localização, como o Hospital Regional Abelardo Santos, que atende os moradores de Icoaraci e a população das regiões ribeirinhas e ilhas próximas, alcançando bons resultados. As ações do projeto têm como meta, até 2014, alcançar 80% dos trabalhadores dos municípios das demais macrorregiões do Estado.
Perfil – O projeto “Mapear para educar: descobrindo e valorizando talentos” pretende identificar o perfil do servidor público da Sespa, com suas habilidades e competências, que podem ser aprimoradas com investimentos na formação pessoal e profissional para o trabalho na área de saúde. A ideia é estimular a socialização do conhecimento, incentivar e premiar o compartilhamento de conhecimento.
O projeto vem sendo executado desde 2009 e compreende quatro etapas, com ampla pesquisa em todas as unidades e setores que integram os diferentes níveis de gestão da secretaria, usando como instrumento de coleta de dados um questionário eletrônico, já aplicado a cinco mil servidores. A meta é aplicar mais três mil no período de janeiro a julho deste ano, que corresponde a 90% do total de servidores.
Segundo a diretora de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde, Sônia Bahia, os trabalhos são parte dos prjetos desenvolvidos em prol das políticas de valorização da formação e desenvolvimento profissional na área da saúde. Ela afirmou que ser contemplado com um prêmio do porte InovaSUS é um reconhecimento ímpar das ações da atual gestão. “Temos o privilégio de divulgar nossas ações. Ser contemplado com um prêmio nacional é uma expressão muito grande, pois nos conduz a um passo muito importante”, considerou.

Texto:
Edna Sidou-Sespa

Pará atrai R$ 7 bilhões em
investimentos para
o setor produtivo

O Pará despertou, nos últimos anos, o interesse de empresas brasileiras e internacionais, nos mais variados setores da produção. Segundo o Departamento de Mercado e Atração de Investimentos (DMAI), vinculado à Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom), 18 empresas estão em fase de implantação no Pará, com investimentos estimados em R$ 7 bilhões. A previsão é que essas empresas gerem mais de 15 mil empregos no Estado.
Em 2011, de acordo com o levantamento, o interesse dos investidores deu um salto, em relação a anos anteriores. Das 57 empresas atendidas atualmente pelo Departamento de Mercado e Atração do Pará, 35 delas demonstraram interesse em ingressar no mercado paraense no primeiro ano da atual gestão. A agroindústria é o setor de maior interesse das empresas, correspondendo a 17% da demanda.
Segundo a diretora do DMAI, Fátima Gonçalves, o número reflete a adoção de uma política de atrativos posta em prática pelo Governo do Pará. “Estamos cada vez mais nos preparando para trabalhar profissionalmente a atração de investimentos produtivos para o Estado, investindo, inclusive, na capacitação dos próprios servidores que integram o Programa de Atração de Investimentos”, informa Fátima, destacando que o principal objetivo da equipe é garantir investimentos sustentáveis.
Em março, o governador Simão Jatene abordou no programa de rádio “Prestando Contas” o impacto positivo dos novos empreendimentos no desenvolvimento do Estado. Segundo ele, do segundo semestre de 2011 até março de 2012, pelo menos 10 grandes empresas iniciaram o processo de instalação no Pará, tendo como base a utilização de matéria prima. “Mais do que exportar a matéria prima, essas empresas vão utilizar nossos recursos para chegar ao produto final no Estado, gerando produção, emprego e renda”, ressaltou.   
Segundo Jatene, a política de atrativos adotada pelo Governo do Estado tem sido determinante para que as empresas decidam  investir no setor produtivo paraense. “As empresas não vão para um lugar onde não encontrem um ambiente favorável”, afirmou o governador, destacando ainda que a melhoria na imagem do Estado fora das suas fronteiras também funciona como um importante atrativo para investidores.
Mudança na imagem - “Nos últimos tempos, a verdade é que a nossa imagem na mídia nacional começou a ter uma mudança de perfil. Começamos a ser vistos pelo que temos de positivo, com os nossos artistas tendo mais espaço, a nossa culinária sendo referenciada e o Pará sendo um espaço privilegiado para realização de grandes eventos esportivos. Essas coisas todas, sem dúvida, terminam influenciando não só na nossa autoestima, mas também para que o resto do Brasil e alguns países vejam o Estado como um território atraente para projetos de boa qualidade, não apenas para retirar matéria prima e processar fora das nossas fronteiras, mas para montar aqui fábricas, que gerem emprego e renda para a nossa gente”, destacou.
Simão Jatene comentou ainda no programa a reunião realizada no dia 15 de março, com representantes da Natura, empresa brasileira de grande destaque na produção de cosméticos. Na ocasião, o governador e o vice-presidente de Operações e Logística da empresa, João Paulo Ferreira, assinaram um Protocolo de Intenções para a construção de um complexo industrial no município de Benevides, na Região Metropolitana de Belém. Segundo Jatene, o investimento da Natura para a implantação do complexo será de cerca de R$ 150 milhões.
De acordo com o governador, o empreendimento da Natura permitirá aumentar a arrecadação de tributos no Pará, gerar 400 empregos diretos e abrir oportunidades para pelo menos 2.500 famílias, que serão incluídas na cadeia extrativista de coleta de matéria prima. Jatene destacou ainda o compromisso assumido pela Natura de implantar um polo de inovação que, segundo ele, deverá incentivar outras empresas do ramo a investir na produção de cosméticos no Pará, a partir da biodiversidade amazônica.
Segundo Jatene, mais do que atrair empresas para o território paraense, o governo está atento para que os empreendimentos sejam aliados na produção sustentável, como forma de preservar a biodiversidade da região. “Esse é um desafio nosso. Não adianta festejar qualquer empreendimento. Nós temos que ter cuidado. Os empreendimentos quer vêm para cá devem ser sustentáveis, no sentido de tratar o ambiente de forma correta”, ressaltou.       
Estratégia – O titular da Secretaria Especial de Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção, Sidney Rosa, explica que a política de atrativos adotada pelo Governo do Estado busca proporcionar “um ambiente propício, para que o investidor possa sentir que seu empreendimento vai ser instalado em um Estado viável e de bom acolhimento, por parte do governo, quanto ao ambiente empresarial”.
Segundo Sidney Rosa, o principal objetivo é dinamizar a economia com a geração de emprego e renda. “O que o governador Simão Jatene tem dito sempre é que o grande objetivo de um governo é a geração de emprego e renda. Somente com essa oportunidade é que nós vamos emancipar as pessoas”, destaca.
Para isto, segundo o secretário, o governo trabalha a partir de um planejamento que busca convergir os investimentos realizados no Pará e transformá-los em desenvolvimento. “É necessário buscar soluções nos ‘gargalos’ que ainda temos na economia, como por exemplo na logística e na qualificação profissional, e enfrentar o desafio de fazer com que nossas matérias primas em potencial possam se converter em produtos competitivos nos mercados nacional e internacional. São essas condições que vão atrair os investidores, para que tenhamos novos postos de trabalho no Pará”, avalia.
A estratégia do governo vem alcançando resultados positivos. Em 2011, o Pará gerou 52 mil novos postos de trabalho, segundo o relatório elaborado pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) do Pará, com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. O número foi o segundo melhor saldo alcançado pelo Estado, desde 1992, quando iniciou a série histórica do Caged.
O balanço sobre a evolução do emprego formal no Pará, de janeiro a dezembro de 2011, mostrou crescimento em todo o Estado: 366.721 admissões contra 315.228 desligamentos, resultando em um crescimento de 8,04%.

Texto:
Amanda Engelke-Secom

Decreto regulamenta o
ingresso do servidores
no serviço público estadual

O Diário Oficial do Estado publicou nesta terça-feira (3) o decreto assinado pelo governador em exercício, Helenilson Pontes, que dispõe sobre os procedimentos de nomeação e contratação de servidores no âmbito da administração direta, das autarquias e fundações públicas estaduais, disciplinando os procedimentos de ingresso de servidores no Poder Executivo.
Segundo a secretária de Estado de Administração, Alice Viana, o decreto vem aprimorar e dar maior transparência aos procedimentos de ingresso dos servidores sob os três regimes: efetivo, temporário e comissionado. Ela explica que a Constituição Federal, o Regime Jurídico Único dos Servidores e Lei de Serviço Temporário já regiam as formas deste ingresso, mas o decreto vem “qualificar os mecanismos de acordo com a organização da administração pública”.
Segundo o decreto, a nomeação para cargo de provimento efetivo, observada a homologação do concurso público e a validade do certame, deve ser solicitada pelo órgão interessado à secretaria especial correspondente, com todas as especificações de contratação, incluindo o nome do cargo, respectiva quantidade, custos, disponibilidade de vagas, futura lotação do servidor, previsão orçamentária, e, se for o caso, o quantitativo de servidores temporários distratados.
Após avaliação do pedido de nomeação, a secretaria especial remeterá o processo às secretarias de Estado de Administração (Sead), de Planejamento, Orçamento e Finanças (Sepof) e da Fazenda (Sefa), para a respectiva análise da disponibilidade orçamentária e financeira.
Atendidos os requisitos de ordem orçamentária e financeira, o pedido deve retornar à Sead, para elaboração de minuta do ato de nomeação de acordo com a ordem de classificação final do respectivo concurso público e remessa à Casa Civil da Governadoria do Estado, que o submeterá ao governador do Estado e providenciará a publicação do ato no Diário Oficial do Estado.
Graduação – Os cargos comissionados de direção e coordenação de unidades regionais dos órgãos e das entidades da administração direta e indireta só podem ser providos por portador de certificado de curso superior ou diploma de graduação. No caso dos temporários o pedido deve ser encaminhado à Sead com a justificativa da contratação; a função na qual deverá ocorrer a contratação e a indicação do cargo efetivo correlato; o custo com a contratação; a disponibilidade orçamentária; a inexistência de candidato concursado dentro do limite de vagas ofertadas para preenchimento de cargo correlato ao da contratação de concurso público vigente. Entre outras coisas, o decreto também regulamenta a fixação do vencimento-base do servidor de acordo com escolaridade de cargo
Os pedidos de prorrogação de contratos de servidores temporários devem ser feitos pelo dirigente do órgão ou entidade diretamente à Sead, com antecedência mínima de 30 dias do vencimento do contrato. Cabe à secretaria fazer a análise do pedido em relação ao custo da contratação e da folha de pagamento, ao quantitativo de servidores do órgão e à existência de concurso público em vigência, remetendo o processo à Sepof e à Sefa, para a respectiva análise de disponibilidade orçamentária e financeira.
Autorizada a contratação de pessoal por tempo determinado para atender a necessidade excepcional de interesse público, o órgão interessado adotará as providências para a formalização e publicação do ato, bem como a inclusão do contratado na folha de pagamento do Estado.
Entre outras coisas, o decreto também regulamenta as cláusulas obrigatórias do contrato administrativo, o prazo da contratação administrativa do servidor temporário e a forma de contribuição do Regime Geral de Previdência Social. O decreto na íntegra pode ser consultado no Diário Oficial nº 32.130, ou na internet, no endereçohttp://www.ioepa.com.br/2012/diario.aspx.

Texto:
Marcio Flexa-Secom

Investigações no Pará
resultam em prisão de
bando no Maranhão

Investigações da equipe do Núcleo de Inteligência da Polícia Civil do Pará levaram à identificação e prisão de integrantes de uma quadrilha de assaltantes de banco que atua nos Estados do Pará e Maranhão. As prisões foram feitas na sexta-feira passada, por policiais civis do Maranhão, na cidade de Boa Vista do Gurupi, fronteira dos dois Estados.
Os presos são Rosinete dos Santos Salgado, 38 anos, paraense de Castanhal; José Diomar Pinto de Sá Sousa, de apelido “Neguinho”, 32 anos, cearense de Grajaú; Francisco das Chagas Silva Moura, 32 anos, e Ernandez Conceição, 33 anos, de apelido “Fernando”. As investigações sobre o paradeiro de outros membros da quadrilha prosseguem. Além de praticar assaltos a bancos, o bando era envolvido em sequestros e tráfico de drogas no interior do Maranhão e no Pará.
Com as investigações feitas no Pará, as informações foram repassadas à Superintendência Estadual de Investigações Criminais, da Polícia Civil maranhense, que passou a acompanhar a movimentação do bando em Boa Vista do Gurupi. O bando tinha um plano para assaltar a agência bancária dessa cidade.
Com os presos, os policiais apreenderam 16 pacotes de maconha com cerca de 20 quilos de peso; uma pedra de "crack" com em torno de 50 gramas e um fuzil de calibre 762. Dentre eles, Rosinete dos Santos Salgado foi abordada por policiais civis do Maranhão no momento em que iria embarcar em um ônibus no Terminal Rodoviário de Boa Vista do Gurupi. Em poder da mulher, foi apreendido um fuzil desmontado.
Ela é apontada como a pessoa responsável pela logística e fornecimento da alimentação do bando. Outro preso, José Diomar Pinto de Sá Sousa, é acusado da autoria de crime de sequestro há três anos. Já Ernandez Conceição foi baleado ao tentar fugir dos policiais. Ele está hospitalizado e fora de perigo de morte. Todos os presos vão passar por verificação de identidade para averiguar se estão usando nomes falsos.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Empresas conhecem projeto de
prolongamento da João Paulo II

Os representantes das empresas que se candidataram a participar do processo licitatório que dá início às obras de prolongamento da avenida João Paulo II fazem nesta quarta-feira (4), às 9 horas, uma visita técnica ao local. Eles serão acompanhados por técnicos do Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano, ligado à Secretaria Especial de Infraestrutura e Logística para o Desenvolvimento Sustentável (Seinfra).
Na tarde desta terça-feira (3), os representantes das empresas estiveram reunidos na sede do núcleo para conhecer mais sobre a licitação. O edital contendo o Termo de Referência para Contratação de Estudos Ambientais e Projeto Executivo de Engenharia Viária Relativo à obra foi publicado dia 8 de março, no Diário Oficial do Estado.
O prolongamento da avenida João Paulo II é a segunda etapa do Projeto de Transporte Metropolitano do Governo do Estado, o Ação Metrópole, que tem por objetivo solucionar o grande problema de deslocamento das pessoas na Região Metropolitana de Belém. Será uma segunda opção de entrada e saída da capital paraense, cujo acesso hoje se limita à rodovia BR-316. A obra também vai preservar o Parque do Utinga, uma vez que funcionará como uma barreira física e sanitária de proteção à Área de Preservação Ambiental (APA) de Belém.
“A avenida será uma barreira sanitária, pois um sistema de drenagem fará a captação dos afluentes, que atualmente são diretamente lançados nos mananciais, promovendo a devida filtragem. Será também uma barreira física, já que se trata de uma via expressa que terá em suas margens um muro em gradil que permitirá a visualização do parque”, explica a diretora executiva do Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano, Marilena Mácola.
A João Paulo II será prolongada no trecho compreendido entre a passagem Mariano e a rodovia Mário Covas, numa extensão de 3,8 quilômetros. A nova avenida terá duas pistas, com três faixas por sentido, ciclovia e calçadas em ambos os lados e a implantação de duas pontes, uma a 60 metros da passagem Mariano, transpondo a ponta do lago Bolonha, e outra a 200 metros da rua da Pedreirinha, transpondo a ponta do lago Água Preta.
A interligação da avenida com a BR-316 se dará com a construção da quarta pétala do elevado Mário Covas, uma obra de 200 metros. O início das obras do prolongamento está previsto para outubro deste ano. O diretor geral do Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano, César Meira, explica que o edital de contratação do projeto executivo fixa o prazo de 45 dias para a abertura das propostas, mais 30 dias para o julgamento delas e 120 dias para a elaboração do projeto.
“O processo é composto de duas fases: a elaboração do anteprojeto e do projeto executivo. Como já temos o básico, daremos início às obras de posse do anteprojeto. Dessa maneira, o projeto executivo final norteará os detalhes”, informou.

Texto:
Manuela Viana-Ação Metrópole

Governo do Estado garante
erviços no feriado
da semana santa

O governo do Estado garante toda a estrutura e segurança para quem for viajar durante o feriado da Semana Santa ou para quem ficar em Belém. Quem quiser garantir a mesa farta pode ir à Feira do Peixe Vivo, nesta quarta e quinta-feira, na Região Metropolitana de Belém e em mais de 28 municípios. O Procon vai garantir o direito do consumidor na capital e nos municípios que atraem grande número de pessoas.
Os órgãos de saúde funcionarão em regime de plantão durante o feriado. Quem precisar de hospitais de urgência e emergência deverá procurar a Unidade de Saúde Básica da Pedreira ou o Hospital Regional Abelardo Santos, em Icoaraci. A Polícia Civil vai reforçar o policiamento com 67 policiais civis nos balneários que atraem o maior número de pessoas, como Mosqueiro, Salinas, Marudá, Soure, Outeiro, Cotijuba, Vigia, Ourém e Capanema. Ao todo doze municípios receberão o reforço.
As seccionais urbanas funcionarão normalmente, durante 24 horas. A duas centrais de flagrantes localizadas na Seccional Urbana da Cidade Nova e São Brás estarão funcionando 24 horas a partir das 18 horas de quinta-feira exclusivamente para os crimes que envolvam prisão em flagrante.
A Delegacia Especializada em Meio Ambiente (Dema), que fiscaliza, entre outras, as infrações relativas ao volume dos equipamentos de som, e a Delegacia de Polícia Administrativa, que fiscaliza o funcionamento dos estabelecimentos comerciais, estarão com reforço policial em Mosqueiro e Salinas. A Diretoria de Polícia Metropolitana estará com uma equipe de plantão durante o feriado fiscalizando durante 24 horas o funcionamento do atendimento ao público nas unidades policiais da grande Belém.
Pescado – Quarta (4) e quinta-feira (5) o consumidor vai poder comprar peixes a preços bem acessíveis durante as Feiras do Peixe Popular e do Peixe Vivo, promovidas pelo governo. Os descontos chegam a até 60%, compensando a alta sofrida pelo produto este ano. Somente em Belém serão montados 20 pontos de venda de pescado, dos quais 19 serão destinados ao peixe popular, cinco ao peixe vivo, dois à venda de caranguejo e outros dois à venda de ostra.
Além de Belém e região metropolitana, 28 municípios do interior também terão feiras para a venda de peixe, entre eles Santarém, Conceição do Araguaia, São Felix do Xingu, Altamira e Breves. Os moradores dessas regiões terão acesso a peixes de criação e de captura, comercializados, em média, a R$ 8,50 o quilo. Mais informações pelo telefone (91) 32412545.
O horário de funcionamento das feiras será de 8h às 17h, mas o posto de venda da Ceasa, em Belém, funcionará desde a madrugada, ofertando peixe congelado e peixe vivo.
Consumidor – O Procon vai fazer operações de fiscalização na capital e em seis cidades do interior tanto para garantir a qualidade e o preço baixo do peixe na Semana Santa, como para dar cumprimento ao decreto assinado pelo governador Simão Jatene, que proíbe a saída de pescado do Estado neste período.
Além da fiscalização, os profissionais do Procon também vão orientar o consumidor quanto ao seus direitos, tanto na capital quanto nos municípíos de Bragança, Capanema, São João de Pirabas, Salinas, Salvaterra e Soure. Nas demais localidades a população vai poder contar com o Procon municipal; nas cidades que não têm uma representação do órgão, os consumidores devem procurar o Ministério Público.
Saúde – Quem precisar de urgência e emergência 24 horas no feriado da Semana Santa deve se dirigir para a Unidade de Saúde da Pedreira, localizada na avenida Pedro Miranda, 1.346, entre travessas Mauriti e Barão do Triúnfo. O telefone para contato é (91) 3244-0919. O atendimento também será feito no Hospital Abelardo Santos, na rodovia Augusto Montenegro, no bairro da Agulha. O telefone para contato é (91) 3204-2808.
A Fundação Hemopa convoca doadores voluntários para que façam sua coleta de sangue antes de se deslocarem da capital para outros destinos para aproveitar o feriado da Semana Santa. Quinta-feira, o serviço de coleta funcionará de 7h30 às 13 horas. Sexta (6) não haverá coleta; no sábado (7), as doações serão feitas de 7h30 às 15 horas. O atendimento transfusional, porém, funcionará normalmente, ou seja, 24 horas.
No interior do Estado as doações podem ser feitas nos locais onde houver unidades do Hemopa, como é o caso dos municípios de Marabá, Castanhal, Santarém, Altamira, Abaetetuba, Tucuruí, Redenção e Capanema. O atendimento médico para pacientes hematológicos será feito somente até esta quarta-feira (4), retornando à normalidade a partir da segunda-feira (9). Mais informações: 0800 280 8118.
Opções de cultura e lazer
A Estação das Docas informa que, excepcionalmente nesta sexta-feira (6), não haverá apresentação do projeto Por do Som devido ao feriado de Sexta-Feira da Paixão. No domingo de Páscoa (8), será apresentado o espetáculo infantil “Fio de Pão”, a partir das 17h30, no Terminal Fluvial da Estação.
Na sexta-feira (6) a Estação abre as portas às 10h e fecha às 3 horas, na madrugada de sábado (7), quando reabre às 10h e fecha às 3 horas de domingo. Nesse dia, abre às 9 horas e fecha à meia-noite. Telefone: (91) 3212-5525.
Outro excelente passeio para quem for ficar em Belém é o Parque Naturalístico Mangal das Garças, com sua área de cerca de 40 mil metros quadrados às margens do rio Guamá, nas franjas do centro histórico de Belém. O parque funcionará normalmente durante o feriado da Semana Santa, das 9 às 18 horas. Contato: (91) 3242-1056.
O Espaço São José Liberto não funcionará no feriado da Semana Santa. Ficará fechado ao público sexta-feira, sábado e no domingo de Páscoa, reabrindo para compras e visitação na terça-feira (10), no horário normal, das 9 às 19 horas.
Mais telefone úteis durante o feriado:
Dema - Disque Silêncio
Belém: (91) 3238-3132/ 3238-1225 e 9987-9712
DPA: 99885923
Centro Integrado de Operações (Ciop)
Ocorrência: 190
Disque Denuncia ou informação: 181

Texto:
Marcio Flexa-Secom

Paratur e Ciptur garantem
estratégia de segurança
para turistas de cruzeiros

A Companhia Paraense de Turismo (Paratur), em parceria com a Companhia Independente de Policiamento Turístico (Ciptur), garantirá a segurança para o receptivo de turistas de dois cruzeiros que chegarão ao Pará nesta quarta-feira (4) e quinta (5). A estratégia foi definida durante reunião na manhã desta terça-feira (3), na Sala do Setor de Segurança Turística da Paratur.
Segundo o comandante de Policiamento Turístico, major Henrique Pereira, a segurança dos 1.400 turistas alemães dos navios AIDA e Bremen, que desembarcarão nesta quarta-feira, por volta das 09h, no cais do porto e na Estação das Docas, em Belém, está garantida. Além do trabalho feito diariamente pela Ciptur e pelo Comando de Policiamento da Capital, 6ª Zona de Policiamento (Zpol), do 2° Batalhão, pontos estratégicos da feira do Ver-o-Peso serão reforçados com  mais de 20 homens do Comando Especializado, cavalarianos, um conjunto de policiamento de cães, além de policiais descaracterizados do Serviço de Inteligência, para identificação de possíveis infratores e prevenção
O major Henrique Pereira e a delegada responsável pelo Setor de Segurança Turística da Paratur, Soraia Ferreira, estarão nesta quarta-feira (4), a partir das 10h30, no Ver-o-Peso, para acompanhar a ação.
A polícia turística foi institutída em 1996, para proteger as pessoas que visitam o Estado.

Seicom promove oficina
para concepção do Plano
de Mineração do Pará

A Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom) fez nesta terça-feira (3) a segunda de uma programação de doze oficinas que têm a finalidade de identificar benefícios, potencializar e ampliar a cadeia produtiva da mineração no Pará. A “Oficina de APLs de Base Mineral (Oleiro Cerâmico e Artesanato Mineral)” aconteceu no auditório da sede do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e teve a participação de empresários, universidades públicas, instituições de pesquisa e outros representantes do setor.
Outra atribuição das oficinas, planejadas para debater as potencialidades, problemas e realidade atual da cadeia mineral, é contribuir para a concepção do Plano de Mineração do Pará 2013-2030. O Estado exportou, somente em 2011, mais de US$ 17 bilhões, sendo que 90% desse total foram gerados pela mineração, segmento em expansão, por conta do potencial e dos recursos naturais paraenses, e que tende a se desenvolver ainda mais durante a execução do Plano.
“Nas próximas duas décadas, os governantes irão se alternar e, com o apoio da sociedade, o Plano de Mineração do Pará tem tudo para se desenvolver. Para isso são necessários investimento e monitoramento adequados”, informa a secretária adjunta da Seicom, Maria Amélia Enríquez, uma das palestrantes da oficina.
Os Arranjos Produtivos Locais (APLs) de base mineral são numerosos no território paraense, segundo o presidente do Sindicato da Indústria Cerâmica da Região de São Miguel do Guamá (Sindicer), Raimundo Barbosa. Ao falar sobre o setor, ele disse que o sindicato representa a indústria cerâmica, um dos principais parceiros da construção civil, de 26 municípios.
“Somente em Irituia e São Miguel do Guamá, os APLs geram mais de três mil empregos diretos. Temos uma ótima parceria com o Governo do Pará e com o Sebrae. As parcerias incentivam a cadeia produtiva, dentre muitos outros benefícios”, reforçou.
O diretor de Tecnologias Sociais da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Eduardo Costa, falou em novo paradigma para políticas públicas ao se referir aos APLs. “São alternativas que permitem um olhar territorial dos desenvolvimento e descentralizam a produção, o que permite, por sua vez, buscar a inovação tecnológica”, justificou.
Desenvolver o setor a partir da competitividade, usando os APLs como instrumentos que levem outros benefícios de desenvolvimento às localidades mais necessitadas foi o ponto focado por Fabiany Vellasco, que representou o Ministério do Desenvolvimento da Indústria e Comércio Exterior, ao falar sobre experiências de APLs nacionais. “Esse é um caminho seguro para o desenvolvimento, geração de emprego e renda”.
Já o geólogo Enir Mendes, representante do Ministério das Minas e Energia, falou dos desafio a ser vencidos para a consolidação dos APLs. Dentre eles é necessário reverter a alta taxa de informalidade e a prática da mineração em áreas não legalizadas. “A tarefa é trabalhosa, mas com esforço e organização, a perspectiva é otimista”, disse ele.
Por sua vez, profissionais que, literalmente, “metem a mão na massa”, também concordam que é preciso a soma de esforços e o entrosamento de diversos integrantes da cadeia para garantir a sustentabilidade e desenvolvimento dos APLs. “Criei três filhos e tenho um bom padrão de vida como ceramista, mas sei que com um pouco mais de conhecimento e investimento poderiam dar emprego a mais pessoas”, disse.

Texto:
Sergio Augusto-Seicom

Servidores da Seduc recebem
capacitação em informática

Com uma palestra sobre o tema "Qualidade de Dados no Âmbito da Secretaria", a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) iniciou uma ação de capacitação para secretárias de escolas e auxiliares administrativos da rede pública de ensino, que operam o sistema de informações da instituição.
A capacitação, realizada pela Diretoria de Tecnologia (Ditec), Diretoria de Ensino Médio (Demp) e Censo Escolar, na manhã desta terça-feira (3), no auditório da Seduc, também está sendo oferecida a servidores dos municípios de Santarém, Marabá e Altamira.
O tema foi abordado pelo diretor de Ensino da Seduc, José Roberto, e por Ana Maria Matos, coordenadora do Censo Escolar. Também participou da palestra Hilma Redondo, responsável pela área de Informática da Seduc.
Mais de 600 servidores da Região Metropolitana de Belém já receberam a capacitação. Na próxima quinta-feira (5) encerra o curso dos servidores de Santarém, Marabá e Altamira.

Texto:
Izabel Cunha-Seduc

Polícia Civil conta com
substâncias químicas
para perícias de local

A Diretoria de Identificação “Enéas Martins”, da Polícia Civil do Pará, já conta com substâncias químicas recentemente adquiridas pela administração da instituição usadas em revelações de impressões digitais coletadas por peritos papiloscopistas em locais de crime. Os produtos - Ninidrinas, Acetonas e Cianocrilato – são nas formas líquida e em bastão. Esta última substância foi adquirida pela primeira vez na história da instituição.
“Antes a substância era improvisada pela cola da marca 'Super Bonder', que contém em sua composição o Cianocrilato”, explica o diretor, Ricardo Paula. Segundo ele, estima-se que a quantidade de produtos recebidos atenderá a demanda por cerca de dois anos, quando uma nova remessa de produtos deverá ser adquirida. Ricardo Paula explica que as substâncias químicas são usadas no laboratório de perícias para ajudar na revelação dos fragmentos de impressões digitais em objetos recolhidos em uma cena de crime.
O trabalho é auxiliar às investigações policiais feitas pela Polícia Civil. Segundo o papiloscopista policial, já está aberto o processo licitatório para contratação da empresa que ficará responsável pela reforma e ampliação do novo espaço do laboratório de perícias da Polícia Civil. “Tão logo termine o processo a obra deverá ser iniciada”, explica.
O novo laboratório, que ficará instalado no Posto Central de Identificação, na avenida Magalhães Barata, área do complexo da Polícia Civil, contará com equipamentos de última geração. Assim, ressalta Ricardo, a diretoria, que já é referência nacional na confecção de retratos-falados, passará a ter um dos mais modernos laboratórios de perícias das regiões Norte e Nordeste do Brasil.
Além do laboratório de perícias, a Polícia Civil presta informações às unidades policiais, não só do Pará, como de outros Estados e até de outros países, sobre prontuários civis de pessoas procuradas ou que não estão presas sem a devida identificação. Foi o caso de um preso, na Guiana Francesa, que estava com nome falso. Ele foi identificado graças à pesquisa em prontuário civil feita na diretoria.
O trabalho rendeu agradecimento por parte do delegado da Polícia Federal, Miguel Senna, oficial de ligação em Caiena. Ele foi o responsável em requisitar informações para averiguar a existência de um preso provisório brasileiro, natural do Estado do Amapá, sem qualquer documento de identidade. A pessoa em questão, que se dizia chamar Adielson Viegas da Silva, foi presa no final de 2011 por tentativa de roubo na Guiana Francesa e estava no presídio de Rochambeau, em Caiena, no aguardo de julgamento.
Na verdade, o nome real do preso é Marlúcio Viegas da Silva. Devido à ausência de informações oficiais sobre a identificação do preso, o Escritório de Ligação em Caiena solicitou apoio à diversos órgãos, entre os quais, a Diretoria de Identificação “Enéas Martins”, da Polícia Civil do Pará. Segundo José Vieira, da Divisão Técnica, Marlúcio, quando esteve no Pará, procurou um posto de identificação para emitir uma carteira de identidade no Estado.
Os dados dele foram encaminhados, via e-mail, à Representação Regional da Interpol da Superintendência da Polícia Federal no Pará para análise. O caso foi repassado ao Núcleo de Identificação da Superintendência da PF, onde, após realização de exames papiloscópicos (análise de impressões digitais), foi possível saber o verdadeiro nome do preso. Conhecido por “Totinha”, Marlúcio tinha mandado de prisão expedido pela Vara de Execuções Penais de Macapá, capital do Amapá, em função de condenação por crime de homicídio em 2005.
Em 2009, aproveitando uma saída temporária autorizada pela Justiça do Amapá, Marlúcio fugiu. Após a identificação do preso, a Vara de Execuções Penais de Macapá foi informada sobre a recaptura do foragido. Segundo as autoridades francesas, após sair da prisão de Rochambeau, o preso será deportado para a cidade de Oiapoque, no Amapá, para ficar recolhido em regime fechado à disposição da Justiça brasileira.
O delegado federal agradeceu ao Centro de Cooperação Policial Brasil-França de Saint Georges de L'Oyapock, à Representação Regional da Interpol no Pará, ao Núcleo de Identificação da Polícia Federal do Pará, à Diretoria de Identificação “Enéas Martins” da Polícia Civil do Pará e ao Consulado-Geral do Brasil em Caiena, pela contribuição para sucesso da apuração do caso.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Escola estadual oferece
material didático sobre
prevenção de DST

A Escola Estadual Maria Luiza da Costa Rêgo, no bairro do Benguí, em Belém, lançou na manhã desta terça-feira (3) o “Cantinho da Prevenção”, ambiente que faz parte do Projeto Saúde e Prevenção na Escola (SPE), desenvolvido pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por meio da Coordenadoria de Ações Educativas Complementares (Caec), em parceria com o Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) .
O espaço oferece a alunos e professores a consulta a materiais didático-pedagógicos, que abordam temas como sexualidade, discriminação, preconceito, bulliyng, gravidez na adolescência e Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs). Atualmente, 125 escolas da rede estadual estão inseridas no projeto, das quais 18 ficam em Belém, e 10 em Ananindeua. Além dos livros e revistas sobre estes assuntos, o “Cantinho” distribuirá preservativos aos alunos.
Segundo a coordenadora do SPE nas escolas, Natalene Teixeira, a temática é de extrema importância por “despertar nos alunos a curiosidade pela informação e prevenção”. “É muito importante que os jovens se informem e se protejam. Muitas vezes, eles têm acesso a informações erradas, distorcidas, já que geralmente conseguem na rua ou com colegas. Na escola, a chance de aprender corretamente é maior”, ressaltou a coordenadora.
Durante o lançamento foram apresentados os resultados do projeto “Juventude e Prevenção”. Após vários cursos e oficinas, professores, alunos e profissionais de saúde que participaram do projeto receberam certificados de capacitação, para difusão da temática nas escolas.
O SPE começou em agosto de 2011. Inicialmente foram escolhidas sete escolas de bairros diferentes, a maioria em áreas de maior vulnerabilidade social.

Texto:
Fabiana Batista-Seduc

Governo e Prefeitura finalizam
ajustes para implantação
do sistema BRT

A elaboração da minuta do Termo de Compromisso para implantação do sistema integrado BRT (Bus Rapid Transit), a ser assinado entre Governo do Estado e Prefeitura de Belém, será a pauta da reunião marcada para esta quarta-feira (4), às 15h, na sede do Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM). A equipe técnica da Prefeitura também apresentará o projeto municipal para o BRT, já com os pontos do acordo firmado com o Estado, aos técnicos do Núcleo, ligado à Secretaria Especial de Infraestrutura e Logística para o Desenvolvimento Sustentável (Seinfra), responsável pela implantação do Projeto Ação Metrópole.
“Nesta reunião faremos a última análise dos ajustes necessários, já acordados pelas partes, para a implantação do sistema integrado BRT. Após essa reunião, a minuta será encaminhada ao governador Simão Jatene e ao prefeito Duciomar Costa, para assinatura, o que deve acontecer na próxima semana”, informou o diretor geral do NGTM, César Meira, esclarecendo que, após as assinaturas, o passo seguinte será o envio dos projetos e do Termo de Compromisso para o Ministério das Cidades.
“Também entramos em acordo de que o planejamento da operação do sistema BRT ficará a cargo do governo do Estado, assim como a participação da Prefeitura no consórcio metropolitano que fará a gestão do sistema, o que também será formalizado na reunião de quarta-feira”, informou a diretora executiva do Projeto Ação Metrópole, Marilena Mácola Marques. Ela explicou que as adequações sugeridas pela equipe técnica do projeto são fundamentais, do ponto de vista técnico, para adequação dos projetos e integração do sistema BRT na capital paraense.
A diretora esclareceu que o BRT possui características e princípios específicos, entre as quais estão um projeto de infraestrutura que contempla canaletas; faixas preferenciais; paradas no mesmo nível do embarque nos ônibus; permissão de ultrapassagem entre ônibus nas canaletas; localização de estações de integração nas canaletas e pagamento da tarifa fora dos ônibus. “A análise minuciosa dessas características técnicas é necessária, pois se não as observarmos o sistema não pode ser considerado um BRT e, por conseguinte, a eficiência não existirá”, ressaltou.
Atribuições - No acordo firmado entre Governo e Prefeitura ficou definido que o Estado será responsável pela construção da infraestrutura para o BRT no trecho do Entroncamento até o município de Marituba, e para o prolongamento da Avenida João Paulo II. Sob a responsabilidade da Prefeitura ficarão as obras do corredor da Rodovia Augusto Montenegro até o Distrito de Icoaraci, estendendo as obras até a área portuária, com a construção de um Terminal Intermodal, e do corredor da Avenida Almirante Barroso até o Ver- o-Peso.
O projeto a ser apresentado contém os seguintes pontos: Extensão dos percursos até o centro de Belém e a orla de Icoaraci, com faixas preferenciais, conforme itinerário definido no Projeto Ação Metrópole; construção do Terminal Intermodal em Icoaraci; revisão das Estações de Integração da Avenida Augusto Montenegro; observância dos pontos de parada de acordo com os polos geradores de tráfego; soluções geométricas de ultrapassagem nos pontos de parada dos corredores, sem comprometimento da capacidade da via (pista e faixas) para tráfego geral; soluções de embarque e desembarque de passageiros em nível nos pontos de parada, com pagamento antecipado da tarifa, incluindo os trechos do centro de Belém e de Icoaraci; padronização dos ônibus com as mesmas especificações técnicas, previstas no “Ação Metrópole” (O NGTM propõe a utilização de veículos articulados e não biarticulados); supressão dos terminais de integração previstos para o Entroncamento e São Braz, e manutenção da ciclovia no canteiro central da Avenida Almirante Barroso.

Texto:
Manuela Viana-Ação Metrópole

Engenheiro Eduardo
Carneiro assume a
Secretaria de Transportes

O engenheiro civil Eduardo Carneiro é o novo titular da Secretaria de Estado de Transportes (Setran). O então secretário adjunto substitui Francisco Melo, que deixou o cargo para retomar o mandato de deputado estadual na Assembleia Legislativa. Neste 15 meses sob o comando de Francisco Melo, a Setran resturou 33 quilômetros da rodovia Alça Viária e construiu a rodovia Perna-Sul que liga a região metropolitana de Belém aos municípios de Acará, Concordia do Pará, Bujarú e Tomé-Açu.
Outras rodovias como a PA-279, de Xinguara a Tucumã, no sul do Pará, estão sendo recuperadas. A PA-287, entre Redenção e Conceição do Araguaia, também será recuperada, a partir de maio deste ano. As rodovias de São João do Araguaia e Palestina do Pará foram concluídas e estão prontas para serem inauguradas pelo governador Simão Jatene.

Texto:
Dinan Laredo-Setran

Sema é destaque em
Fórum de Educação Ambiental

Um grupo de técnicos da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) participou do 7º Fórum Brasileiro de Educação Ambiental com o painel “A Educação Ambiental como Instrumento Estratégico no Processo de Habilitação e Descentralização de Gestão Ambiental no Pará", fazendo um Recorte do Programa Municípios Verdes, em Salvador, na Bahia.
A exposição do panorama sob a ótica paraense chamou a atenção de diversos participantes, que mostraram interesse em replicar as experiências bem sucedidas dos técnicos na área ambiental, em especial o estímulo à capacitação dos técnicos municipais, estratégia utilizada pela Sema para fortalecer a relação com os municípios e o envolvimento da sociedade civil e o ensino formal com o tema. O Fórum, criado para estimular a discussão sobre educação ambiental, também serviu de ponto de encontro sobre temas da Rio + 20 e o êxito da apresentação dos técnicos da Sema repercutiu na proposta de Belém ser a próxima sede do 8º Fórum Brasileiro de Educação Ambiental.

Imetropará vai fiscalizar
coletes usados por
mototaxistas

O Instituto de Metrologia do Pará (Imetropará) vai fiscalizar, até o final do ano, se os coletes de segurança disponíveis no mercado têm a certificação do Inmetro. O uso do produto pelos mototaxistas e motoboys está regulamentado através de resolução do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). A resolução, no entanto, determina apenas a presença e localização das faixas reflexivas no colete e não o modelo do mesmo.
Atualmente, não há fabricantes certificados no Pará. Em todo o país, há 13 fornecedores cadastrados junto ao Inmetro, mas por serem de outros Estados, seus produtos chegam aqui custando em média R$ 350,00. “Essa certificação é feita pelo Inmetro, que inclusive faz análise em laboratório do modelo fabricado. Ao Imetropará cabe a verificação da presença do selo do Inmetro, que é a garantia de que o produto foi testado”, explicou Luiziel Guedes, presidente do órgão.
Essas informações foram dadas durante reunião realizada na manhã desta terça-feira, 3, na sede do Imetropará, com presença de Raimundo Nonato, presidente da Federação de Mototaxistas. Ele foi até o órgão em busca de orientações sobre o que deve ser observado na hora de se adquirir os coletes.
Nonato explicou que um fabricante de Marabá já se interessou em produzir os coletes dentro das normas exigidas. Um colete produzido aqui custa em torno de R$ 160,00. “É importante que todas as empresas do Estado se certifiquem junto ao Inmetro, pois isso garantirá geração de emprego e renda ao Estado e um produto mais barato para os mototaxistas”, disse Guedes.
Outro assunto discutido foi a implantação dos motocímetros, que vão registrar o valor da corrida. No entanto, esse instrumento ainda está sob estudos do Inmetro. A maior dificuldade são os diversos fatores a serem levados em conta no ensaio em laboratório, como a trepidação da moto, o tipo de aro usado pelo veículo e as mudanças climáticas a que o aparelho fica exposto. De acordo com dados da Federação, no Pará há 36 mil mototaxistas em atividade, 6 mil deles em Belém. O Imetropará vai preparar um documento com as orientações para a categoria.

Texto:
Adaucto Couto-Imetropará

Produção de laranja
paraense
desperta interesse
de indústria alemã

Empresários de indústrias de sucos biodinâmicos da Alemanha demonstraram interesse em comprar a produção de laranja do município de Capitão Poço, nordeste do estado. A negociação para a comercialização está acontecendo com a intervenção da Empresa de Assistência e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater). A expectativa é que a comercialização aconteça já para a próxima safra.
Capitão Poço, que responde pela maior produção de laranja do Norte do Brasil, tem uma área plantada de 12 mil hectares, com pelo menos mil agricultores dedicados à cultura, e já exporta a produção do cítrico para indústrias de sucos de São Paulo e outros estados do País. Referência em produção de laranja orgânica no Pará, o município recomeçou o processo de certificação anual dos produtores, 70% deles, agricultores familiares.
A lavoura de laranja que está em constate expansão em Capitão Poço, registrando crescimento entre 5% a 10% anualmente, deve atingir este ano a produção de 180 mil toneladas do fruto. Apesar da concentração de safra se dar somente entre setembro a dezembro, a colheita da laranja acontece ainda entre março e abril, chamado de colheita temporã. A produção nesse período deve atingir 60 mil toneladas, 30% maior que no mesmo período do ano passado.
Segundo Jerry Dennys Siqueira, engenheiro agrônomo da Emater, alguns fatores contribuem para o sucesso da produção do cítrico em Capitão Poço, como o trato no laranjal aliado a práticas de manejo que estimulam a produção, mas especialmente pelo fator climático. “A região se caracteriza pelo amplo período de brilho solar, o que permite a planta estar em processo de metabolismo constante”, explicou.
Responsável pela assistência técnica no município, a Emater acompanha os agricultores desde o plantio no campo, o controle de pragas e doenças até a comercialização. Alguns agricultores já comercializam a safra com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Hoje a tonelada de laranja está sendo comercializada a 350 reais.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater

Coletiva divulga balanço da
Operação Sentinela
do Norte IV

O superintendente do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), André Cunha; o sub-comandante Geral da PM, Coronel Walcy; e o comandante de Missões Especiais, coronel Saraiva, concederão entrevista coletiva à imprensa nesta terça-feira, 3, às 17h, para apresentar o balanço da Operação Sentinela do Norte IV, na sede do Comando Geral da Policia Militar.
A operação foi desencadeada pelo Sistema de Segurança Pública do Pará (Segup) na manhã desta terça, com o objetivo de realizar revista rigorosa nas penitenciárias do Pará para detectar a presença de celulares, armas, entorpecentes, estoques e outros materiais proibidos por lei, além de prevenir motim ou rebelião.
A “Sentinela IV” iniciou na semana passada com revistas nas Centrais de Triagem da Cremação, Cidade Nova, Centro de Recuperação Anastácio das Neves, localizado no Polo Penitenciário de Santa Izabel; e nas unidades do Interior – Centro de Recuperação de Santarém, Cametá, Redenção, Altamira, Itaiutuba e Salinas.
As revistas são realizadas de maneira simultânea em seis unidades prisionais da Região Metropolitana de Belém (RMB) – Centro de Recuperação Feminino, Centro de Recuperação do Coqueiro, localizados no município de Ananindeua; Presídio Estadual Metropolitano I, em Marituba; Centro de Recuperação Penitenciário do Pará I, II e III, localizados no Polo Penitenciário de Santa Izabel; e em duas unidades do interior – Paragominas e Tomé-Açu. A operação conta com 260 agentes penitenciários e 256 Policiais Militares do Comando de Missões Especiais (CME), da Ronda Tática Metropolitana (ROTAM) e Batalhão Penitenciário (BPOP).

Feriado no São José Liberto

Em decisão tomada pela direção do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama) e pelos produtores de joias e artesanato, o Espaço São José Liberto não funcionará no feriado da Semana Santa. O Espaço será fechado ao público na sexta-feira (6), no sábado (7) e no domingo de Páscoa (8), só reabrindo para compras e visitação na terça-feira (10), no horário normal, das 09 às 19 horas.

Seop abre quatro
licitações em Santarém

A Secretaria de Estado de Obras (Seop) abriu, nesta terça-feira, 3, quatro licitações no município de em Santarém, destinadas à reforma e ampliação da Câmara Municipal, construção da Unidade de Polícia Integrada (UPI) no bairro Nova República, e construção de dois barracões para as agremiações folclóricas Tucuxi e Cor-de-rosa, na Vila de Alter do Chão. Também será licitada a conclusão da sede do IML de Itaituba.
Segundo o titular da Seop, Joaquim Passarinho, o valor total das quatro licitações é de R$ 3,5 milhões. Após a abertura dos processos, Passarinho aproveitou para fazer uma visita técnica a algumas obras sob a responsabilidade da Seop, como a construção do bloco cirúrgico do Hospital Municipal de Belterra e a sede do Serviço de Atendimento ao Cidadão (Saci), que abrigará a Casa do Trabalhador, postos do Departamento de Trânsito (Detran) e do Banco do Cidadão, cuja conclusão está prevista para o fim deste mês.
O Saci é uma das obras que estavam paradas e foram retomadas pela Seop. Os trabalhos foram iniciados ainda no primeiro governo de Simão Jatene, em março de 2006, mas foram interrompidos na gestão passada. Passarinho também deverá visitar as Unidades Integradas de Polícia em Mojuí dos Campos e Alter do Chão, que estão sendo construídas pela Seop, somando um investimento superior a R$ 1,6 milhão.
No dia 20 de abril, a Seop vai abrir novas licitações em Santarém, desta vez para o Programa Asfalto na Cidade. Estão previstas obras de pavimentação na rodovia Santarém-Curuá-Una (PA-370) e também nos municípios de Óbidos, Faro e Terra Santa, totalizando RS 4,5 milhões em investimentos do Governo do Estado.

Texto:
Clara Costa-Seop

Hemopa funcionará
parcialmente na
Semana Santa

A Fundação Hemopa convoca doadores voluntários para que façam sua coleta de sangue antes de se deslocarem da capital para outros destinos para aproveitar o feriado da Semana Santa. Na quinta-feira, 5, o serviço de coleta funcionará de 7h30 as 13h. Na sexta, não haverá coleta. Já no sábado, as doações serão feitas de 7h30 as 15h. Vale ressaltar, no entanto, que o atendimento transfusional funcionará normalmente, ou seja, 24 horas.
Normalmente em feriado prolongados, a hemorrede brasileira sente os efeitos da queda no número de doações de sangue. No Pará, a redução varia entre 15% e 30%. Porém, a demanda por transfusões é inversamente proporcional e costuma crescer bastante nesses períodos. Por isso, a gerente interina de Captação de Doadores, Lilian Buth, sugere aos que vão passar a Páscoa no interior que façam suas doações onde houver unidades do Hemopa, como é o caso dos municípios de Marabá, Castanhal, Santarém, Altamira, Abaetetuba, Tucuruí, Redenção e Capanema. Lílian também enfatiza que o atendimento médico para pacientes hematológicos só se dará até esta quarta-feira, 4, retornando à normalidade a partir da segunda-feira, dia 9”.
Quem pode doar sangue: Candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos; peso acima de 50 kg. É necessário apresentar documento de identidade original e com foto, além disso também recomenda-se que o indivíduo esteja alimentado. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou  mulher  saudáveis na faixa de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto
Serviço: O Hemopa espera por você na Travessa Pe. Eutíquio, 2109. Maiores informações: 0800 280 8118

Texto:
Vera Rojas-Hemopa

Prédio do Arquivo Público
do Estado será tema de
oficina de fotografia

Cravado no centro do Comércio, em Belém, o prédio que o Arquivo Público do Estado do Pará (Apep) ocupa desde 1901 é, juntamente com o acervo de aproximadamente quatro milhões de documentos, uma das preciosidades históricas sob a guarda da instituição.
Agora, como parte das comemorações dos 111 anos do Arquivo Público e uma forma de valorizar este importante legado arquitetônico que resiste como tantos outros no centro histórico de Belém, o fotógrafo Bob Menezes ministrará, no próximo dia 13 de abril, uma oficina de fotografia que terá como tema o prédio do Arquivo Público do Estado do Pará.
A história da sede do Arquivo Público data de bem antes da fundação da instituição, sendo a sua construção ainda de meados do século XIX. Antes de ser adaptado para tornar-se Biblioteca e Arquivo Público no governo Lauro Sodré, o prédio abrigou o Banco Comercial do Pará.
Com todo esse rico passado histórico nas suas paredes de pedra, o objetivo da oficina é registrar os vários espaços do Arquivo Público, internos e externos, utilizando como suporte principal a fotografia digital. O material que for produzido será exposto no salão do Arquivo Público durante a semana do aniversário.
A oficina será oferecida para adolescentes do ensino fundamental e médio a partir dos 15 anos de idade. Os interessados poderão se inscrever enviando e-mail para o endereço arqpep.comunicacao@gmail.com, com nome completo, endereço, data de nascimento, telefone para contato e escola onde estuda.

Texto:
Antonio Pacheco Neto-Secult

Seduc abre novo período
de matrícula a partir
do dia 9 deste mês

Os alunos que perderem a pré-matrícula poderão ter uma nova oportunidade de ingressar na rede pública, no período de 9 a 13 de abril, desta vez nas escolas que ainda apresentarem vagas. De acordo com o balanço da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) cerca de 100 mil vagas ainda estão disponíveis nas escolas da rede estadual de ensino do Pará.
Para consultar a disponibilidade de vagas nas escolas, no nível de ensino, na série e no turno desejado, o aluno ou seu responsável pode acessar o portal da Seduc na internet (www.seduc.pa.gov.br) ou pelo número 0800 280 0078. O atendimento telefônico gratuito está disponível de segunda a sexta-feira, de 8h às 20h.
Nesta nova fase do cronograma de matrícula, os alunos deverão se dirigir às escolas que ainda tiverem vagas disponíveis com duas fotos 3x4 e a cópia dos seguintes documentos: identidade, certidão de nascimento, comprovante de residência, histórico ou ressalva e, para os alunos que concluíram a 8ª série, o comprovante de conclusão do Ensino Fundamental.
O cronograma de matrícula 2012 iniciou no dia 17 de fevereiro com a pré-matrícula para as pessoas com deficiência e seguiu até o dia 30 com a rematrícula, remanejamento e transferência dos estudantes da rede. Segundo a coordenação de matrícula da Seduc, foram disponibilizadas aproximadamente 233 mil vagas em todo o Estado.

Texto:
Danielly Gomes-Seduc

Pacientes hematológic
os festejam a Páscoa

Na manhã desta terça-feira, 3, a Fundação Hemopa reúne crianças portadoras de doenças hematológicas atendidas pelo hemocentro para celebrar a Páscoa. Organizada pela Gerência de Serviço Social (Geses), a comemoração se estende até o meio dia e tem a finalidade de promover a integração entre servidores, pacientes e familiares. As crianças participarão de uma série de atividades lúdicas, receberão lanches e também ovos de chocolates, doados por uma empresa parceira do hemocentro.
Dia da Hemofilia
 No dia 17, quando se comemora o Dia Internacional da Hemofilia, a Fundação Hemopa promoverá um ciclo de palestras, no auditório do órgão-sede, em Belém, das 8h às 12h, onde serão abordados assuntos de interesse dos pacientes, entre eles fisioterapia, odontologia e clínica. Também serão organizadas atividades recreativas, sorteio de brindes e distribuição de lanche.

Agricultores de Ourém iniciam
produção de sabão
feito com tucupi

Ainda este mês, vinte famílias da comunidade rural Patauateua, em Ourém, nordeste do Estado, começarão a produzir sabão grosso feito a partir do tucupi. A experiência, que começou em caráter artesanal no ano passado, agora terá o contexto de uma agroindústria, que deve ser inaugurada até o dia 20 de abril. O projeto é uma parceria do escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão (Emater), do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Pará (Sebrae/PA) e da Universidade Federal do Pará (UFPA).
 A agroindústria, que está sendo financiada por uma emenda parlamentar que destinou ao projeto o valor de R$ 50 mil, terá capacidade para processar os cerca de três mil litros de tucupi extraídos por mês pelas mulheres da comunidade, cuja principal fonte de renda é o cultivo e beneficiamento da mandioca. Na Patauateua, as 50 famílias, atendidas pela Emater há mais de 10 anos e quase todas já financiadas pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) mantêm mais de 50 hectares da cultura. O principal subproduto é a farinha: são mais de duas toneladas por semana.
 A ideia de usar o tucupi para fazer sabão grosso surgiu entre os próprios agricultores, que pesquisaram e testaram hipóteses de ampliação de mercado para o consumo. A fórmula atual do sabão está sendo aperfeiçoada sob a consultoria de cientistas da UFPA, de modo a alcançar qualidade química e sanitária para a comercialização em média escala. “Questões mais específicas, como princípios ativos e preços possíveis do quilo do sabão, ainda estão sendo definidas”, diz o chefe do escritório local da Emater, o técnico em agropecuária Valdenor de Oliveira.

Texto:
Aline Miranda-Emater

Grupo In Bust apresenta o
cordel “Fio de Pão” na
Páscoa da Estação

O espetáculo “Fio de Pão” será apresentado pelo grupo In Bust de Teatro com Bonecos neste domingo de Páscoa, 8, no Terminal Fluvial da Estação das Docas. O espetáculo, com entrada franca, inicia a partir das 17h30 abrindo a programação deste mês do Projeto Por-do-Sol, da Organização Social Pará 2000.
“Apresentamos o espetáculo Fio de Pão há 14 anos. É o mais antigo do nosso repertório e foi um dos primeiros que apresentamos na Estação, logo que o Projeto Por-do-Sol foi criado. Apesar da idade, ele se renova a cada apresentação”, declarou a integrante do grupo, Cristina Costa.
O marido nordestino, conhecido como Cego Jurandir - o violeiro, a esposa paraense e o filho do casal são os três personagens que vão narrar para o público que estiver na Estação a lenda da cobra Norato, usando os bonecos populares, fantoches, bonecos de luva de pano e ainda brinquedos de miriti no espetáculo teatral.
A lenda resgata no imaginário popular a história de uma cabocla que, atraída por um cobrão embruxado, dá à luz duas cobras: Norato e Caninana. Os irmãos têm sinas diferentes: Caninana de ser má, enquanto Norato de ter que encontrar alguém que possa desencantá-lo para virar gente.
Serviço:
Grupo In Bust – “Fio de Pão”
Data: 08/04/2012 (Domingo)
Horário: A partir das 17h30
Local: Terminal Fluvial da Estação das Docas
Entrada Franca

Texto:
Isa Arnour -Pará 2000

Dia da Polícia Civil
A Polícia Civil do Pará promove, no próximo dia 10, às 8h30, a tradicional solenidade que comemora o dia dedicado à corporação. A cerimônia acontece no auditório principal da Delegacia-Geral, na Avenida Magalhães Barata, bairro de Nazaré, em Belém. Durante o evento serão entregues a personalidades públicas e servidores da instituição a “Medalha do Mérito Policial Civil”; a “Medalha Evanovich de Investigação Policial” e o “Diploma de Amigo da Polícia”. As honrarias homenageiam personalidades que prestaram contribuições importantes para a Polícia Civil no último ano.


Salário de professor
cresceu 250% em 10 anos

A variação do salário do professor da rede estadual de ensino, nos últimos 10 anos, segundo cálculos da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), foi de 250%, aproximadamente. Em abril de 2002, o vencimento base do professor (com nível superior, em início de carreira) era de R$ 409,54 e passou para R$ 1.458,11, em março de 2012. A remuneração média do magistério no Estado Pará hoje, com base no piso de R$ 1.451, anunciado em fevereiro pelo Ministério da Educação, passa a ser de R$ 4.070, no Pará.
Mesmo com a concessão de abonos, em 2002, o salário do professor em início de carreira era de apenas R$ 1.044,88. Com o novo piso salarial anunciado pelo Ministério da Educação (MEC) em 27 de fevereiro deste ano, a remuneração do professor recém-formado passa para R$ 3.555.
Os recursos para pagamento do Piso Nacional são provenientes do Tesouro Estadual e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). O Governo do Estado incorporou o valor do abono pago com recursos do Fundeb ao vencimento base. Assim, o valor do antigo abono passou a incidir sobre todas as gratificações que compõem a remuneração, como titularidade e escolaridade.
Outra vantagem da incorporação é que nos afastamentos para tratamento de saúde, licença para curso, maternidade, entre outros, o servidor deixava de receber esse valor. Agora, o abono é uma remuneração salarial definitiva, inclusive para fins de aposentadoria e férias.
O aumento salarial para os docentes significa um acréscimo de R$ 11.900.300,00 na folha de pagamento da Seduc. O valor do retroativo referente aos meses de janeiro e fevereiro deste ano, quando o novo valor foi implantado pelo Governo Federal, será pago pelo Estado em três parcelas, a partir do mês de setembro. O montante do retroativo é de R$ 28 milhões.
“Antigamente, não havia perspectiva alguma de carreira para o professor, não tínhamos piso e nosso salário era baseado no salário mínimo. Eu ganhava, para 280 horas, em torno de R$ 1.600,00. Hoje a perspectiva é de melhora com o pagamento do Piso e o PCCR, pois incentiva o professor a se qualificar e isso reflete na qualidade do ensino”, avalia o professor Márcio Moraes, que tem 11 anos de profissão e leciona matemática nas Escolas Estaduais Antônio Moreira Júnior e Márcio Moreira Ayres.
O incentivo, segundo ele, está na diferença que hoje há na remuneração base do professor, - com a efetivação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) - visto que o servidor que possui curso de especialização recebe um vencimento diferenciado do professor com apenas o nível superior e assim sucessivamente. “Antes, não tínhamos bolsa de mestrado, bolsa-doutorado e atualmente o professor é liberado para se qualificar. Eu já fiz duas especializações pela Seduc, uma em Ciências, Educação e Matemática e a outra em Inclusão Científica e isso demonstra uma busca pela qualificação do profissional”, avalia.
Após quase duas décadas de espera, o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração, baseado na Lei 7.442/2010, foi efetivado no dia 15 de setembro de 2011, contemplando professores e técnicos em educação (pedagogos), aposentados e inativos da Seduc. Com ele, 12 níveis de vencimentos passaram a existir, divididos em classes.
A cada três anos de serviço, o vencimento base do professor terá um acréscimo de 0,5% e mais 5% de adicional de tempo de serviço. Outra conquista com o Plano é a “Gratificação Progressiva” – 10% do vencimento para os professores que ingressaram com nível médio e que já têm hoje licenciatura. Essa gratificação chegará a 50% em cinco anos. Ainda para o PCCR foi criada a “Gratificação Risco de Vida” para os docentes da rede estadual, que é de 50%, para aqueles que atuarem dentro da Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe) e Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa).
As gratificações que incidem no salário dos professores correspondem a 10% para especialização; 20% para mestrado; e 30% para doutorado. De acordo com o PCCR, elas estão distribuídas da seguinte forma: os professores do ensino regular têm acréscimos de 10% no vencimento base; os professores que lecionarem para a educação especial têm gratificação de 50%. Já os que lecionarem no interior, por módulos, têm gratificação de 180%. Os que possuem nível superior, têm gratificação de 80% do vencimento.
Para o professor de História da Escola Estadual General Gurjão, Luís Neves, o Governo demonstra compromisso com a qualificação profissional. “Ainda não é o ideal, mas esses aumentos significam uma demonstração de luta da categoria e demonstração por parte do Governo em sinalizar mudanças. A mudança não é baseada apenas na questão salarial, mas em incentivos na qualificação profissional dos professores, melhoria na infraestrutura nas escolas”, pontua.

Texto:
Elyne Santiago-SEPROS

PR anuncia candidato à
prefeitura de Belém em junho
 
Somente no dia 02 de junho, durante a realização  do seu I Encontro Estadual, é que o Partido da República (PR/Pa) vai anunciar o nome do provável candidato que irá concorrer à prefeitura de Belém pela legenda. No último sábado, com a participação de centenas de lideranças dos bairros e dos distritos da capital, o partido realizou, na Assembleia Legislativa do Pará, o seu I Encontro Municipal e voltou a reafirmar a intenção de lançar candidatura própria às próximas eleições, com o deputado federal, Lúcio Vale, sendo apontado como um dos mais cotados para disputar o cargo.
“Se esse for o desejo do partido estou pronto e maduro para concorrer ao pleito”, disse o parlamentar, que enumerou outras lideranças também com potencial para disputar a eleição, como o vice-prefeito de Belém, Anivaldo Vale; o deputado estadual, Celso Sabino; o ex-prefeito de Belém, Augusto Rezende, a empresária Lúcia Penedo, entre outros. “Decisão só teremos mesmo no início de junho após consultarmos toda a base do partido”,  ressaltou Lúcio Vale, entusiasmado com a indicação do seu nome. “Sinto-me preparado porque conheço Belém e sei como buscar recursos para investimentos em nossa cidade”, reforçou.   
O I Encontro Municipal  representou a culminância de uma série de eventos que o diretório municipal vem realizando desde o início do ano, em Belém, para debater temas importantes para o desenvolvimento da cidade a fim de compor  um futuro programa de governo do partido ao próximo pleito, baseado nas demandas das comunidades.  Pré-candidatos a vereador e centenas de lideranças distritais estiveram presentes, assim como representantes da  juventude e do PR Mulher, que lotaram o auditório da Alepa, em clima de festa.
Nas últimas eleições, o PR foi o terceiro partido no Pará a eleger o maior número de prefeitos. Foram 17 no total, além de cerca de 200 vereadores. Este ano, a meta da direção é ampliar esse número, com o lançamento de candidaturas majoritárias em grande parte dos 144 municípios paraenses. Em Belém, na eleição municipal passada, o partido elegeu o vice-prefeito. A intenção agora é dar um passo maior e lançar candidato próprio para concorrer à prefeitura da capital.
O vice-presidente municipal da legenda, Miguel Fortunato informou que o partido tem sido procurado por  outros pré-candidatos  querendo que o PR indique o candidato a vice-prefeito na chapa deles, mas, segundo o dirigente, o partido aposta mesmo é em candidatura própria. “Se o PR pode ser vice deles, por que eles não podem ser vice do PR”, questionou.
De acordo com Lúcio Vale, o partido vai continuar conversando com as lideranças dos bairros e dos distritos de Belém para discutir  propostas à melhoria da cidade. Também serão promovidos encontros voltados à juventude e às mulheres a fim de que sejam construídas propostas direcionadas a esses segmentos. As reuniões também serão levadas a outras regiões do Estado, com a meta de fortalecer o partido e garantir o lançamento de candidaturas a prefeito e vice-prefeito na maioria dos municípios.


Monitores de infocentros
do Navegapará são
capacitados em Itaituba

Durante cinco dias, 21 monitores de infocentros dos municípios de Itaituba e Rurópolis participaram de uma formação técnica e pedagógica para aprimorarem suas atividades desenvolvidas nos Infocentros. A capacitação aconteceu no período de 26 a 31 de março e foi ministrada por técnicos da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e da Empresa de Processamento de Dados do Estado do Pará (Prodepa).
Os monitores receberam treinamento sobre o software livre Linux, instalação de softwares, ferramentas de comunicação e de Educação à Distância (Moodle), tecnologia educacional, além de estudos sobre software livre, história da internet e montagem de servidores. “Tem sido muito bom ser monitor do infocentro. Eu já conheci pessoas novas, já fiz cursos e já aprendi bastante”, destacou Kleberson Souza, monitor do Infocentro Ponto de Cultura de Ouro.
Para Tiago Cardoso, técnico da Prodepa que ministrou alguns módulos da capacitação, vários esforços são necessários para o funcionamento de um infocentro em Itaituba. “São 1.800 km de fibra ótica para levar o sinal de internet até o município. Você anda pela cidade e não encontra uma escola de informática. É aí que o infocentro faz a diferença, pois esses monitores estão sendo capacitados agora para serem multiplicadores desse conhecimento na sua comunidade”, constata.
No sábado, 31, os monitores capacitados reuniram-se com os gestores dos infocentros onde atuam para participarem de um Fórum onde puderam conhecer um pouco mais sobre o Programa Navegapará. A coordenadora do Programa esteve presente no evento e ressaltou a importância do trabalho que vem sendo desenvolvido. “O que foi feito aqui em Itaituba será feito em outros municípios do Estado. Nosso objetivo é melhorar o trabalho desses monitores, o atendimento aos usuários e potencializar o uso das tecnologias em prol da comunidade”, assegurou Monica Braga.
O monitor voluntário do infocentro localizado na Aldeia Kahyhy’p, Lucivaldo Kato, percebeu a utilidade das redes sociais e criou o blog Aldeia Praia do Mangue para divulgar as atividades desenvolvidas na sua comunidade. “Como monitor do infocentro eu aprendi um pouco sobre internet e informática, e queria poder usar isso para ajudar meu povo. Decidi criar um blog para mostrar o que fazemos aqui na aldeia, nossa organização, trabalhos relacionados à saúde e meio-ambiente, além do artesanato que produzimos. Outro dia uma pessoa entrou em contato comigo depois de ver o blog para saber como comprar um dos nossos produtos”, destacou Lucivaldo.
No Fórum, os monitores receberam o certificado da capacitação das mãos de seus gestores e dos técnicos que ministraram o treinamento. Num segundo momento, a programação foi voltada especialmente para os gestores, que aproveitaram parar esclarecer dúvidas e receberam orientações sobre como conduzir o infocentro quando houver a troca de monitores para que eles não fiquem fechados ou não sejam mal utilizados. “Esse encontro com os gestores é muito importante para que eles tenham conhecimentos mínimos sobre as máquinas, software e também sobre como orientar os monitores na solução de problemas técnicos”, ressaltou Tiago Cardoso.
Para as instituições interessadas em desenvolver trabalho semelhante ao que vem ocorrendo em Itaituba e Rurópolis, a Secti lançará, em abril, o edital que selecionará órgãos públicos e entidades do terceiro setor sem fins lucrativos com interesse em implantar infocentros.

Texto:
Raphael Freire-Secti

População terá dois dias
para garantir o
pescado mais barato

O almoço da Semana Santa está garantido para a população paraense. A partir do decreto do Governo do Estado que probiu a saída do pescado do território paraense, a Secretaria de Pesca e Aquicultura do Pará (Sepaq) adotou as demais providências e fechou 20 pontos de venda do pescado e derivados para o consumidor de Belém, Mosqueiro e Outeiro, oito pontos em Ananindeua e em mais de 20 municípios pelo interior do Estado.
As Feiras do Peixe Pra Valer (congelado, peixe vivo, caranguejo e ostra) acontecerão nas próximas quarta e quinta-feira, dias 4 e 5, respectivamente. Só na capital serão 20 pontos de venda de pescado, sendo que em 19 haverá a venda de peixe popular, em cinco de peixe vivo, dois de caranguejo e dois de ostra. Alguns pontos estratégicos como o Centur e o Entroncamento irão ofertar todos os produtos, como peixe popular, peixe vivo, caranguejo e ostra.
O consumidor paraense poderá contar, ainda, no Centur e na Universidade do Estado do Pará (Uepa), na avenida Almirante Barroso, com a oferta de produtos nobres congelados, a exemplo do filé de dourada, filé de pescada amarela, bacalhau e camarão. A capital ficará com o recorde de peixes oferecidos para comercialização no Estado. Ao todo, serão mais de 100 toneladas só em Belém.
Pela primeira vez a ação da Semana Santa contará com o apoio das instituições de ensino, como a Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) e Instituto Federal de Educação Tecnológica do Pará (IFPA), com a disponibilização dos alunos dos cursos para auxiliarem na organização da feira.
Dos oito pontos de venda em Ananindeua, o caranguejo a R$ 1 será ofertado na feira da Jaderlândia. No Ginásio do Abacatão serão comercializados todos os tipos de produtos: peixes congelados, peixes populares, peixe vivo, caranguejo e ostras (R$ 8 a dúzia). No município, serão mais de 12 toneladas de pescado disponibilizadas para comercialização.
O peixe vivo será ofertado tanto em Belém quanto em Ananindeua por R$ 8,50 por quilo. A espécie será o Tambaqui. As feiras acontecem nos dias 4 e 5 de abril em Belém, Ananindeua e mais 26 municípios, das 8h às 17h (ou até quando acabar o estoque), com exceção do ponto da Ceasa, em Belém, que tradicionalmente funciona de madrugada.
Pontos de venda na Região Metropolitana (Belém, Ananindeua e Marituba) por bairros:
Feira do Peixe Popular
Pedreira
Escola Salesiana do Trabalho - Av. Pedro Miranda, 2403
Condor
CTBel - Av. Bernardo Sayão, 2072
Guamá
UFPA - Rua Augusto Corrêa (2° portão)
Terra Firme
Ufra - Av. Tancredo Neves, 2501 (portão principal)
Nazaré
Centur - Av. Gentil Bittencourt c/ Tv. Rui Barbosa
Cidade Velha
Rua Osvaldo de Caldas Brito c/ Bernardo Sayão
Telégrafo
Curro Velho - Rua Nelson Ribeiro, 287, próx. à Djalma Dutra
Sede da Escola de Samba A Grande Família - Rua Curuçá, 746
Marco
Uepa - Av. Almirante Barroso c/ Perebebuí
Entroncamento
Parque de Exposições - Av. Almirante Barroso
Mangueirão
Estacionamento do Estádio
Pratinha
Em frente ao Ciaba - Rod. Arthur Bernardes, 245
Tapanã
Conjunto Cordeiro de Farias - Praça Zoé Gueiros
Tenoné
Associação dos Moradores do Bela Manoela - Alacid Nunes c/ Travessa 4
Icoaraci
8 de Maio c/ Aug. Montenegro, próximo à Igreja Nª Sª de Fátima
Paracuri - Rua Juvêncio Sarmento c/ Soledade (Liceu R. Cardoso)
Outeiro
Brasília - BL 10, na curva da Brasília
São João do Outeiro - Conceição c/ Manoel Barata (Escola-Bosque)
Mosqueiro
Baía do Sol - Salmo 29, Vila Nova (entre Beira Mar e BL 13)
Guanabara
Rua 19 de Março, nº 05
Jaderlândia
Rua B esquina com a Tancredo Neves
Cidade Nova 6
Feira na WE 80 c/ SN 21
Paar
Rua Rio Solimões, s/nº
Águas Lindas
Rua Oswaldo Cruz, s/nº
Icuí Guajará
Rua Jovelino Carneiro, nº 19
Júlia Seffer
Rua 11, nº 25
Marituba
BR-316, na Praça do Menino-Deus
Ceasa
Estacionamento da Ceasa
Cidade Nova 7
Ginásio Abacatão - Av. Arterial 18
Caranguejos
Nazaré
Centur - Av. Gentil Bittencourt c/ Tv. Rui Barbosa
Entroncamento
Parque de Exposições - Av. Almirante Barroso
Cidade Nova 7
Ginásio Abacatão - Av. Arterial 18
Jaderlândia
Rua B esquina com a Tancredo Neves
Ostras
Nazaré
Centur - Av. Gentil Bittencourt c/ Tv. Rui Barbosa
Entroncamento
Parque de Exposições - Av. Almirante Barroso
Cidade Nova 7
Ginásio Abacatão - Av. Arterial 18

Texto:
Sérgio Noronha-Sepaq

Estado renova convênio
para levar sinal do
Navegapará a mais
de 2 milhões de pessoas

Foi prorrogado por mais cinco anos o Convênio de Cooperação Técnica e Financeira entre o Governo do Estado e a Eletronorte, para continuidade e ampliação do Programa Navegapará. Além de levar internet de alta velocidade para mais de dois milhões de pessoas no interior do Estado, o acordo prevê que o Programa se amplie para atender demandas dos órgãos públicos estaduais nos diversos municípios paraenses.
O Termo Aditivo do convênio foi assinado pelo governador de Estado em exercício, Helenilson Pontes, no dia 30 de março, e publicado no Diário Oficial nesta segunda-feira (2). O documento prevê que a infraestrutura de rede de telecomunicações será ampliada, proporcionando, por exemplo, o aumento de 100 vezes, no mínimo, na velocidade da internet dos órgãos públicos, a redução dos gastos do governo com serviços de telefonia e transporte de pessoal, a ampliação da oferta de iniciativas estaduais voltadas à educação a distância, videoconferências e telemedicina, entre outros.
A atual fase do Navegapará é marcada por uma reformulação no modo como o programa tem sido gerido e executado. Representantes dos diversos órgãos estaduais que compõem a Comissão dos Sistemas de Informação e Telecomunicações do Estado (Cosit) aprovaram em janeiro deste ano a resolução que trata da nova concepção do Navegapará, envolvendo as modalidades de gestão, formas de parcerias e o uso dos serviços públicos de infocentros.
Pela regulamentação, os infocentros do Navegapará serão instalados a partir de editais de fluxo contínuo para seleção de propostas de apoio à inclusão digital. Os Editais serão abertos em função de três modalidades distintas de parcerias: a) Modalidade 1 (Link de internet); b) Modalidade 2 (Link de internet e computadores); c) Modalidade 3 (Link de internet, computadores e bolsistas monitores). Esta última já vigora atualmente, contemplando 186 infocentros já implantados.
O titular da Secti, Alex Fiúza de Mello, justificou a importância de se definir uma política de regulamentação do programa. “Apesar de estar consolidado, na prática, como uma política de Estado, o Navegapará ainda não está regulamentado. Os infocentros existentes foram abertos sem os termos de compromisso necessários e sem editais públicos, o que vem ocasionando diversos problemas para o Estado e para as comunidades atendidas”, disse o secretário.
Em abril, será lançado um edital para selecionar prefeituras e instituições do terceiro setor sem fins lucrativos interessadas em instalarem infocentros em seus municípios a partir da concessão de links de internet (Edital Modalidade 1).

Texto:
Ana Carolina Pimenta-Secti

Sema dá orientações de
cultivo a agricultores
da APA Araguaia

Uma equipe técnica da gerência do Parque Estadual Serra das Andorinhas e Área de Preservação Ambiental Araguaia percorreu as propriedades localizadas na região da Ilha de Campo, interior da APA, para fazer um levantamento da cadeia produtiva dos agricultores da região. Doze famílias que exercem atividades de horticultura e fruticultura receberam orientações de aperfeiçoamento de cultivo da cultura branca (produção de grãos e tubérculos) e direcionamento para que os produtos cultivados possam ser comercializados e, assim, complementar a renda mensal.
O coordenador do programa de Desenvolvimento e Valorização das Comunidades Locais, Evânio Cunha, explicou que o foco do trabalho é a APA Araguaia, onde cerca de 80% dos agricultores visitados cultivam horta familiar. “A região possui terra agricultável. Precisamos incentivar a cultura branca para complementar a renda das famílias sem prejudicar o meio ambiente”, aconselhou. Segundo Evânio, a produção da cultura branca auxilia na alimentação dos animais que os moradores criam para gerar renda.
Os agricultores foram orientados a procurar o escritório da gerência do Parque para firmar parceria e aperfeiçoar a produção e comercialização dos produtos oriundos da APA Araguaia. Os alimentos escoados para a sede urbana do município serão vendidos nos postos do Programa de Aquisição de Alimentos do Governo Federal (PAA).
A visita técnica também teve objetivo de atualizar o banco de dados da gerência sobre o perfil socioeconômico dos agricultores locais. Os dados colhidos servirão de base para a elaboração de um diagnóstico sobre a população dessa área. Para o gerente do Parque Serra das Andorinhas e da APA Araguaia, Abel Pojo, a atividade contribui para a gestão da Unidade de Conservação. “Com esse diagnóstico em mãos podemos desenvolver estratégia para construir um plano de ação e estimular o fomento das atividades agrossustentáveis na APA Araguaia”, avaliou o gerente.

Texto:
Káthia Oliveira-Sema

Agricultores de Augusto
Corrêa fornecerão
alimentos para entidades sociais

Até o final do mês de abril, 20 agricultores de 10 comunidades de Augusto Corrêa, na região do Salgado, firmarão parceria com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para fornecer, durante um ano, mais de 10 toneladas de alimentos para abrigos, creches, hospitais e outras entidades de assistência social pública.
Será a primeira vez em que agricultores familiares do município assinarão contrato pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). A iniciativa é coordenada pelo escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), com o apoio da Secretaria Municipal de Trabalho e Promoção Social (Semteps), da Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca (Semape) e do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR).
Os agricultores são atendidos pela Emater há quatro anos em média. Eles assinarão contratos individuais para fornecer cerca de meia tonelada, cada família, de hortaliças (cheiro-verde, feijão-de-metro e couve); frutas (melancia, banana e laranja) e farinha d’água e de tapioca. A prefeitura vai disponibilizar um veículo para recolher a produção nas propriedades, resolvendo o imbróglio do escoamento, que muitas vezes até impede a comercialização para pequenos produtores.
Para o engenheiro de pesca e mestre em desenvolvimento e meio ambiente, Robson Nascimento, chefe do escritório local da Emater, a inclusão dos agricultores no Programa de Aquisição de Alimentos reforça uma das principais propostas da assistência técnica rural em Augusto Corrêa, que é a organização social.
“Um dos esforços da Emater é ajudar na constituição e funcionamento de associações e cooperativas. Juntos, os agricultores podem negociar contratos melhores, barganhar a aquisição de insumos e aperfeiçoar, via troca de conhecimentos, os sistemas de produção”, diz. Além disso, completa ele, contratos de mercados governamentais – como o PAA e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) - estimulam a diversificação da produção, desfazendo resistências culturais que limitam os agricultores a uma ou outra atividade.

Texto:
Aline Miranda-Emater

Defensoria Pública realizará
casamento comunitário
dia 19 de maio

Dia 19 de maio, data em que é comemorado o Dia do Defensor Público, a Defensoria Pública do Estado do Pará abre 50 inscrições para a celebração de um casamento comunitário a ser realizado no Hangar - Centro de Convenções da Amazônia. Em parceria com o cartório privativo de casamentos do fórum cível, a celebração está prevista para acontecer às 14h.
Os casais interessados devem procurar a assessora de gabinete da Defensoria Pública, Defensora Rossana Parente Souza, no prédio-sede da instituição localizado na travessa Padre Prudêncio no 6º andar. A documentação poderá ser entregue até o dia 5 de abril. Mais Informações no link:http://www.defensoria.pa.gov.br/noticia_detalhe.php?ID=2101, ou no fone: 3201-2713.


Texto:
Gilla Aguiar-Defensoria Pública

Crianças da Comunidade
São José são atendidas
pela Caravana Pro Paz






A comunidade de São José, no bairro Cidade Nova II, distante cerca de quatro quilômetros da sede do município de Breves, recebeu na manhã desta segunda feira, 2, os serviços de saúde oferecidos na Caravana Pro Paz Presença Viva no Marajó. Foram ofertadas consultas medicas (pediatria, ginecologia e clínica geral), além dos serviços de verificação da pressão e dosagem glicêmica e exame Preventivo do Câncer de Colo de Útero (PCCU).
Maria Ferreira de Souza, conhecida na comunidade como “Maria Puxadeira”, 52 anos, já ajudou muitas crianças nascerem. Parteira de profissão, ela aproveitou a presença da Caravana Pro Paz em Breves e levou os dois filhos e três netos para consulta no pediatra. A ação também foi a oportunidade que ela teve de confirmar o quadro de hipertensão. “Quando me irrito me dá uma fraqueza nas pernas. As vezes sinto tontura também”, relatou. As crianças receberam o diagnóstico e a medicação prescrita pelo medico foi obtida na farmácia da caravana. Dona Maria foi encaminhada para fazer um eletrocardiograma e também recebeu a medicação indicada para o seu caso.
A demanda infantil na comunidade ultrapassou os 70 atendimentos previstos. Segundo o pediatra Anderson Kretschmer, as ocorrências mais frequentes nas crianças foi a falta de vitaminas no organismo (hipovitaminose), anemia ferropriva (deficiência de ferro) e verminose (helmintíase). Foram registrados também alguns casos de hepatites e os pacientes foram encaminhados para exame de sangue com sorologia para a doença. Na casa de dona Maria das Graças da Silva Farias, 62 anos, todo mundo acordou cedo para ir ao médico. A filha, Célis Teresinha da Silva, 40 anos, levou os oito filhos para a consulta ao pediatra. Ela e a mãe foram atendidas pelo clínico geral.
A ação na comunidade é uma parceria entre a Caravana Pro Paz Presença Viva e o Movimento de Renovação Carismática do Brasil, que atua na comunidade São José desde 2008, por intermédio do projeto Anjos da Guarda. O projeto atende 50 famílias e mais de 200 crianças fazem parte das atividades, voltadas para a assistência social e a educação católica.
O movimento chegou em Breves a pedido do Bispo do Marajó, Dom José Luiz Azcona, diante da situação de carência em que se encontrava a comunidade. Segundo Pamela Rodrigues dos Santos, missionária que atua na região desde 2010, o projeto oferece assistência médica, social e profissional. As mães e adolescentes recebem cursos profissionalizantes que estimulam a geração de renda, como forma de afastá-las da situação de risco social. A oficina acontecem no espaço chamado “Anjo das Artes”. “Quando é necessário, pagamos a consulta e compramos o remédio. As mães e meninas também são capacitadas em oficinas de artesanato, que garantem uma fonte de renda para as famílias”, explica.
O projeto “Anjos da Guarda”, que também atende comunidades carentes no município de Afuá, representou o Pará no Prêmio Anu 2012, uma premiação oferecida pela Central Única das Favelas (Cufa), que tem como principal objetivo destacar as ações desenvolvidas dentro das favelas, em todo o território nacional, que contribuam para o desenvolvimento humano e social desses espaços.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom

Emater orienta na
produção de milho
em Cumaru do Norte

Agricultores familiares de Cumaru do Norte, no sul do Estado, estão sendo orientados pela Empresa de Assistência Técnica de Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), para a diversificação da produção. O município, tradicionalmente conhecido pelo desenvolvimento da bovinocultura, começou a desenvolver projetos que integram lavoura e pecuária. Um financiamento do Programa Nacional da Agricultura Familiar (Pronaf B) contemplou quatro famílias do Projeto de Assentamento  João Lanário do Val.
O investimento, superior a 83 mil reais, será aplicado na compra de máquinas e equipamentos, que mecanizarão durante os dois primeiros anos a produção de milho, pastagem e a produção de silagem, alimento volumoso que na época da seca pode substituir o pasto, fabricado à base de milho.
O agricultor Welinton Lourenço, que tem a economia familiar baseada na produção leiteira, disse que a produção do milho vai diminuir em pelo menos 50% os gastos com a alimentação do rebanho, além de trazer retorno financeiro com a comercialização da produção excedente que já tem mercado garantido. A expectativa é que a produção atinja 90 sacos por hectare, acima da média do município.
Segundo Leandro Gomes, técnico em agropecuária da Emater, a ideia é fazer com que o agricultor produza a própria matéria prima para a alimentação do gado, que hoje precisa ser importada de outros municípios, onerando muito os preços com a ração. A Emater, que está presente em Cumaru do Norte, a pouco mais de um ano, vem orientado os agricultores com a análise de solo para o plantio até a colheita, além de promover o melhoramento genético do rebanho.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater

Jica apoia a implantação
de sistemas
agroflorestais no Pará




A Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica - sigla em inglês) está interessada em promover a difusão dos Sistemas Agroflorestais (Siafs) e de agentes agroflorestais no Pará, a partir de tecnologia desenvolvida por descendentes de japoneses no município de Tomé-Açu. O representante da Jica no Brasil, Chiaki Kobayashi, junto com representantes da Universidade de Agricultura e Tecnologia de Tokyo, reuniram-se com a secretária adjunta da Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri), na manhã desta segunda-feira (2), para tratar do assunto.
A Jica, a Universidade de Tokyo, a Embrapa e a Sagri vão desenvolver um projeto piloto para demonstrar a eficiência dos Sistemas Agroflorestais e de formação de agentes agroflorestais, com o objetivo de promover a certificação dos produtos dos Siafs. “O projeto vai desde o acesso produtivo até a certificação do produto. E isso é importante na medida em que agrega valor econômico à nossa produção”, avaliou a secretária adjunta, Eliana Zacca, complementando que o projeto “ vai validar os sistemas de produção e também avançar no processo de certificação, que é uma coisa em que nós somos muito incipientes ainda. Isso nos permitirá transformar essa experiência numa política pública”.
Segundo Kobayashi, a reunião “foi muito útil para começar essa colaboração com a Sagri”. Ele reconhece que os sistemas agroflorestais desenvolvidos por nipobrasileiros tiveram uma grande colaboração dos brasileiros que os estão implantando. “A Jica está à disposição para apoiar esses projetos”, garantiu.
Também participaram do encontro os professores da Universidade de Tokyo, Helio Makoto Uemura e Takushi Sato; a coordenadora Sênior de Cooperação Internacional da Jica, Imao Hiroko e o coordenador de Comunidades da Jica e intérprete, Masaru Yurizawa.

Texto:
Raimundo Sena-Sagri

Uepa divulga resultado
do Programa de Iniciação
Científica para o Ensino Médio

A Universidade do Estado do Pará (Uepa) divulgou nesta segunda-feira (2) o resultado final da seleção do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica – Ensino Médio (PIBIC-EM)/CNPq. Foram aprovadas propostas para a capital e para os municípios de Tucuruí, Santarém, Igarapé-Açu, Redenção e Conceição do Araguaia. A relação contendo os projetos selecionados está disponível no www.uepa.br.
O Pibic na categoria Ensino Médio tem o objetivo de despertar a vocação científica e incentivar talentos potenciais entre estudantes do Ensino Médio e Profissional em escolas públicas do Estado do Pará. Os bolsistas serão orientados por docentes, coordenadores, técnicos ou participantes de projetos de pesquisa registrados na instituição, e o Programa será administrado pela Diretoria de Pesquisa da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp) da Universidade. A bolsa é no valor de R$ 100,00.

Sistema permite controle
e transparência das
obras executadas no Estado

Foi publicada nesta segunda-feira (2), no Diário Oficial do Estado, a implantação do “Sistema Obras Pará”, um instrumento de monitoramento, gestão e acompanhamento das obras executadas no estado. A ferramenta disponibilizará informações sobre a quantidade, cronograma, andamento dos trabalhos e os municípios beneficiados. Por enquanto apenas os órgãos da administração pública cadastrados podem acessar o sistema. Em breve a população paraense também poderá consultar as informações.
O Sistema, em fase experimental desde o começo de março, dará transparência para as ações na área de infraestrutura no Pará, permitindo acesso online imediato às informações em qualquer lugar do mundo. “Os dados sobre as obras disponibilizados no sistema poderão ser acessados através da internet. É um instrumento importante de gestão, pois permite tanto ao governo quanto aos cidadãos o conhecimento das ações do estado relativas à infraestrutura”, explica Anderson Goes, gerente de tecnologia e inovação da Empresa de Processamento de Dados do Pará (Prodepa), responsável pelo desenvolvimento e manutenção do sistema.
Por enquanto técnicos da Secretaria Especial de Infraestrutura e Logística para o Desenvolvimento Sustentável (Seinfra), responsável pela gestão do sistema, e da Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop) já receberam treinamento para a utilização do “Obras Pará”. O treinamento será estendido para os demais órgãos e entidades da administração pública estadual, responsáveis pela alimentação mensal do sistema, que deve ser feito até o final do quinto dia útil do mês.
O processo de compilação das informações começa com a transferência automática de todas as informações do Sistema Integrado de Administração Financeira para Estados e Municípios (Siafem/PA) para o Obras Pará. A partir disto as secretarias e órgãos poderão fazer a atualização das informações, como mudanças de datas, andamento e fotos das obras. Com os dados atualizados e organizados o Sistema gera relatórios imediatos sobre as obras cadastradas.
Durante o evento de lançamento do Sistema, no dia 2 de março deste ano, Sérgio Leão, titular da Seinfra, ressaltou que, para o sistema funcionar, é fundamental o treinamento e o empenho das equipes de cada órgão, já que precisará ser alimentado continuamente, com informações atualizadas sobre os contratos, que incluem listagem geral das obras, órgão executor, localização, valor atualizado - incluindo os aditivos - e prazo de execução. “Esse sistema dá uma visualização, uma percepção perfeita de onde o Estado está presente e onde ele não está, e assim o governo pode redirecionar as políticas públicas para as regiões mais carentes, menos assistidas. É uma ferramenta extremamente importante para o planejamento e a comunicação das nossas ações”.

Texto:
Julia Garcia-Secom

Sema leva o projeto "Lazer
Consciente" a Algodoal
na Semana Santa

Com a aproximação da Semana Santa, a Gerência da Área de Preservação Ambiental (APA) de Algodoal – Maiandeua, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) irá realizar, de 4 a 9 de abril, mais uma edição do projeto "Lazer Consciente". Criado há quatro anos, o projeto dissemina, entre moradores e visitantes da APA, a importância de não alterar o ecossistema ao se visitar o local e a responsabilidade que cada um tem em cuidar e zelar pela conservação desse espaço.
Segundo a gerente da APA, Adriana Maués, o evento proporciona uma aproximação da equipe gestora da Unidade de Conservação com a comunidade e com os turistas. Durante a ação haverá exposições sobre a gestão, distribuição de brindes ecológicos e opções de lazer e recreação, como atividades de turismo de aventura com o apoio do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA). O momento também é oportuno para receber e apurar denúncias de crimes ambientais ocorridos no local.
Lazer Consciente
O Projeto é formado por diversas atividades, mas o grande destaque é a dinâmica "Troca Consciente", que consiste em trocar os resíduos sólidos (garrafas pet, vidro e latinhas de alumínio) encontrados na praia por brindes ecológicos (cartilhas das Unidades de Conservação, squeezes, ecobags, camisas, entre outros). O objetivo é a reflexão, pois ao se deparar com uma grande quantidade de resíduos gerados, o veranista analisa e reflete sobre a situação. “É cada um olhando para si mesmo e refletindo sobre sua responsabilidade. O brinde é só um estímulo para que haja essa conscientização. Em edições anteriores, o Projeto teve excelentes resultados, já que contou com a participação dos turistas e dos funcionários de bares, restaurantes e vendedores ambulantes”, explicou Adriana.
Nas ações dos anos anteriores, o Lazer Consciente contou com o apoio do Grupo Ambiental de Fortalezinha (GAF) e conseguiu recolher cerca de 90% de todo o lixo gerado durante o período de férias. “O apoio da população local foi maciço e ficamos muito felizes com o resultado”, comemorou a gerente. Este ano, a Sema terá novamente o apoio do Grupo Ambiental, além do BPA, da Associação dos Lancheiros Marudá-Algodoal (Cimam), da Associação dos Canoeiros de Algodoal (ACA), Escola Maria de Lourdes Ferreira e Prefeitura Municipal de Maracanã. A troca acontecerá na praia da Princesa e na sede administrativa da Sema, situada à Av. Magalhães Barata (rua principal), na Vila de Algodoal.

Texto:
Káthia Oliveira-Sema

Semana da Saúde do
Hospital Ophir Loyola

O Hospital Ophir Loyola, em alusão ao Dia Mundial da Saúde, realiza no período de 9 a 13 de abril, das 9h às 14h, em frente ao prédio, a Semana da Saúde. Com o tema “Aprender a Cuidar para a Saúde não Faltar”, o evento tem como objetivo prestar orientações e conscientizar a população sobre os cuidados com a saúde, visando o bem estar e a qualidade de vida.
O Dia Mundial da Saúde, comemorado no dia 7 de abril, foi criado em 1948 pela Organização Mundial de Saúde (OMS), com a preocupação em manter o bom estado de saúde das pessoas no mundo, bem como alertar sobre os principais problemas que podem atingir a população. Durante a semana da Saúde, o HOL  irá oferecer diversos serviços a servidores, pacientes, acompanhantes e todas as pessoas que estiverem transitando pelo hospital no período. A programação contará com a participação do Grupo de Trabalho de Assistência ao Servidor - GTAS, Divisão de Nutrição e Dietética, Divisão de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Divisão de Farmácia e Divisão de Fonoaudiologia.
Serviços:
9 de abril
Prevenção de DST/AIDS; distribuição de preservativos; orientações de combate a dengue
10 de abril
Ergonomia; postura; fisioterapia respiratória
11 de abril
Informações sobre alimentos saudáveis; orientações sobre compra no supermercado; orientações sobre rotulagem de alimentos; prevenção de doenças através da alimentação
12 de abril
Teste de glicemia com orientações
13 de abril
Prevenção do câncer de boca e laringe

Uepa sedia simpósio de
Traumatologia e
Ortopedia até dia 4

A Universidade do Estado do Pará (Uepa) sedia entre os dias 2 e 4 de abril, o Simpósio da Liga de Traumatologia e Ortopedia (Latopa). Nesse período, sempre de 19h as 21h30, no auditório do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), alunos do Curso de Fisioterapia de diversas instituições de Ensino Superior, discutirão entre outras temáticas, questões relacionadas à fratura em idosos, lombalgia e reabilitação de pacientes. O evento está aberto a estudantes e profissionais. Os interessados ainda podem fazer as inscrições no local, momentos antes do início da programação. Os valores variam de R$ 10 a R$ 50.
Serviço: O Simpósio da Liga de Traumatologia e Ortopedia (Latopa) acontece entre os dias 2 e 4 de abril, de 19h às 21h30, no CCBS (Travessa Perebebuí, 2326 – Marco – Esquina com avenida Almirante Barroso). As inscrições ainda estão abertas. Mais informações pelo fone (91) 8213 2275 (Ícaro Calixto).

Fórum pelo “Dia Mundial
do Autismo” mobiliza
educadores e comunidade

Para comemorar o Dia Mundial do Autismo e da Pessoa com Síndrome de Down, a Coordenação de Educação Especial (Coees) e o Núcleo de Esporte e Lazer (NEL), da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), organizou uma programação especial envolvendo pais, alunos e professores de crianças e adolescentes com este tipo de deficiência. A programação, iniciada neste domingo, 1º, com a caminhada “Tudo Azul com Autismo” reuniu dezenas de pais e profissionais em um ciclo de palestras e mesas-redondas em debates com especialistas sobre o assunto. A primeira palestra foi ministrada pelo professor Reginaldo Cruz, que falou sobre a “Estimulação Sensorial através da Musicoterapia”. Em seguida, as professoras Myrtes Barros e Valéria Negrão conversaram a respeito da “Estimulação Motora através da Natação”.
No intervalo das palestras, os alunos Lana Patrícia Barata e Gabriel Francisco Ribeiro, ambos com Síndrome de Down, deram um show durante uma apresentação de carimbó. Os alunos arrancaram aplausos do público e mostraram que suas limitações não são obstáculos para absolutamente nada. “Eles são muito ativos, adoram dançar, praticam esportes e participam de várias atividades na escola. O fato de serem portadores de deficiências não os impede de viverem normalmente”, comentou a mãe de um dos alunos.
Quem também comemorou a iniciativa da Coees foi a dona de casa Eronilde Sousa, mãe de um aluno autista com 18 anos. “Esses encontros são importantes para que a gente perceba que a sociedade está dando mais valor às pessoas que tem deficiência e que apesar de terem suas limitações eles podem fazer parte da sociedade como qualquer outra pessoa dita normal. Além disso, aprendemos bastante com os profissionais que atuam na área da Educação Especial”, desabafou.
Ela conta que descobriu a deficiência do filho aos quatro anos e que sempre fez questão de introduzi-lo nos ambientes “para pessoas normais”. “Tenho outros dois filhos que nasceram sem nenhum problema e sempre procurei levar os três aos mesmos lugares. Nunca excluí meu filho deficiente de nada. Ele estuda, pratica esportes, vai ao shopping, festas de  aniversário, enfim, nos acompanha em todos os lugares”, relatou a mãe.
Autismo - O autismo pode ser detectado pela observação de atividades cotidianas que podem indicar uma falha na comunicação e na interatividade do indivíduo com a sociedade. Também podem ser observados comportamentos repetitivos, ou ainda uma falta de interesse por diversas atividades, incluindo as que geralmente chamariam a atenção de crianças e adolescentes.
No Pará, o atendimento a portadores de disfunção global do desenvolvimento é feito pelo Núcleo de Atendimento Educacional Especializado aos Transtornos Globais do Desenvolvimento (Natee), que é vinculado à Coees e se tornou referência no Estado ao oferecer atendimento psicopedagógico para cerca de 50 alunos portadores de autismo na rede pública estadual, com grande expectativa de ampliação desta cobertura. Semestralmente são realizados, em média, cerca de 600 atendimentos. As famílias também participam de atividades semanais e encontros mensais, para que melhorem a interatividades com as crianças. Para isso, o Natee conta com uma equipe multidisciplinar, composta por profissionais capacitados e especializados, como pedagogos, psicólogos, fonoaudiólogos e professores.
Além disso, o trabalho tem a parceria com o NEL, onde os alunos são atendidos em diferentes modalidades desportivas. Atualmente os projetos são desenvolvidos em três locais: Escola Estadual Augusto Meira (natação), Nel (Goalball e futebol sentado) e Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (voleibol sentado).
Segundo a coordenadora do Nel, professora Ana Glória Guerreiro, o objetivo do Fórum, além de aproximar pais e profissionais para uma troca de experiências, acolhimento e oportunidade de recebimento de informações, serve para mostrar as políticas públicas que estão sendo desenvolvidas no Estado. “Queremos mostrar para os pais e profissionais, o que as políticas públicas bem executadas podem fazer. Também é uma oportunidade de falar das maravilhas da Educação Física de qualidade, da importância da participação destes alunos nos esportes para a melhoria como um todo”, explica a coordenadora.

Texto:
Fabiana Batista-Seduc

Candidatos à oficina da
Lutheria participam
de entrevista

Cerca de 18 candidatos participaram, na manhã desta de segunda-feira, 02, da entrevista que garante o ingresso na oficina de Lutheria, oferecida pela Fundação Curro Velho. Segundo o luthier e instrutor da atividade, Paulo Mateus, os candidatos são atraídos pela possibilidade de aprender a arte de confeccionar e restaurar instrumentos de cordas. “Será um curso básico que vai ensiná-los a criar e conservar instrumentos em cordas dedilhadas, especialmemte violão e cavaquinho”, explica.
Paulo Mateus trabalha há 17 anos como luthier e conta que aprendeu a arte durante um curso ministrado na Fundação Carlos Gomes, com o professor de Lutheria Nikola Minev, da Bulgária. Ele ressalta que um dos pré-requisitos para participar da oficina é ser músico. “É indipensável que o candidato goste de música e saiba tocar um instrumento, não precisa ser um virtuoso. Com o aprendizado, ele vai ter uma habilidade e carinho maior pelo instrumento”. A oficina de Lutheria inicia no dia 9 de abril, na sede da Fundação Curro Velho (Professor Nelson Ribeiro, nº 287, bairro do Telégrafo) e terá duração de três meses.

Texto:
Andreza Gomes-FCV


Navegapará divulga resultado
da seleção para
monitores de infocentros






Um grupo de 33 jovens foi selecionado pelo cadastro de reserva para atuar no atendimento ao público no espaço dos infocentros do Programa Navegapará. Os candidatos selecionados receberão bolsas, com duração de 12 meses, concedidas pelo Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento (CNPq), no valor de R$ 241,50. A prioridade foi dada para a seleção daqueles que moram nos municípios onde existem infocentros em funcionamento e que estão sem monitores, como Ananindeua, Belém, Itaituba, Marabá e Santarém. A relação completa dos monitores selecionados pode ser conferida no link http://www.secti.pa.gov.br/sites/default/files/resultadonavega.jpg.
Este é o segundo resultado da seleção, que está sendo realizada em regime de fluxo contínuo. Dessa forma, o edital ficará aberto por um tempo maior e os selecionados serão convocados de acordo com a necessidade dos infocentros. As inscrições ainda podem ser feitas até o dia 31 de julho de 2012. O Edital completo pode ser acessado pelo link http://www.secti.pa.gov.br/sites/default/files/editalinfocentrosoutubro.pdf.
Serviço: Para participar da seleção, os interessados devem ter entre 16 e 28 anos, morar na comunidade na qual o infocentro será instalado, ter concluído ou estar cursando o Ensino Médio, ter conhecimento em informática básica e disponibilidade de seis horas diárias. Para obter mais informações os interessados podem entrar em contato pelo fone (91) 4009-2540.

Texto:
Raphael Freire-Secti

Estado investe em
melhorias na gestão
da Segurança Pública




O combate à violência, à criminalidade e o melhor atendimento à população foram eleitas como prioridades pelo setor de Segurança Pública do Estado. Uma consultoria estratégica vai permitir a elaboração de um diagnóstico do sistema de segurança e defesa social no Pará, além de realizar uma pesquisa com os servidores da área, especialistas e a população, para desenvolver medidas que garantam em curto, médio e longo prazo, novas melhorias nesta área. O modelo de consultoria que começa a ser aplicado no Estado foi apresentado nesta segunda-feira, 2, na sede da Segup, com a presença de secretários e outros dirigentes de órgãos estaduais.
O secretário de Segurança Pública, Luiz Fernandes, afirmou que a consultoria estratégica irá consolidar um modelo de gestão que o governo adotou desde o início do ano passado e que busca integrar todos os órgãos do sistema. “Com esta consultoria vamos reduzir ainda mais os índices de violência no Estado, garantindo maior eficiência no atendimento à população. É interessante ressaltar que esse trabalho vai considerar todos os aspectos da Segurança Pública, desde o operacional até o preventivo”, disse Fernandes.
A consultoria ficará a cargo da empresa Brainstorming, especializada em assessoria de planejamentos e informática. Por meio de um software, serão diagnosticados todos os aspectos da Segurança Pública do Pará e, a partir deste levantamento, será feita uma pesquisa para saber dos servidores, de especialistas e da própria população o que pode ser feito para melhorar ainda mais o serviço. Segundo o diretor da Brainstorming, Raul Grumbach, essa pesquisa irá considerar aspectos atuais e futuros, possibilitando o Estado se planejar para prevenir problemas.
“A consultoria vai ajudar o Estado a montar uma gestão estratégica a partir da participação de todos. A contribuição de secretários, servidores, especialistas de várias áreas e a sociedade em geral vai garantir a construção de medidas de curto, médio e longo prazo para a Segurança Pública, qualificando ainda mais a prestação de serviços à população”, resumiu Raul.
A secretária de Estado de Administração, Alice Viana, ressaltou que a consultoria vai reforçar o trabalho que o governo vem desenvolvendo desde o início esta gestão, investindo em novos equipamentos, na valorização dos servidores e na realização de concurso público para a contratação de mais funcionários. “A partir deste diálogo que o Estado terá com os atores envolvidos será possível obter informações para implementar novas diretrizes”.

Texto:
Thiago Melo-Secom


Hospital de Clínicas
comemora 11
anos de fundação

No dia 1º de abril a Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (FHCGV) comemora 11 anos de existência. A data será comemorada com uma série de eventos, que terão início a partir das 10h desta segunda-feira (2), seguindo durante a semana com a apresentação de várias palestras que abordarão temas relativos à saúde, além de cerimônias religiosas. Na próxima segunda-feira (9) será realizado show com o cantor Nilson Chaves. As comemorações do aniversário de fundação serão encerradas na terça-feira (10), com a celebração de uma missa.
Nesta segunda-feira (2),  os servidores e usuários da fundação serão brindados com um show especial do Coral da Fundação do Hospital de Clínicas Gaspar Vianna. No dia 3, haverá palestra “Prevenção da Doença de Chagas”. Na quarta-feira (4) acontece a palestra “Prevenção das Doenças Renais”.  Todas as palestras terão início a partir das 10h. Na quinta-feira (5), haverá o Culto da Páscoa, celebrado pelo Pastor John Moon. As comemorações pelo aniversário da FHCGV continuam no dia 9, com um show do cantor Nilson Chaves, que acontecerá no auditório “Dr. Ronaldo de Araújo”, localizado no prédio da administração do hospital. Encerrando  as comemorações, no dia 10, o padre Wander da Silva celebrará uma missa de ação de graças.
Histórico
A Fundação Pública Estadual Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (FHCGV) é uma instituição do Governo do Estado do Pará vinculada à Câmara Setorial de Políticas Sociais. Concluído em 2001 pelo Governo do Estado em parceria com o Ministério da Saúde, com resursos do Projeto Reforsus, o hospital passou de 11 mil metros quadrados para mais de 22 mil metros quadrados de área construída, tornando-se um dos mais completos do Brasil. Hoje é referência estadual em Psiquiatria, Cardiologia e Nefrologia, com excelência e humanismo. O Hospital de Clínicas tem como missão garantir atendimento ambulatorial e hospitalar de média e alta complexidade e apoiar o ensino e pesquisa na área de saúde.
O projeto arquitetônico teve início em 1982, mas a primeira fase de construção só começou em 1985, com recursos do Ministério da Saúde. A área escolhida para a construção do hospital era ocupada pelo Centro Comunitário Brigadeiro Eduardo Gomes, localizado na travessa Alferes Costa. A instituição foi batizado com o nome de Hospital de Clínicas Gaspar Vianna em homenagem ao grande médico e cientista paraense. Em 1987, foram inaugurados a Clínica Psiquiátrica, o Bloco de Acesso e Serviços Externos, parte do estacionamento e o Bloco de Serviços Gerais, mas só em 1989 os leitos foram disponibilizados para a população. Em 1991 foram inaugurados o Ambulatório de Especialidades e parte da Administração.
Em 1998, com recursos do Projeto Reforsus, do Ministério da Saúde e Banco Mundial, em parceria com o Governo do Estado do Pará, para conclusão, reforma e ampliação dos serviços do hospital, o investimento chegou a R$ 25,5 milhões, incluindo obras físicas e instalações, equipamentos hospitalares, móveis, equipamentos de suporte hospitalar e ainda recursos para modernização gerencial utilizados no ano de 2002. A obra física foi concluída em setembro de 2000, mas a inauguração oficial só aconteceu em 1º de abril de 2001, com a presença do então Ministrro da Saúde, José Serra. A instituição foi transformada em Fundação Pública Estadual Hospital de Clínicas Gaspar Vianna e deixou de ser um estabelecimento voltado apenas para as Clínicas Básicas e Psiquiatria.
Além de continuar como Referência em Psiquiatria, passou a ser Referência em Nefrologia e Cardiologia, oferecendo consultas e internações em Clínica Médica, Clínica Cirúrgica, Clínica Pediátrica e Clínica Ginecológica e Obstétrica, voltadas prioritariamente a pacientes que se encaixam no perfil das novas referências. Atualmente, a FHCGV conta com uma Unidade Coronariana, inaugurada em 2011, além do Centro de Hemodiálise “Dr.Monteiro Leite”, que entrou em funcionamento no mesmo ano e zerou a fila de pacientes renais crônicos que aguardavam vaga na rede pública de saúde para a realização de diálise.

Texto:
Felipe Gillet-HC


Balanço Geral do Estado
de 2011 comprova
equilíbrio das contas públicas






O governador do Estado em exercício, Helenilson Pontes, entregou nesta segunda-feira (2), ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) a Prestação de Contas relativa ao exercício financeiro de 2011, para exame e parecer prévio, e posterior encaminhamento à Assembleia Legislativa do Estado (Alepa), para apreciação. Cumprindo todas as normas vigentes e o prazo determinado, o balanço foi entregue durante audiência ocorrida no início da tarde, no gabinete da presidência do TCE, com as presenças do presidente do Tribunal, Cipriano  Sabino, do vice-presidente e relator das contas do Estado, conselheiro Luís Cunha, do conselheiro e corregedor, Ivan Cunha, e dos secretários de Estado da Fazenda, José Tostes Neto, e de Planejamento, Orçamento e Finanças, Sérgio Bacury.
O Balanço Geral do Estado (BGE) comprova os bons resultados que o governo alcançou no primeiro ano de gestão, com destaque para o equilíbrio das contas públicas. “Cumprimos todas as metas do Programa de Ajuste Fiscal (PAF) determinado pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e revertemos o quadro negativo em que o Estado se encontrava. Em 2011, reduzimos as despesas de custeio ao mesmo nível de 2009, e melhoramos a qualidade dos gastos públicos”, afirmou Helenilson Pontes, ressaltando que “saímos de um resultado primário negativo de R$ 433 milhões, em 2010, para um resultado primário positivo de mais de R$ 700 milhões, o que mostra o atual equilíbrio financeiro do Estado”.
O vice-presidente do Tribunal e relator das contas do governo, Luís Cunha, destacou a forma respeitosa com que o Executivo entregou o balanço. “Vir pessoalmente ao TCE entregar os documentos é uma demonstração do respeito que o governo tem com o Tribunal. Temos 16 analistas em nossa equipe, que já estão trabalhando há 5 meses, numa ação preventiva com os órgãos. Nosso desejo como fiscalizador é colaborar para que o Estado cumpra sua missão com a sociedade”, disse Luís Cunha.
Segundo Cipriano Sabino, o governo e o Tribunal estão trabalhando juntos. “Queremos e estamos participando da vida do Estado. Além de ver a nota fiscal, estamos constatando o desenvolvimento do Pará. Todas as iniciativas que visem melhorar a vida da população paraense têm o apoio do Tribunal de Contas do Estado”, ressaltou o presidente.
O secretário da Fazenda, José Tostes Neto, explicou que o Balanço Geral permite avaliar a administração pública com transparência, em relação à gestão dos recursos públicos. O documento abrange os atos da execução orçamentária, financeira e patrimonial da administração pública, identificando a origem e a aplicação dos recursos financeiros e permitindo avaliar as ações desenvolvidas pelo Estado. “O  BGE de 2011 mostra  que o Estado alcançou resultados positivos em todos os níveis. Foram apurados superávits na gestão orçamentária, financeira, e patrimonial, além do cumprimento de todas as metas previstas, tanto na Lei de Responsabilidade Fiscal, como no Programa de Ajuste Fiscal”, informou José Tostes.
Superávit - Na gestão orçamentária, a receita foi superior à despesa em R$ 805 milhões. O governo arrecadou R$ 13 bilhões e gastou R$ 12,2 bilhões. Comparando com 2010, em valores correntes, verifica-se um crescimento na receita total de 6,63%, e na receita própria de 12,39%. A principal receita do Estado, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) teve crescimento de 10,30%, e a receita com transferências recebidas cresceu aproximadamente 16%, ambos em valores correntes.
No âmbito da despesa, o Estado buscou a racionalização, eficiência e controle dos gastos, para alcançar o equilíbrio fiscal das contas públicas. A gestão financeira apresenta um superávit de R$ 2,3 bilhões. Na gestão patrimonial ou econômica, o governo apresentou um superávit de R$ 422 milhões. Se comparado a 2010, em 2011 o patrimônio do governo do Estado cresceu 1.636%.
O BGE atesta que foram cumpridos todos os limites constitucionais e legais estabelecidos para a administração pública. Na educação, cuja aplicação mínima constitucional é de 25% sobre a receita liquida de impostos, o Estado aplicou 25,03%, correspondendo a R$ 2,19 bilhões, sendo que o valor efetivamente destinado, somando todas as fontes de recursos para a função educação, em 2011 foi de R$ 2,31 bilhões. Na saúde, cujo limite mínimo é 12%, foram aplicados 12,99%, equivalendo a  R$ 1,14 bilhão. Somando todas as fontes de recursos, o montante efetivamente destinado à saúde foi de R$ 1,48 bilhão.
Fundeb - O Estado do Pará transferiu R$ 1,98 bilhão para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), sendo R$ 1,66 bilhão em recursos do Estado e R$ 322 milhões da cota parte dos Municípios. Do montante transferido retornaram para o governo R$ 796 milhões, os Municípios receberam R$1,19 bilhão e a União complementou com R$ 671 milhões. As transferências constitucionais para os municípios somaram R$ 1,63 bilhão, oriundos de 25% do ICMS, do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e da Contribuição sobre Intervenção no Domínio Econômico (Cide), e 50% do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).
Os gastos com publicidade corresponderam a 0,21% dos créditos orçamentários autorizados, portanto, inferior ao limite legal de 1%. O Estado recolheu, para o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor (Pasep), o montante de R$ 62,1 milhões, cumprindo o correspondente a 1% da receita corrente e transferência de capital deduzido das transferências aos Municípios, aos outros poderes e para os órgãos da administração indireta.
Responsabilidade Fiscal - Em relação ao relatório resumido de execução orçamentária e de gestão fiscal, ambos previstos na Lei Complementar nº 101, Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o governo do Estado cumpriu todos os prazos de elaboração e publicação. Além disso, todas as metas fiscais do exercício de 2011 foram cumpridas, diferentemente do exercício anterior, em que a meta de resultado primário era de um superávit de R$ 66 milhões, e ao final do exercício constatou-se um déficit primário de R$ 433 milhões.
O Resultado Primário indica a sustentabilidade fiscal do setor público. Em 2011, o superávit primário foi de R$ 989 milhões, superior em 1.487% à meta de R$ 66 milhões, estabelecida pela Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO). Esse indicador demonstra que foram honradas as obrigações com o pagamento do serviço da dívida estadual.
O relatório de Resultado Nominal mede a evolução da dívida fiscal líquida do Estado, e mostra que no ano passado houve uma redução de R$ 548 milhões na dívida do Estado em relação a 2010 - de 23,42% em relação à dívida existente no ano anterior.
O relatório de gestão fiscal destaca a Despesa Consolidada com Pessoal do Governo, abrangendo os três Poderes. Em 2011 foram gastos R$ 5,57 bilhões, correspondendo a 53,42% da Receita Corrente Líquida (RCL), de R$ 10,42 bilhões, estando, assim, dentro do limite prudencial de 57% e máximo de 60% previsto na LRF. O gasto com pessoal do Poder Executivo foi de R$ 4,63 bilhões, equivalente a 44,43% da RCL em 2011, não excedendo ao limite prudencial de 46,17%, e nem o máximo de 48,60%.
A Dívida Consolidada Líquida correspondeu a 19,38% da RCL, portanto, inferior ao limite de 200% definido pelo Senado Federal, demonstrando que o Estado tem ampla capacidade de endividamento. As operações de créditos contraídas em 2011, no montante de R$ 42 milhões, corresponderam a 0,41% da RCL, não excedendo ao limite de 16%. A RCL em 2011 apresentou um crescimento nominal de 14,35% em relação a 2010.
Ajuste Fiscal - A secretária adjunta do Tesouro, Adélia Maria da Silva Macedo, informou que para aperfeiçoar o Balanço Geral 2011, “agregando-lhe transparência no que diz respeito ao cumprimento das metas fiscais do Estado, incluímos no relatório técnico contábil a análise da situação fiscal do governo pela metodologia do Programa de Ajuste Fiscal (PAF). São as metas e compromissos assumidos entre o Pará e a Secretaria do Tesouro Nacional (STN), como parte integrante do contrato de renegociação da dívida do Estado com o Governo Federal, assinado em 30 de março de 1998. Em 2011 o governo do Estado cumpriu todas as seis metas estabelecidas no programa, revertendo uma série histórica de déficits primários ocorridos em 2009 e 2010, resultado de uma gestão responsável, com enfoque no controle fiscal, orçamentário e financeiro”.
Para a elaboração do Balanço foi utilizado o suporte tecnológico do Sistema Integrado de Administração Financeira para Estados e Municípios (Siafem), que permite uma visão integrada das contas públicas e o registro da execução orçamentária, financeira, patrimonial e contábil dos órgãos estaduais, integrantes dos Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social do Governo do Estado do Pará, em conformidade com as normas legais e resoluções expedidas pelo TCE.
A prestação de contas contempla os dados contábeis consolidados de todos os poderes e órgãos da administração pública estadual, e atende ao disposto no inciso XIX, artigo 135, da Constituição Estadual, que define, entre as atribuições do chefe do Executivo, a obrigatoriedade de prestar contas referentes ao exercício anterior, anualmente, à Assembleia Legislativa, 60 dias após a abertura da sessão legislativa.
Já o artigo 56 da Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar nº 101, de 04/05/2000) determina que as contas do chefe do Poder Executivo incluam, além das suas próprias, também as dos presidentes dos órgãos dos Poderes Legislativo e Judiciário e do chefe do Ministério Público, ainda que as mesmas recebam parecer prévio de forma separada pelo TCE.
O Balanço Geral do Estado obedece às normas contidas nas Leis Federais nº 4.320/64, nº 6.404/76, Lei Complementar 101/2000 e outras matérias legais. Ele abrange os demonstrativos dos atos e fatos relativos à execução orçamentária, financeira e patrimonial dos órgãos da administração direta e indireta estadual, bem como dos demonstrativos dos Poderes Legislativo e Judiciário e do Ministério Público.
Também participaram da audiência no TCE o contador geral do Estado, Hélio Góes; a coordenadora de Análise das Contas, Sônia Abreu, e os servidores membros da equipe, Carlos Edílson Resque e Mônica Silva. (Com a colaboração da Assessoria de Imprensa da Sefa - Ana Márcia Pantoja).

Texto:
Cintya Simões-Vice-Governadoria

Cohab entrega certidões
imobiliárias no
residencial Garças




A Companhia de Habitação do Pará (Cohab) entregou neste domingo (1º), 217 certidões imobiliárias para moradores dos residenciais Garças I e II, em Santa Izabel do Pará, região metropolitana de Belém. Uma equipe de técnicos da companhia esteve de plantão das 8 horas ao meio-dia, fazendo a distribuição dos documentos no sítio do Minori, na rua Aratanha, localizado às proximidades dos dois residenciais, onde hoje moram cerca de 360 famílias.
O diretor de Planejamento da Cohab, Amaro Klautau, disse que em maio deste ano os moradores do Garças vão dispor de dois novos espeços, uma brinquedoteca e uma biblioteca. "A secretaria de Obras do município de Santa Izabel garantiu a reforma e transformação do barracão de obras, para que lá funcione, provisoriamente, a biblioteca e a brinquedoteca, com inauguração prevista para o mês de maio", disse.
Os moradores puderam assistir à performance da Rádio Margarida, que usou o teatro para encenar situações descritas na Cartilha de Orientação sobre a Regularização Fundiária Urbana, também distribuída aos moradores. A cartilha, elaborada pela Cohab, apresenta noções básicas para que os moradores conheçam a condições do processo de Regularização Fundiária Urbana.
Segundo a gerente executiva de Regularização Fundiária da Cohab, Paloma Fadul, a Certidão do Registro Imobiliário é o documento que legaliza o imóvel no nome do beneficiário. "Para receber o documento o morador precisa estar munido de carteira de identidade e CPF. Quem não recebeu o documento neste domingo, pode vir até a sede da Cohab, em Belém, e recebê-lo", informou.

Texto:
Rosa Borges-Cohab


Vinte chapas concorrem
a conselheiro
tutelar da Sacramenta

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdac) divulgou a lista dos candidatos aptos a concorrer na eleição para o Conselho Tutelar IV, com atuação no Distrito Administrativo da Sacramenta (Dasac). Vinte chapas, sendo cada uma composta de um candidato titular e de um suplente, foram aprovadas pela comissão eleitoral, conforme a Resolução nº 013/12, do Comdac. Serão eleitos cinco titulares e cinco suplentes. A votação acontece no próximo dia 15 de abril.
O papel do conselheiro tutelar é proteger os direitos das crianças e dos adolescentes, conforme esbalecido no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Entre as tarefas do conselheiro estão atender crianças e adolescentes e também pais e responsáveis para a aplicação de medidas de proteção; comunicar ao Ministério Público as situações de infração administrativa ou penal contra os direitos da criança ou do adolescente; prestar informações ao Judiciário; tomar providências para que sejam cumpridas medidas protetivas aplicadas pela justiça a adolescentes infratores; assessorar a prefeitura na elaboração da proposta orçamentária para planos e programas de atendimento dos direitos da criança e do adolescente; e fiscalizar as entidades que promovem o atendimento do público infanto-juvenil, entre outras responsabilidades.
Os candidatos já estão em campanha eleitoral no distrito da Sacramenta, que abrange os bairros do Telégrafo, Fátima, Pedreira, Sacramenta, Barreiro, Maracangalha e Miramar. Todos os moradores do distrito poderão votar, basta comparecer ao local de votação munido do título de eleitor atualizado ou o comprovante de votação da  última eleição e um dos seguintes documentos de identificação: Carteira de Identidade, Carteira de Trabalho e Previdência Social, Carteira Nacional de Habilitação, carteira de meia passagem ou outro documento de identidade com foto, válido em todo o território nacional. Os locais de votação ainda serão divulgados.

Confira as chapas concorrentes ao Conselho Tutelar da Sacramenta e o respectivo número de votação:

01 - Raimundo Girard Camargo (Dinho Camargo) - titular
       Adriana Roberta Cintra Ramos - suplente

02 - Aurineide Linhares da Silva Estrela (Neide do Barreiro) - titular
       Silene de Oliveira Barbosa da Silva  - suplente

04 - Fábio Góes de Melo (Fábio Melo) - titular
       Rosiane Barbosa Santiago  - suplente

12 - Rafael Linhares da Silva Neto (Rafael Linhares) - titular
       Jefferson Augusto da Silva Couto  - suplente

14 - Ronaldo Andrade dos Santos (Ronaldo dos Santos) - titular
       Waldineia Gama Pamphylio  - suplente

20 - Raimundo Nonato Marvão da Silva (Raimundo Marvão) - titular
       Reinaldo Machado Leão  - suplente

21 - Vicente de Paulo Brito Nascimento (Vicente Nascimento) - titular
       Claudio Marcelo Pinto dos Anjos  - suplente

22 - Valdemir Mendes Alves (Valdo do Barreiro) - titular
       Aguinaldo de Souza Sampaio  - suplente

25 - Márcia Ribeiro de Sena (Márcia)  - titular
       Roberto da Silva Souza  - suplente

27 - Elizabeth Márcia de Araújo Gonçalves (Beth Gonçalves) - titular
       Ronaldi David Luna  - suplente

28 - Richard Carmeron de Sousa (Richard Carmeron) - titular
       Cleverton Melo das Neves  - suplente

29 - Davi Xavier Neves (Davi Neves) - titular
       Rafael Marcelo Alemeida Carneiro  - suplente

31 - Fábio Sergio Paixão (Fábio Paixão) - titular
       Maria do Socorro Assunção Carvalho  - suplente

32 - Maria José Antunes Ramos (Maria José) - titular
       Luiz Junior dos Santos Costa  - suplente

33 - Izabel Cristina Lopes da Costa (Izabel Cristina) - titular
       Antônio de Lisboa Freitas Lima Filho  - suplente

34 - Antônio Ruy de Souza Cordeiro (Ruy) - titular
       Claudio Alves do Rosário  - suplente

35 - Rita do Socorro Almeida Pantoja (Professora Rita) - titular
       Ivana da Silva Nascimento  - suplente

36- Maria da Glória Moraes de Almeida (Glória da Nova Aliança) - titular
      Carmozina da Paixão Socorro dos Santos Nobre

37 - Fabricio Tomaz Gurjão (Fabricio Gurjão) - titular
       Bruno Maues de Resende  - suplente

39 - Maura Janete Cavalcante de Almeida (Maura) - titular
       Elisangela Cabral Portal  - suplente

Oficinas de linguagem verbal
entram na grade da
Fundação Curro Velho

Três oficinas na área de linguagem verbal entram na grade do segundo módulo de atividades da Fundação Curro Velho. Além de caligrafia artística, redação e leitura e produção de texto, outras atividades integram o quadro de oficinas regulares da fundação como do barro à forma, que vai moldar o barro na arte da cerâmica; iniciação à bijuteria, também em cerâmica; papietagem e serigrafia, que tem quatro turmas pela parte da manhã e à tarde.
Também fazem parte das atividades as oficinas de artes cênicas e de música, como percussão, bateria e canto coral módulo II. As atividades de linguagem verbal serão ministradas no turno da tarde. Leitura e produção de texto e redação serão instruídas por Mailson Soares. A oficina de caligrafia artística ficará a cargo do professor de artes Raimundo Otávio.
Segundo o instrutor, a oficina é voltada para pessoas com caligrafia difícil, ou seja, é direcionada àqueles que tenham dificuldade de escrever uma letra legível. “A proposta é melhorar a letra do aluno”, reforça. Além de melhorar a grafia do participante, a caligrafia artística pode ser usada como gerador de renda. “Depois de assimilar a técnica, o aluno pode escrever em cartões, convites”, ressalta Raimundo Otávio, que vai trabalhar com letras cursivas, isto é, a letra com um curso único. Dentro do conteúdo programático, o uso de bico de pena é um diferencial no ensino.
Cerâmica– Duas oficinas voltadas à arte de confeccionar objetos em cerâmica estão com as inscrições abertas. Uma é a iniciação à bijuteria, em que o foco principal é a confecção de peças a partir de sobras de argila de outras atividades. Para isso, as principais técnicas de modelagem a mão livre serão usadas.
No conteúdo, a instrutora Marina de Pina vai falar sobre a importância da argila e suas várias possibilidades, principais técnicas de modelagem da argila, esboços preliminares das peças, modelagem, cozimento e montagem das peças.
A oficina do barro à forma vai modelar a argila. O instrutor Anderson Barros pretende aliar o desenho à criação e à confecção de variadas formas de peças em argila de caráter utilitário e decorativo. Também será feita a decoração das peças com imagens abstratas e grafismos singulares. O objetivo é desenvolver o conhecimento do aluno sobre a arte da cerâmica.
As aulas serão do dia 17 deste mês a 15 de maio. Inscrições para estas e outras oficinas continuam até o dia 13 de abril e são gratuitas para alunos da rede pública de ensino. Para os demais interessados a taxa é de R$ 20. A Fundação Curro Velho fica na rua Professor Nelson Ribeiro, no Telégrafo, e funciona de 8 às 18 horas, de segunda a sexta. Informações pelo telefone 3184-9100.

Texto:
Andreza Gomes-FCV

Centro de Perícias já fez
mais de duas mil perícias
em drogas este ano

O Centro de Perícias Científicas Renato Chaves já fez 2.284 exames em drogas brutas de janeiro até esta segunda-feira (2). Os entorpecentes apreendidos pelas polícias Civil e Militar do Pará precisam passar por perícia no centro para que sejam feitos exames de confirmação, que são entregues às autoridades policiais em menos de 24 horas, após a apreensão.
O setor responsável por periciar os entorpecentes é o Laboratório Toxicológico, onde trabalham 15 peritos criminais formados em biologia, farmácia e bioquímica. Além de fazer perícias biológicas, a área também é encarregada dos testes de constatação nas drogas para fins de flagrante, com emissão posterior do laudo definitivo, o que conclui a perícia.
A partir de junho, após a reforma do setor, o laboratório, que já usa tecnologia de ponta, será equipado com novas máquinas de última geração, o que dará agilidade e mais segurança aos profissionais da perícia e às autoridades responsáveis pelas investigações.
Recentemente, meia tonelada de drogas, incluindo 200 quilos de maconha e 300 quilos de cocaína, apreendida durante os últimos três anos em operações feitas pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes, da Policia Civil, foram incineradas na sede da indústria de cerâmica Marituba, em Ananindeua, região metropolitana de Belém.
A maioria das drogas foi apreendida em operações deflagradas em 2011 e nos primeiros meses deste ano. Uma equipe de peritos do Centro Renato Chaves esteve no local para fazer exames de constatação da droga, pesagem e testes, antes da incineração.
Testes– A primeira etapa da perícia em drogas são os testes preliminares, feitos com o exame macroscópico, capaz de identificar o tipo de entorpecente. O maior número de análises é feito em cocaína, maconha, crack, êxtase e praguicidas (conhecidos como veneno de rato), além de medicamentos.
A perícia é feita com análises químicas, compostas por reações capazes de identificar especificamente o tipo de droga. Para chegar ao resultado, é aplicada uma técnica que usa reagentes químicos. É possível que, após o exame preliminar, a droga não seja identificada, pois os entorpecentes são compostos por várias substâncias químicas, o que dificulta o trabalho.
Nestes casos, são feitos vários testes, usando outros reagentes e outras metodologias, a fim de se chegar a um resultado final. Depois do teste preliminar, os entorpecentes passam por outros, confirmatórios, por meio do exame de Cromatografia da Camada Delgada para saber se a substância testada tem o Tetra-hidro-canabino, conhecido como maconha, ou a Benzoilmetilecgonina, vulgo cocaína.
O Laboratório Toxicológico funciona todos os dias, inclusive em escala de plantão noturno, para dar suporte à polícia. Os peritos responsáveis por este tipo de perícia têm um prazo legal de dez dias para emitir o laudo, com prorrogação de mais dez dias, caso seja necessário.

Texto:
Nil Muniz-CPC

Concessão de florestas no
oeste paraense vai gerar
renda para a população

Os habitantes do Pará que vivem no entorno do Rio Mamuru, no município de Juruti, oeste paraense, serão beneficiados diretamente pelas concessões que o Estado está realizando nas florestas públicas da região. A partir das concessões, empresas especializadas em extração sustentável terão o direito de explorar áreas florestais, empregando pelo menos 30% da mão de obra local. Além dos empregos, recursos gerados com as concessões serão revertidos pelo governo em projetos sociais e infraestrutura para as comunidades.
Segundo o técnico em Gestão Florestal, José Maria Neto, do Instituto de Desenvolvimento Florestal do Pará (Ideflor), as florestas fazem parte do conjunto de cinco glebas conhecido como Mamuru-Arapiuns. O nome faz referência aos dois rios que cercam a região. A área total deste complexo corresponde a 1,312 milhão de hectares, o equivalente a 1,3 milhão estádios de futebol, como o "Mangueirão".
No entorno do Mamuru o Estado está criando um centro de treinamento de manejo florestal, e já concedeu três áreas para a exploração sustentável de madeira, onde empresas estão se instalando. Em breve, uma licitação apontará a empresa que se instalará na área mais recente destinada à exploração.
“Para realizar as concessões, o Estado fez o ordenamento territorial da região, delimitando o limite das cinco glebas, e identificando o território de cada comunidade, que será regularizado. Todo o processo considerou aspectos ambientais e sociais, para assegurar o sucesso das concessões, que vão gerar o desenvolvimento socioeconômico local”, explicou José Maria Neto.
Comunidades - Segundo ele, dos recursos gerados com a exploração sustentável, 30% serão usados na estruturação dos órgãos ambientais e monitoramento da floresta; outros 30% serão destinados aos municípios abrangidos pelas áreas de concessão, para investimentos nas comunidades, como a construção de escolas, aquisição de embarcações etc., e os outros 40% irão para o Fundo de Desenvolvimento Florestal do Estado, que financiará uma série de projetos sustentáveis na região.
As comunidades do Rio Mamuru que serão beneficiadas aguardam ansiosas pelas concessões. Na Vila Mocambo, o presidente da associação comunitária, Paulo Ferreira, 50 anos, acredita que as concessões serão uma oportunidade para todos, principalmente para os jovens. “É uma oportunidade muito boa, principalmente para os jovens, nossos filhos, que terão emprego e poderão ter condições melhores para estudar”, ressaltou Paulo, que se dedica ao plantio de mandioca.
Na comunidade de Monte Carmelo, localizada quase na cabeceira do rio, já próximo ao município de Aveiro, o desejo das famílias não é diferente. A agricultora Luci Gonzaga, 60 anos, disse que pretende ter a sua comunidade beneficiada com vários projetos, a partir dos recursos gerados pelas concessões. “Nós precisamos de um colégio para as crianças, um posto de saúde e água potável. Tudo isso poderá ser colocado para nós com o rendimento das concessões”, afirmou Luci, que vende em Parintins (AM) a farinha que produz.
Para ela, além das benfeitorias, a exploração sustentável possibilitará algo que é difícil na localidade: o emprego de carteira assinada. “O povo trabalha, mas sem carteira assinada. Com as empresas explorando legalmente as florestas, sem depredá-las, e empregando parte da população, os trabalhadores terão acesso a seus direitos”, frisou.
Sustentabilidade - Para garantir a exploração sustentável na região, o governo paraense primeiro concedeu uma área com aproximadamente 46 mil hectares, que está sob responsabilidade da empresa LN Guerra. A segunda área, com cerca de 20 mil hectares, é gerenciada pela Rondobel, e a terceira, com 85 mil hectares, será explorada pela Amazônia Florestal. A outra área que o Estado já destinou para este tipo de exploração, e que ainda será licitada, tem 102 mil hectares.
Está assegurado em contrato, além de ser requisito para a seleção da empresa no processo licitatório, a forma como se dará a exploração, que não pode prejudicar a floresta. “Diferentemente das madeireiras ilegais, estas empresas utilizam técnicas que asseguram a preservação do meio ambiente, garantindo, inclusive, a regeneração da mata. São vários fatores e técnicas levados em consideração neste tipo de exploração”, informou José Maria Neto.

Texto:
Thiago Melo-Secom

Produção de citros gera
renda em assentamentos
no sul do Pará

Um grupo de 150 agricultores familiares de dois assentamentos do município de Conceição do Araguaia, no sul do Pará, se prepara para a colheita de 750 quilos de citros, no próximo mês. De pequenos bovinocultores, eles conseguiram otimizar a produção, graças ao trabalho da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater). A produção em cinco anos deve chegar a 13 toneladas de citros.
Convênio firmado entre a Emater e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) deu início às atividades nos projetos de assentamento Ingá 2 e Ingá 3, localizados no quilômetro 30 da rodovia PA-287, cerca de 40 quilômetros da sede do município, onde trabalham as Associações do Divino Espírito Santo, com 60 famílias, e a Vale da União, com doze.
Durante o atendimento em assistência técnica, técnicos da Emater identificaram a potencialidade de instalar nos assentamentos a fruticultura. A opção foi pela produção de laranja, mexerica, limão, acerola e banana. As mudas, certificadas pelo Ministério da Agricultura, foram adquiridas a preço de custo.
Para impulsionar a produção, segundo o técnico agropecuário José Ernani Filho, que acompanha o trabalho desde o início, foram desenvolvidos projetos de Sistemas Agro-Florestais, como formas de uso e manejo da terra, consorciando a fruticultura a essências madeireiras e não-madeireiras, como mogno, castanha-do-pará, cumaru e piqui.
“Vimos na produção desses frutos uma chance de sustento alimentar e constante chance de renda. Para que as famílias pudessem produzir conseguimos financiamento juntos aos agentes financeiros por meio da linha de crédito do Pronaf A”, informou José Ernani Filho.
A produção frutífera dos assentamentos está assegurada, já que a cooperativa dos assentamentos – por meio do Programa de Aquisição de Alimentos – comprará o volume produzido. Com a maturidade do projeto, mesmo após o fim do convênio interinstitucional, “a Emater perpetuou o atendimento nos assentamentos por ainda dispor de recursos para oferecer uma assistência técnica de qualidade. O projeto literalmente colhe bons frutos”, ressaltou o técnico.

Texto:
Kenny Teixeira-Emater

Policiamento terá unidades
integradas de
atendimento no interior


 O governo paraense está criando unidades integradas de policiamento no interior, onde as polícias Civil e Militar trabalham juntas prestando serviços à população. O modelo, de acordo com o delegado de Polícia do Interior, Silvio Maués, será implantado em cidades que ainda não têm delegacia e que possuem poucos habitantes. Dez municípios já foram escolhidos para receber as unidades integradas. O primeiro, que será contemplado até maio, será São Sebastião da Boa Vista, no Arquipélago do Marajó.
Segundo o delegado, além de São Sebastião, cidades de todas as regiões do Pará serão beneficiadas, como o distrito de Castelo dos Sonhos, em Altamira, que terá o projeto da unidade licitado ainda este mês. “A unidade é uma forma de integrar o trabalho da Segurança Pública no interior, principalmente naqueles que têm poucos habitantes, onde o efetivo policial é pequeno e não há muita criminalidade”, informou.
As unidades integradas possibilitarão ao cidadão procurar os serviços preventivos de segurança, como as rondas da Polícia Militar, e ainda o atendimento da polícia judiciária, feito pela Civil. “Juntando os dois atendimentos nós vamos otimizar os efetivos nesses municípios, facilitando e agilizando o atendimento ao cidadão”, disse Maués, ressaltando que as delegacias de alguns municípios serão adaptadas para este novo modelo de segurança pública.
O delegado informou que, além de unir as polícias para reforçar o efetivo da segurança pública no interior, o governo realizará concurso neste mês para contratar mais 600 policiais civis. Estes servidores serão distribuídos para os municípios do interior, nas unidades integradas, e também para as delegacias.

Texto:
Thiago Melo-Secom